Vem Comigo: Black Friday em Boston

A matéria Vem Comigo: Black Friday em Boston você lê em detalhes aqui, ou confira mais notícias sobre Moda, Saúde e Beleza em Produtos de Beleza.

Eu pensei em fazer um vídeo mais sério, focando na Black Fraude ou Fake Friday do Brasil e comparando-a com a Black Friday americana, mas no fim decidi fazer um vlog mais de boa, mostrando um pouco das lojas e o shopping de Boston.

Mesmo assim, vou falar um pouco dessa coisa toda de Black Friday e o que significa. Eu tenho a oportunidade de conhecer muitos brasileiros que vem morar nos EUA por pouco tempo ou que vem apenas visitar e eu sempre noto uma coisa em comum em entre esses semi-recém-chegados: eles acham que tudo no Brasil é uma droga e tudo nos EUA é bem melhor.

Ok, dá para entender esse ponto de vista, mas a realidade não é bem assim. As pessoas têm uma tendência normal de generalizar e dizer, ah americano é assim e brasileiro é assado… brasileiro é malandro, americano é puritano… coisas desse tipo. Porém, após ter passado a maior parte da minha vida no exterior, posso te dizer que nada é assim tão preto no branco.

Black Friday nos EUA existe para beneficiar os negócios, ponto final! É um feriado fake inventado para incentivar o consumismo e quem realmente sai ganhando com isso é o Walmart e a Macy’s. No Brasil é a mesma coisa, não se iluda. Lojas nos EUA são sim malandras e tentam criar a ideia que as promoções são bem melhores do que realmente são. Tá certo que no Brasil lojas extrapolam e exageram e tentam realmente tirar vantagem, mas não pense que lojas nos EUA são muito melhores, no fim, o alvo é o mesmo: o bolso do consumidor.

Há uns 2 anos, uma amiga ficou em uma fila enorme na Best Buy por 4 horas para comprar um notebook de $200 dólares. O problema é que somente 100 unidades estavam disponíveis por esse preço. Um malandro que estava na frente dessa minha amiga, era conhecido do gerente e comprou 40 unidades! Quando foi a vez da minha amiga, os notebooks baratinhos estavam sold out! Existe malandragem em todo lugar do mundo. O Walmart oferece promoções loucas nos EUA, pois paga salário de fome aos seus funcionários que são forçados a trabalhar no feriado sob condições terríveis.

Depois do Natal, os preços realmente caem, pois a demanda despenca. As quedas nos preços na Black Friday, antes da grande demanda consumista logo antes do Natal é logicamente, apenas ilusória. Eu não faço compras na Black Friday, prefiro a Cyber Monday, quando realmente posso comparar lojas e preços online, sem a correria e a tendência de compras impulsivas.

As promoções da Black Friday não compensam, nem nos EUA, nem no Brasil. Seja um consumidor consciente!

 

O artigo Vem Comigo: Black Friday em Boston foi originalmente publicado em http://www.produtosdebeleza.com/vem-comigo-black-friday-em-boston.html

Deixe uma resposta