Tipos de anestesias utilizadas em cirurgias plásticas – em Cirurgia Plástica

Proporcionando um estado de total ausência de dor, os tipos de anestesias podem variar de acordo com a cirurgia e condição do paciente

 

Reportagem: Monique Zagari Garcia



tipos-anestesias

A avaliação pré-anestésica é fundamental antes de todo e

qualquer procedimento cirúrgico
Foto: Danilo Borges 

A anestesia é um fármaco específico administrado por via local, bloqueios anestésicos (perto dos nervos), venosa ou inalatória. Com a evolução da medicina, seu uso em cirurgias plásticas tornou-se um procedimento muito mais seguro. Antes de ser aplicada por um anestesiologista, o médico avalia o paciente, os exames clínicos, o tipo de cirurgia e o tempo operatório para garantir sua segurança. “Além disso, quando está sob os efeitos da anestesia, a pessoa é monitorada com equipamentos específicos que mostram ao médico todas as funções vitais do paciente”, destaca Marcelo Ribeiro de Magalhães Queiroz, anestesista do Hospital São Camilo (SP).

Conheça os diferentes tipos de anestesias mais utilizadas em cirurgias plásticas:

Anestesia local

“Envolve o entorpecimento de uma pequena área na pele onde a incisão será feita. A sua ação é imediata e, após sua aplicação, a duração do efeito anestésico pode chegar até duas horas. Pode ser feita como anestesia isolada ou em conjunto com outra técnica anestésica”, explica Luiz Eduardo Mendonça Pereira, cirurgião plástico da Clínica Bertolini (SP). A anestesia local é indicada para procedimentos como otoplastia, blefaroplastia superior, correção de pequenas cicatrizes e retirada de lesões na pele.

Anestesia local com sedação

De acordo com o anestesista Marcelo Ribeiro, a anestesia local com sedação consiste na aplicação de anestesia local na região a ser operada e na injeção intravascular de medicação com efeito ansiolítico. “Ela provoca analgesia e ansiolise, permitindo ao paciente maior conforto no intraoperatório, diminuindo repercussões hemodinâmicas oriundas do stress”, explica. Dura o tempo que for necessário para o término da cirurgia, sendo por isso empregada em procedimentos de média duração. “Toda região infiltrada por anestésico estará adormecida, anestesiada e o paciente estará dormindo sem sentir nenhuma dor”, assegura o profissional.

Como já mencionado, a anestesia local com sedação é indicada para cirurgias plásticas de média duração, como colocação de prótese mamária, ginecomastia, implante capilar e determinadas ritidoplastias.


Anestesia peridural

É capaz de bloquear a sensibilidade a partir de vários níveis do tórax ou abdômen. Costuma ser acompanhada de sedação para evitar estresse do paciente, que deve permanecer dormindo durante todo o procedimento”, esclarece o cirurgião plástico Luiz Eduardo Mendonça Pereira. É indicada para cirurgias como lipoaspiração, prótese de glúteo e panturrilha e abdominoplastia.

 

O artigo Tipos de anestesias utilizadas em cirurgias plásticas – em Cirurgia Plástica
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/corpo-e-rosto/corpo-e-rosto/cirurgia-plastica/tipos-de-anestesias-utilizadas-em-cirurgias-plasticas/3187

Deixe uma resposta