Saiba as causas e os tratamentos para pele oleosa – em Cuidados com o rosto

Aprenda como combater a oleosidade da pele causada por constituição genética ou por desiquilíbrios hormonais

Por Rosani Andreani/ Realização Tomaz Souza Pinto/ Adaptação Rebecca Nogueira Cesar



Pele oleosa

A pele oleosa ocorre pela constituição genética ou

por desequilíbrios hormonais ocasionais

Foto: Danilo Borges

Oleosidade excessiva

Ninguém merece o aspecto gorduroso e nada agradável que a pele oleosa imprime principalmente na fronte e no nariz. Se não bastasse, os poros ficam dilatados, permitindo o aparecimento de cravos e espinhas. “Para amenizar o problema, manter uma boa higiene é fundamental. Além disso, existem no mercado produtos secativos de ótima qualidade”, diz a esteticista Juliana Meckelburg, do HBD Spa (RJ). 

Características: pele brilhante, sempre gordurosa, acompanhada muitas vezes de poros dilatados, cravos e espinhas. Em casos extremos, pode haver áreas de vermelhidão e descamação, ou seja, dermatite seborreica com aspecto ressecado. 

Causas: ocorre pela constituição genética ou por desequilíbrios hormonais ocasionais.

Tratamentos: os produtos e ativos mais importantes são sabonetes e adstringentes com enxofre, sulfacetamida, piroctone olamina, zinco, ácido glicólico e procedimentos à base de AHA (alfa-hidroxiácidos) que são indicados por serem renovadores celulares. Os peelings suaves de ácidos retinoico e glicólico mantêm o equilíbrio da tez, enquanto que a limpeza de pele é útil para retirar os cravos. Em casa, os sabonetes e adstringentes são indispensáveis; já os seruns e géis levíssimos com vitamina C e ácidos de frutas e glicólico são efetivos.

O artigo Saiba as causas e os tratamentos para pele oleosa – em Cuidados com o rosto
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/corpo-e-rosto/corpo-e-rosto/cuidados-com-o-rosto/saiba-as-causas-e-os-tratamentos-para-pele-oleosa/3918

Deixe uma resposta