Ir ao cinema é uma forma de terapia – em Mulher de Corpo

Por Cáren Nakashima | Adaptação Kelly Miyazato



Como se distrair e encontrar inspiração com terapia no cinema
Foto: freeimages 

Distrair-se pode ajudar você a resolver as questões da sua vida, sabia? E o cinema é uma das melhores formas para isso. Permita-se tirar duas horinhas, identifique seu propósito e aposte nas dicas que têm tudo a ver com o universo Corpo a Corpo:



Filme Garota Fantástica (2009)
Foto: Divulgação

 

 

Cultivar o amor-próprio

Filme
Garota Fantástica (2009)
 

Por que inspira
Os campeonatos americanos de roller derby são plano de fundo para a personagem de Ellen Page se colocar no mundo e fazer o que gosta.

 

 

 

 



Filme Flashdance (1983)
Foto: Divulgação 

 

 

Turbinar a persistência

Filme
Flashdance (1983)

Por que inspira
O clássico mostra a luta de uma mulher em seus dois empregos para realizar o sonho de entrar para uma importante companhia de balé.

 

 

 

 



O Vencedor (2010)
Foto: Divulgação

 

 

Compreender a família

Filme
O Vencedor (2010)

Por que inspira
A cinebiografia do boxeador Micky Ward (Mark Wahlberg), que tem uma relação conturbada com cada membro da própria família.

 

 

 

 



Filme Jerry Maguire: A Grande
Virada (1996)
 Foto: Divulgação

 

 

 

Mudar o rumo da carreira

Filme
Jerry Maguire: A Grande Virada (1996)

Por que inspira
O agente esportivo vivido por Tom Cruise decide que mais importante que o dinheiro são as pessoas.

 

 

 

 

 

 

Revista Corpo a Corpo | Ed. 311

O artigo Ir ao cinema é uma forma de terapia – em Mulher de Corpo
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/mulher-de-corpo/ir-ao-cinema-e-uma-forma-de-terapia/7524

Deixe uma resposta