Glutamato monossódico: mocinho ou bandido? – em Pergunte ao especialista

Texto Helô Oliveira | Adaptação Kelly Miyazato



Glutamato monossódico: mocinho ou bandido?
Foto: freeimages 


Popularmente conhecido como realçador de alimentos industrializados, como carnes e vegetais, ele deve ser consumido de forma controlada. A substância é relacionada a problemas como o aumento da circunferência abdominal e crises de enxaqueca. “Há especulações sobre a relação entre a ingestão de glutamato e doenças degenerativas cerebrais, como Alzheimer e Parkinson, e males como obesidade, alergias, asma, câncer e dor de cabeça. Nada foi cientificamente comprovado, mas vale evitar a ingestão em excesso”, alerta Paula dos Santos Ribeiro, nutricionista (RJ).

 

Revista Corpo a Corpo | Ed. 309

O artigo Glutamato monossódico: mocinho ou bandido? – em Pergunte ao especialista
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/pergunte-ao-especialista/glutamato-monossodico-mocinho-ou-bandido/7089

Deixe uma resposta