Dieta do mel: perca a vontade de comer doce e emagreça 6 kg em um mês – em Dieta de emergência

Quem diria que o mel poderia ajudá-la a emagrecer até 6 quilos em apenas um mês, não é mesmo? Saiba que a substância recebe o aval de especialistas ao redor do mundo quando o assunto é a eliminação dos pneuzinhos. Confira!

Por Caroline Randmer | Adaptação Kelly Miyazato



Aposte no mel para emagrecer, afinar a cintura e inibir a vontade de comer doces
Foto: freeimages

Você sempre se faz a mesma pergunta: como perder a vontade de comer doce? Saiba que ele pode até parecer mais calórico que o açúcar, mas basta uma olhada na tabela nutricional para perceber que essa impressão não passa de mera aparência: 100 g do melado somam cerca de 290 calorias enquanto a mesma quantidade da doçura contabiliza 400. E não é só neste quesito que ele sai ganhando. “Segundo a Organização Mundial da Saúde, o mel contém mais de 70 substâncias essenciais ao organismo, como minerais, vitaminas, carboidratos e proteínas”, esclarece Ana Luisa Vilela, nutróloga da Clínica Slim Form (SP). A combinação desses nutrientes é suficiente para fazer do alimento uma excelente fonte energética além de potencializar sua ação antioxidante, antisséptica e anti-inflamatória, só para listar algumas. “Estudos mostram que ele é indicado para o tratamento de problemas pulmonares, da garganta, do coração e da visão. Isso porque contém inibina, um composto que age como um antibiótico natural.”


Afinando a cintura
Falamos de como ele pode beneficiar a saúde, mas você deve estar se perguntando qual é o trunfo do melpara derreter as gordurinhas, certo? Como dissemos, o valor calórico reduzido já ajuda, mas ele é apenas a ponta do iceberg. “Enquanto o açúcar refinado despeja glicose na corrente sanguínea, o melado elimina todas as toxinas do corpo e facilita a digestão, graças à sua propriedade reguladora da flora intestinal.” Sem contar a capacidade diurética do alimento, que acaba com o inchaço e manda embora todo o excesso de água do corpo. Mas a carta na manga é resultado de uma pesquisa do nutricionista escocês Mike McInnes, que sugere que o mel, por conter quantidades iguais de moléculas de glicose e frutose, equilibra os níveis de açúcar no sangue, deixando os estoques gordurosos disponíveis para serem usados como fonte de energia. Ou seja, além do alimento não ser armazenado em forma de pneus, ainda estimula o organismo a usar as dobrinhas quando precisar de uma forcinha extra. Há ainda quem diga que o queridinho das abelhas, por ser essencialmente doce e não conter altos níveis de sódio, supre a vontade de guloseimas de uma maneira bem mais efetiva que a famosa barra de chocolate. Isso porque os itens industrializados são formulados com substâncias que nos fazem querer cada vez mais e mais… Aí, não há balança que aguente.

Só vantagem
Acha que o mel só serve para ser combinado com chá, leite e cereal? Então pense duas vezes. “Como hidratante, pode ser usado em máscaras para o cabelo e cremes para o corpo. Basta procurar um produto que leve a substância na composição”, revela Daniela Petri, dermatologista do Centro de Dermatologia e Estética (SP). Outra maneira de deixar a pele sedosa e macia com sua ajuda é transformando-o em esfoliante — basta adicionar um pouco de limão e açúcar e misturar bem.

Colocando em prática em 3, 2, 1…
Vamos ao que interessa. O importante é que você limite o seu consumo a duas colheres (chá) por dia, seja pela manhã ou à noite. Mas dá para abrir uma exceção se você estiver quase sucumbindo àquele bombom. Confira abaixo o cardápio que elaboramos para você espantar os quilos a mais e, junto com eles, a vontade de guloseimas.

Dia 1

Café da manhã
– 1 banana
– 1 fatia de pão integral
– 1 col. (sobremesa) de requeijão light
– 1 pote individual de iogurte desnatado
– 2 col. (chá) de mel

Lanche da manhã
– 1 maçã

Almoço
– 1 sanduíche feito com 2 fatias de pão integral, 2 col. (sopa) de atum, alface e tomate
– 1 fatia de melão
– 1 copo pequeno de limonada com adoçante

Lanche da tarde
– 1 taça de gelatina

Jantar
– Salada de cenoura e repolho à vontade
– 1 prato (fundo) de sopa de legumes com carne
– 1 laranja

Ceia
– 1 cacho de uva

Dia 2

Café da manhã
-­ ½ mamão papaia
– 1 torrada integral
– 1 col. (sopa) de requeijão light
– 1 pote individual de iogurte light

Lanche da manhã
­- 1 pera

Almoço
– Salada verde com pepino à vontade
– 4 col. (sopa) de arroz integral
– 1 bife grelhado
– 1 copo pequeno de suco de maracujá com adoçante

Lanche da tarde
– 1 laranja inteira

Jantar
– Salada de couve-flor, brócolis e tomate à vontade
– 1 bife grelhado
– 1 cacho pequeno de uva

Ceia
-­ 1 copo pequeno de limonada com 2 col. (chá) de mel

Dia 3

Café da manhã
– 1 tigela pequena de salada de frutas
– ½ pão francês sem miolo
– 1 fatia de queijo mozarela
– 1 pote individual de iogurte light
– 1 col. (sopa) de mel

Lanche da manhã
– 1 barra de cereal light

Almoço
– 1 prato (sobremesa) de salada de alface com cebola
– 1 filé de frango grelhado
– 1 copo pequeno de suco de acerola com adoçante

Lanche da tarde
– 1 pote individual de iogurte light

Jantar
– Salada de folhas verdes, tomate cereja e abacaxi à vontade
– 1 filé de frango grelhado
– 1 fatia de melão

Ceia
– 1 noz

Dia 4

Café da manhã
– 1 copo pequeno de limonada com adoçante
– 1 fatia de pão integral light
– 1 fatia de queijo branco
– 2 ameixas

Lanche da manhã
– 2 ameixas

Almoço
– Salada de brócolis com cenoura à vontade
– ½ prato de macarrão integral com almôndegas de soja e molho de tomate ao sugo
– 1 copo pequeno de limonada com adoçante

Lanche da tarde
– 1 maçã

Jantar
– Salada de alface com pepino à vontade
– 1 prato (fundo) de canja
– 1 fatia de abacaxi

Ceia
– 1 torrada integral
– 1 xíc. de chá-verde com 2 col. (chá) de mel

Dia 5

Café da manhã
-­ 1 taça pequena de salada de frutas com mamão, melancia e abacaxi
– 1 col. (chá) de mel

Lanche da manhã
– 1 punhado de mix de castanhas com frutas secas

Almoço
– 1 prato (sobremesa) de salada de folhas verdes
– 1 col. (sopa) de arroz negro
– 1 filé de atum grelhado com crosta de gergelim

Lanche da tarde
– 3 bolachas água e sal com gergelim

Jantar
– 1 prato (sobremesa) de salada verde
– 1 col. (sopa) de arroz integral
– 1 concha de feijão
– 1 omelete sem óleo

Ceia
– 2 bolachas água e sal
– 1 xíc. de chá branco

Dia 6

Café da manhã
– 1 porção pequena de cereal com aveia e sem açúcar
– 2 col. (chá) de mel

Lanche da manhã
– 1 fatia de melão

Almoço
-­ 1 prato (sobremesa) de salada de agrião com 1 palmito
– 1 concha de abobrinha assada
– 1 filé-mignon grelhado

Lanche da tarde
– 1 torrada integral
– 1 xíc. de chá-verde com adoçante

Jantar
– 1 prato (sobremesa) de espaguete integral com molho ao sugo

Ceia
– 1 fatia de mamão

Dia 7

Café da manhã
– 1 xíc. (chá) de leite desnatado com canela
– 2 fatias finas de queijo branco

Lanche da manhã
– 1 copo pequeno de água de coco

Almoço
– 1 prato (sobremesa) de salada de rúcula com tomate
– 1 escumadeira de arroz integral
– ½ filé de truta

Lanche da tarde
– 1 fatia pequena de melancia

Jantar
– 1 prato (sobremesa) de salada de grão-de-bico com alface
– 1 col. (sopa) de arroz integral
– 1 filé de frango grelhado

Ceia
– ½ xíc. (chá) de leite morno com canela e 1 col

O artigo Dieta do mel: perca a vontade de comer doce e emagreça 6 kg em um mês – em Dieta de emergência
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/dieta-de-emergencia/dieta-do-mel-perca-a-vontade-de-comer-doce-e-emagreca-6-kg-em-um-mes/4324

Deixe uma resposta