5 dicas para correr na praia – em Clube da Corrida

Texto: Karine César | Adaptação: Nathália Henrique



5 dicas para correr na praia

Foto: Shutterstock

Além do visual e do ar puro, existem outros bons motivos para correr na praia: gasto energético elevado, pernas ainda mais definidas e menos impacto sobre as articulações. Para aproveitar todos esses benefícios, Leonardo Lima, fisiologista do exercício e preparador físico da Runner (SP), enumera cinco dicas essenciais.

1. Use tênis ou sapatilhas especiais

Assim, não corre o risco de se cortar com algum objeto no chão. A vantagem de treinar descalça é que, pela irregularidade da areia, você estimula a propriocepção (consciência corporal) e fortalece os membros inferiores, prevenindo lesões.

2. Alterne entre a areia fofa e a dura

A primeira trabalha mais a musculatura e aumenta a resistência. Apesar de o impacto ser menor, ela gera desequilíbrio, prejudicando a coluna e desencadeando problemas como lombalgias. Já a batida é menos irregular, mas há impacto, o que pode ocasionar estresse nas articulações com o tempo. O ideal é ir trocando de terreno para se adaptar e criar um trabalho de base.


3. Não se preocupe com o tempo

Como a dificuldade é maior na praia, pelo tipo de terreno, possivelmente sua velocidade diminua. Mas a boa notícia é que seu gasto energético vai ser beeem alto.

4.  Alongue-se

Da mesma maneira que no asfalto. A prática não previne contra lesões, mas faz parte do treinamento.

5. Solte na água

Correr com o mar batendo na canela nofim do treino, em um ritmo mais leve, relaxa os músculos e você continua queimando gordura.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 300

O artigo 5 dicas para correr na praia – em Clube da Corrida
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/clube-da-corrida/5-dicas-para-correr-na-praia/7033

Deixe uma resposta