Viagem tranquila: 8 dicas para você controlar seu medo de avião – em Mulher de Corpo

Nem todo mundo consegue fazer uma viagem tranquila de avião – segundo estudos, 30 a 40% das pessoas no mundo apresenta algum nível de temor de voar. Se você também sofre com esse problema, confira 8 dicas para superar essa barreira!

Por Isabela Leal | Foto Getty Image | Adaptação web Ana Paula Ferreira

Estudos mundiais revelam que cerca de 30% a 40% da população do planeta apresenta algum nível de temor de voar, desde uma ansiedade leve até a aerofobia, considerada o grau mais severo. As causas têm relação com algum transtorno de ansiedade. Soma-se a isso o medo de ficar em lugares fechados (claustrofobia), traumas relacionados a incidentes (forte turbulência, pouso de emergência etc.) e o desconhecimento sobre a parte técnica da aviação (segurança, manutenção e funcionamento da aeronave). Mas a boa notícia é que existe tratamento para o problema com um índice de 95% de sucesso, segundo Fernanda Queiroz e Paola Casalechi, psicólogas e orientadoras do curso VOE Psicologia, de São Paulo (SP), que, a seguir, dão dicas essenciais para superar essa barreira.

1. Informe-se

O medo de voar está ligado às crenças sobre a aviação. O público leigo não tem conhecimento de toda a segurança que existe para que um avião possa funcionar. Portanto, a educação sobre a aviação comercial é fundamental para quebrar esses mitos.

2. Respire

Controlar a respiração ajuda a gerenciar a ansiedade, que está diretamente ligada ao medo de voar. Os movimentos de inspiração e expiração favorecem a circulação sanguínea, diminuem os batimentos cardíacos, e isso tudo ajuda o corpo a sair do estado de alerta.

3. Nunca tome medicamentos sem prescrição

Apesar de ser comum, esse comportamento, que já é arriscado em solo, é ainda mais perigoso no ar. Os remédios que dão sono terão seu efeito potencializado na altitude. A mesma regra vale para o álcool. Essas substâncias podem gerar confusão mental, delírios e outros efeitos indesejados.

4. Tente se distrair

Livros, palavras-cruzadas, filmes, jogos etc. Qualquer atividade que desvie o foco do medo de estar ali é útil para ajudar o cérebro a se desconectar dos pensamentos negativos.

5. Sente-se no corredor

Isso ajuda nos casos de claustrofobia associada, pois são lugares fáceis de se levantar quando preciso. Mas atenção: como a ansiedade pode levar a uma necessidade maior de movimentação, o passageiro precisa respeitar regras e medidas de segurança do voo e só levantar quando for permitido.


6. Enfrente a turbulência

A primeira dica é escolher assentos perto das asas, para ficar próximo ao centro de gravidade da aeronave, onde a trepidação costuma ser mais leve. A outra é optar por voos noturnos, quando a instabilidade climática é menor. Por último, quanto maior a aeronave, menor a sensação do efeito de uma turbulência.

7. Cuide da alimentação

Procure fazer refeições leves e evite alimentos que possam provocar desconforto gástrico (feijão, brócolis, couve, batata, bebidas com gás e alimentos gordurosos), principalmente gases. Isso porque no ar a pressão cai e o ar interno tem mais espaço para se expandir.

8. Procure tratamento

Casos de fobia em que a pessoa não se sente capaz de entrar no avião para viajar pode causar constrangimentos e riscos à saúde, sendo essencial procurar tratamento especializado para se libertar dessas amarras.

Quer conferir mais sobre saúde e bem-estar? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!

O artigo Viagem tranquila: 8 dicas para você controlar seu medo de avião – em Mulher de Corpo
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/mulher-de-corpo/viagem-tranquila-8-dicas-para-voce-controlar-seu-medo-de-aviao/12139

Deixe uma resposta