Vantagens e desvantagens de aplicar o adesivo contraceptivo – em Mulher de Corpo

Texto Monique Garcia | Edição Karine César | Adaptação Kelly Miyazato



Vantagens e desvantagens de aplicar
o adesivo contraceptivo

Foto: Estúdio Escala | Fabrizio Pepe

Ele é colado sobre a pele — pode ser usado nas costas, nas nádegas e nos braços — e sua missão é liberar continuamente o estrogênio e progestagênio, hormônios que são absorvidos pela cútis e enviados diretamente para a corrente sanguínea. “Com isso, o cérebro entende que a mulher já ovulou, impedindo o processo real”, comenta Luciano de Melo Pompei.

O  adesivo contraceptivo deve ser fixado na tez no primeiro dia de menstruação e sua troca deve acontecer semanalmente, com uma pausa após três semanas de uso.

Vantagens e desvantagens
“O adesivo mantém sua eficácia contraceptiva mesmo que ocorra um atraso de até dois dias em sua substituição”, garante Marcelo Steiner, ginecologista e obstetra (SP). Por outro lado, ele não protege contra DSTs e algumas mulheres reclamam da cola e da marca que o produto deixa na pele.


Efeitos colaterais
Possíveis dores de cabeça, cólicas menstruais leves, náuseas e alergias na pele.

Preço
Cerca de R$ 60.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 309

O artigo Vantagens e desvantagens de aplicar o adesivo contraceptivo – em Mulher de Corpo
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/mulher-de-corpo/vantagens-e-desvantagens-de-aplicar-o-adesivo-contraceptivo/6816

Deixe uma resposta