Três em cada cinco pessoas que experimentam cigarro se tornam fumantes diários

Veja a matéria completa sobre Três em cada cinco pessoas que experimentam cigarro se tornam fumantes diários e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Consumo do cigarro pode causar danos cardiovasculares, câncer e doenças respiratórias obstrutivas crônicas

Creative Commons

Dar um trago em um cigarro só para “experimentar” pode ser um caminho sem volta. Um estudo feito por membros da Universidade Queen Mary, em Londres apontou que pelo menos três em cada cinco pessoas que experimento a droga pela primeira vez se tornam fumantes diários, mesmo que por um período temporário.

Leia também: ‘Não há alternativas saudáveis ao cigarro’, afirma especialista

A pesquisa, que coletou dados de diferentes levantamentos sobre o consumo de cigarro
 e contou com a colaboração de mais de 215 mil pessoas para a análise, foi publicada no periódico “Nicotine &Tabacco Research”.

Para os cientistas, o achado mostra como o tabaco
pode ter poder viciante e serve de incentivo para que a prevenção do consumo de cigarros por jovens seja intensificada. “Esta é a primeira vez que documentamos a notável capacidade viciante que os cigarros têm depois de uma única experiência em uma amostragem tão grande”, afirmou um dos líderes do estudo, o professor Peter Hajek.

Ele também observa que sair da experimentação para a prática diária é um marco importante, que significa que a atividade que antes era tida como um lazer, agora está se tornando uma necessidade compulsiva. “Vimos que a taxa de conversão de ‘fumar pela primeira vez’ para um ‘fumante diário’ é surpreendentemente alta, o que ajuda a confirmar a importância de prevenir a experimentação dos cigarros em primeiro lugar”, completou Hajek.

Leia também: Cigarro e anticoncepcional podem causar trombose? Tire essa e outras dúvidas

Pesquisa

Para realizar a análise, os cientistas consultaram o Global Health Data Exchange, um grande repositório de levantamentos, censos, estatísticas e outros dados relacionados à saúde em nível mundial, em busca de pesquisas relevantes que incluíam questionamentos sobre a experimentação de cigarros e tabagismo.

Dessa forma, foi possível obter dados de oito levantamentos feitos no Reino Unido, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia.

Sendo assim, os pesquisadores analisaram os dados para conseguir calcular uma taxa de conversão da primeira vez que foi experimentado o cigarro e o uso diário da droga. Os resultados mostraram que 60,3% dos participantes experimentaram cigarros, sendo que 68,9% evoluíram para um fumante diário.

No entanto, os próprios autores do estudo ressaltam que como cada pesquisa analisada usou uma metodologia diferente, há grandes chances de as estimativas estarem com margem de erro que colocariam a taxa de conversão entre um mínimo de 60,9% e um máximo de 76,9%.

Apesar das limitações dos dados apresentados, o dado continua sendo alarmante e deve chamar a atenção das autoridades de saúde de todo o mundo para a introdução ao tabagismo, conforme destaca Hajek.

Leia também: Tabagismo mata 200 mil brasileiros por ano; veja riscos e como parar de fumar

O artigo Três em cada cinco pessoas que experimentam cigarro se tornam fumantes diários foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2018-01-11/cigarro-primeira-vez-tabagismo.html

Deixe uma resposta