Treino para vegetarianas: substitua as proteínas sem perder rendimento – em Treino sob medida

Quem disse que vegetarianas não podem ter bom desempenho no treino? A seguir, ensinamos tudo para você substituir as proteínas e não perder massa muscular

Texto Ana Araujo | Adaptação Ana Araujo



Como vegetarianas devem consumir proteínas para manter o desempenho no treino

Vegetarianas podem (e devem!) consumir proteínas para manter o desempenho no treino

Foto: Shutterstock

“Você não vai perder massa muscular?”, “Mas e as proteínas?”, “A pele não vai ficar flácida?”… A infinidade de perguntas que as vegetarianas estão acostumadas a ouvir é proporcional à falta de informação que ainda rola por aí – e isso é desestimulante tanto para as veggies que querem pegar firme no treino quanto para as malhadoras que consideram virar vegetarianas. Embora alguns insistam em dizer que esse tipo de dieta compromete o rendimento na academia, isso está longe de ser verdade. “Se você buscar informações e fizer as substituições necessárias, o bom desempenho está garantido”, afirma Vivian Ragasso, nutricionista esportiva do Instituto Cohen, de São Paulo. Duvida? As tenistas Serena e Venus Williams, o pugilista Mike Tyson e tantos outros superatletas estão aí para comprovar a teoria. A seguir, veja dicas para substituir as proteínas sem perder rendimento.

>> Adicione à dieta 5 fontes de proteínas vegetais que valem por um bife

Proteínas que vêm dos alimentos

As proteínas de origem animal oferecem em uma tacada só todos os aminoácidos essenciais, aqueles que o corpo não produz. Já no cardápio vegetariano, cada alimento entra com um aminoácido diferente que, como se fossem tijolinhos, vão se juntando até formar a proteína. “Essa combinação de alimentos pode ser feita por meio de várias refeições ao longo do dia, não necessariamente de uma só vez”, explica a nutricionista esportiva Alessandra Luglio, de São Paulo, atleta e vegetariana. A maneira mais simples de fazer isso é acrescentar ao prato 4 colheres (sopa) de leguminosas (feijões, lentilha, ervilha e grão-de-bico) e 2 colheres (sopa) de cereais integrais (quinoa, amaranto e arroz integral) por dia. Basta dar uma olhadinha na sessão de vegetais do supermercado que você terá um montão de opções à disposição. Moleza, não?

>> Vegetarianismo: conheça os 4 tipos e abandone a carne de vez

Suplementos de proteína para vegetarianas

Atualmente, no Brasil, existem muitas opções de suplementos para quem não consome carne e derivados, sendo mais comuns os de arroz e de ervilha. “Eles possuem versão sem sabor, podendo ser misturados tanto em preparações doces quanto salgadas. Isso aumenta o aporte proteico da receita com muita versatilidade”, ensina Alessandra. Também está liberado usar BCAA e creatina, já que os comercializados são de origem sintética – enquanto o primeiro traz aminoácidos fundamentais para a regeneração dos músculos, o segundo é de grande valia para ganhar massa muscular e potência.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 329

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título

O artigo Treino para vegetarianas: substitua as proteínas sem perder rendimento – em Treino sob medida
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/fitness/fitness/treino-sob-medida/treino-para-vegetarianas-substitua-as-proteinas-sem-perder-rendimento/10379

Deixe uma resposta