Tire suas dúvidas sobre a dieta do jejum – em Dieta de emergência

A dieta do jejum ficou conhecida após algumas famosas creditarem a ela sua perda de peso. Saiba mais sobre o programa batizado de 5:2

Texto Thais Szegö e Marcia Di Domenico | Adaptação Ana Paula Ferreira



A dieta do jejum consiste em consumir só 500 calorias durante dois dias da semana.

Foto Shutterstock

Eis a proposta da dieta do jejum: durante cinco dias da semana a alimentação é liberada, embora limitada a 1500 calorias diárias. Nos outros dois dias (não consecutivos), você não pode ultrapassar 500 calorias por dia (o que leva a pessoa a ficar de 8 a 12 horas sem comer nada). A promessa: enxugar até 450 g por semana (no caso dos homens, 900), além de melhorar os índices de glicemia, colesterol e pressão arterial.

Daí o nome do programa, 5:2 ou dieta dos 2 dias, como ficou conhecido em 2012, quando começou a ser difundido pelo médico britânico Michael Mosley através do livro The Fast Diet – lançado no Brasil com o nome de A Dieta dos 2 Dias (editora Sextante). A obra (e a ideia) fez tanto sucesso que caiu no gosto de várias celebridades e entrou para a lista das mais vendidas do jornal The New York Times. O próprio autor declara ter perdido 6 kg em cinco semanas, reduziu em 25% o índice de gordura corporal e melhorou os níveis de colesterol e açúcar no sangue.


A explicação do sucesso, segundo Mosley, é que o período de jejum reduz no organismo os níveis de insulina, hormônio que possibilita a entrada da glicose dos alimentos nas células. De acordo com o médico, isso seria benéfico porque a substância também induz o corpo a estocar gordura, e ficar um período nesse estado de baixa de insulina faz com que ele tenha que recorrer aos depósitos adiposos para continuar funcionando adequadamente, ou seja, queimando a gordura corporal já existente.

Michael Mosley defende, ainda, que é possível e seguro lidar com os dias de jejum e que, com o tempo, a tendência é que fique mais fácil enfrentá-los, já que o organismo se adapta ao cenário. Além disso, o novo hábito estimula a dissociar a comida dos fatores emocionais e a se alimentar na medida da fome – fatores importantes para conseguir emagrecer e manter o peso conquistado.

O que comer quando você não pode comer

O método não prega proibição de nenhum alimento, mesmo nos dias de jejum, quando o limite de calorias é de 500 por dia para mulheres. Água, chá verde e café são liberados. Entenda como fica o cardápio nesses dias.

Café da manhã: Iogurte desnatado batido com banana e morango

Almoço: Pular e ficar mais de 8 horas em jejum

Jantar: Filé de Saint Peter no forno com ervas + ovo poché + brócolis cozidos no vapor

Quer conferir mais dicas de dietas? Então corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!

O artigo Tire suas dúvidas sobre a dieta do jejum – em Dieta de emergência
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/dieta-de-emergencia/tire-suas-duvidas-sobre-a-dieta-do-jejum/10605

Deixe uma resposta