"SUS é direito do cidadão, garantia absoluta", diz ministro da Saúde

Veja a matéria completa sobre "SUS é direito do cidadão, garantia absoluta", diz ministro da Saúde e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

Estadão Conteúdo

Barros afirmou que irá buscar eficiência na sua gestão da pasta para poder

Antonio Augusto/ Câmara dos Deputados

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), voltou a afirmar nesta quinta-feira (19) em visita à Feira Hospitalar, em São Paulo, que não mexerá na estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS) e manterá o acesso universal a tratamentos. No início da semana, ele havia dito, em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo” que não há recursos para “sustentar o nível de direitos que a Constituição determina”.

Em visita à Feira Hospitalar, ele negou que vá reduzir o tamanho do sistema público. “Eu não falei sobre o tamanho do SUS, eu falei sobre Previdência. Essa é uma polêmica desnecessária. O SUS é um direito do cidadão, garantia absoluta”, disse ele.

Barros afirmou que pretende buscar a eficiência em sua gestão a frente do ministério para poder “fazer mais com menos recursos”.

“Vim aqui visitar à Hospitalar porque quero tratar a saúde pública com gestão de qualidade, com as melhores marcas, buscar alcançar, na saúde pública, o mais próximo dos índices de desempenho que temos na rede privada”, declarou.

Irritado com as questões sobre uma possível redução do SUS, Barros finalizou rapidamente a entrevista coletiva e se negou a responder perguntas sobre estrutura do ministério e chamada “pílula do câncer”.

Veja quem compõe a equipe ministerial do presidente interino Michel Temer:

Eliseu Padilha (PMDB-RS), que assume agora como ministro-chefe da Casa Civil, já foi ministro da Secretaria de Aviação Civil (governo Dilma) e dos Transportes (governo FHC). Foto:  Pedro França/Agência Senado - 6.5.15O deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ) foi nomeado ministro dos Esportes. Na Câmara, ele votou contra a abertura do processo de impeachment de Dilma Rouseff. Foto: Alex Ferreira/Agência CâmaraPresidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) é, agora, o ministro-chefe da Secretaria de Governo.. Foto: Valter Campanato/ABr - 25.04.16O deputado Fernando Coelho Filho (PE) é o nome escolhido por Temer para assumir o Ministério de Minas e Energia. Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados - 11.02.15Ministro de Dilma na Secretaria de Portos, Helder Barbalho foi escolhido por Temer para o ministério de Minas e Energia. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil - 24.02.16 Alexandre de Moraes, secretário de Segurança Pública de São Paulo na gestão Alckmin, assume agora o Ministério da Justiça e Cidadania.. Foto: Elza Fiúza/ ABrNomeado ministro das Relações Exteriores, o senador José Serra já foi ministro da Saúde e do Planejamento no governo FHC, além de ter sido governador do Estado de São Paulo e prefeito da capital paulista.. Foto: Pedro França/Agência Senado - 14.10.2015Ex-governador de Pernambuco, o deputado federal Mendonça Filho (DEM-PE) assume o Ministério de Educação e Cultura. Foto: Fotos PúblicasHenrique Meirelles é o novo ministro da Fazenda. Durante o governo Lula, ele ocupou a presidência do Banco Central. Foto: Agência BrasilEx-governador do Mato Grosso, o senador Blairo Maggi (PP-MT) foi o escolhido de Temer para assumir o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Foto: Site oficialFoi o deputado federal Bruno Araújo (PSDB-PE) quem deu o voto decisivo na votação pela abertura do processo de impeachment na Câmara. Ele agora é ministro das Cidades. Foto: Fotos PúblicasO deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) é o novo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário. Foto: Geraldo Magela/Agência SenadoDeputado federal, Ricardo Barros (PP-PR) foi o escolhido de Temer para assumir o Ministério da Saúde. Foto: Wikimedia CommonsJosé Sarney Filho (PV-MA) assume o Ministério do Meio Ambiente, cargo que já ocupou durante o governo FHC. Foto: Wikimedia CommonsHenrique Alves é o novo ministro do Turismo. Durante o governo Dilma, ele chegou a ocupar o mesmo cargo. Foto: Reprodução/FacebookO deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB-RS) é o novo ministro do Trabalho. Foto: Reprodução/FacebookSérgio Etchegoyen assume agora como ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional. O general gaúcho atua, desde março de 2015 como chefe do Estado-Maior do Exército brasileiro. Foto: Divulgação/Ministério da DefesaO deputado federal Mauricio Quintella (PR-AL) é o novo ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Foto: Reprodução/FacebookO atual Conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Fabiano Augusto Martins Silveira, assume agora o Ministério da Fiscalização, Transparência e Controle (ex-Controladoria Geral da União). Foto: Wikimedia CommonsFábio Osório Medina é o novo nome à frente da Advocacia-Geral da União. Foto: Reprodução/FacebookO senador Romero Jucá (PMDB-RR) foi nomeado ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Além de ser o atual presidente nacional do PMDB, ele foi ministro da Previdência durante o governo Lula. . Foto: Jefferson Rudy/ Agência Senado/Fotos PúblicasO deputado federal Raul Jungmann (PPS-PE), que foi ministro no governo FHC, assume agora o Ministério da Defesa. Foto: Reprodução/FacebookEx-prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD-SP) assume o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Durante o governo Dilma, ele foi ministro das Cidades, mas abandonou o cargo para apoiar o impeachment na Câmara. Foto: Alexandra Martins/Câmara dos Deputados


O artigo "SUS é direito do cidadão, garantia absoluta", diz ministro da Saúde foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2016-05-19/sus-e-direito-do-cidadao-garantia-absoluta-diz-ministro-da-saude.html

Deixe uma resposta