Saiba o que fazer quando seu remédio perdeu o efeito ou provocou reações

Veja a matéria completa sobre Saiba o que fazer quando seu remédio perdeu o efeito ou provocou reações e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Contato com a Anvisa para reportar os problemas com o remédio pode ser feito por meio do telefone ou pelo site da agência

shutterstock

Sabe aquela medicação que não causou o resultado esperado? Ou aquele comprimido que provocou uma reação inesperada? Pois é, os remédios nem sempre vão servir para curar doenças e aliviar sintomas como prometem. E quando isso acontecer, o ideal é comunicar a Agência Nacional de Vigilância Santária (Anvisa) para relatar o problema.

Leia também: Remédios caríssimos vão para o lixo por falta de controle dos estados

De acordo com a agência, o fato de o remédio 
não gerar o efeito desejado pode estar relacionado a fatores que vão desde a falha no diagnóstico, que acontece ainda no consultório médico, até o transporte e armazenamento inadequados do produto.

Wagner Martins, farmacêutico especialista em gestão da assistência farmacêutica do Sistema Único de Saúde (SUS) e membro da Comissão Assessora de Legislação do Conselho Federal de Farmácia (CFF), ressalta que uma maneira de se prevenir contra esses problemas é sempre indicado que o consumidor faça suas compras em farmácias que mantenham um farmacêutico à disposição do paciente.

“Sempre adquira seus medicamentos em farmácias e drogarias licenciadas, exija a presença do farmacêutico para tirar suas dúvidas. Nesses estabelecimentos, o farmacêutico faz seleção de fornecedores, de produtos legais e originais e orienta os pacientes sobre como usar medicamentos prescritos”, destaca.

Outra dica importante é que, ao sentir efeitos estranhos, o paciente deve consultar a bula, Entre as seções que podem ajudar a encontrar alguma informação relevante estão “Quando não devo usar este medicamento?”, “O que devo saber antes de usar este medicamento?” e “Quais os males que este medicamento pode me causar?”.

Nos casos em que a mesma medicação sempre foi usada, mas deixou de fazer efeito nos últimos tempo, Martins conta que isso pode ocorrer devido à interação com outra droga. “Um pode interferir no outro, intensificando ou amenizando o efeito esperado”, explica.

Já em relação aos antibióticos, é comum isso ocorrer quando o tratamento não é concluído e o microrganismo cria uma resistência ao tratamento. Por isso, o farmacêutico ressalta que é importante usar os medicamentos no prazo estipulado. 

Além dessas situações, alguns lotes de medicação podem ter problemas de qualidade. Nessa, e em qualquer uma das outras, o paciente pode procurar um farmacêutico para que ele verifique a situação e faça o encaminhamento para o médico, se necessário.

Leia também: Sem Rede Própria do Farmácia Popular, governo aplica verba em remédios básicos

Informe a Anvisa

Conforme explica o próprio órgão, “os medicamentos são substâncias estranhas ao corpo humano e mesmo depois de todos os testes que são feitos antes de o produto chegar ao mercado, é possível que novos efeitos sejam descobertos, tanto negativos como positivos”.

É por isso que a agência, que também é responsável pela vigilância dos medicamentos que já estão em comercialização, se coloca disponível para o consumidor entrar em contato e reportar o caso.

O atendimento é feito pelo telefone 0800 642 9782 ou pelo portal da Anvisa. É preciso ter em mãos a embalagem do remédio para informar o nome do produto, a marca, o nome do fabricante, além de outros dados, como data de fabricação e validade.

Leia também: Droga usada para controlar ansiedade e insônia mata mais que cocaína e heroína

O artigo Saiba o que fazer quando seu remédio perdeu o efeito ou provocou reações foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-09-15/anvisa-remedio-dicas.html

Deixe uma resposta