Reflexologia: conheça os benefícios que a técnica oferece à saúde – em Mulher de Corpo

A reflexologia restaura o bem-estar do organismo, produz relaxamento e ainda contribui para o tratamento de doenças. Saiba tudo sobre a técnica

Por Rita Santander | Foto Shutterstock | Adaptação Ana Paula Ferreira

Todos os órgãos, glândulas e estruturas ósseas do corpo estão representados em pontos específicos dos pés. Baseada nessa premissa, a reflexologia podal utiliza as mais de 70 mil terminações nervosas presentes nesses membros para conduzir estímulos que beneficiarão todo o corpo humano, levando a uma melhora da qualidade de vida, saúde e atuando como terapia complementar no tratamento de doenças

Quando um ponto do pé chamado de zona reflexa é tocado pela pressão exercida pelos dedos das mãos, é gerada uma espécie de descarga elétrica no cérebro, que manda a mensagem para o órgão equivalente e alivia a tensão acumulada nos pés, assim estimula a circulação energética e sanguínea, levando uma sensação de alívio ao organismo. E não é só. Ainda melhora o funcionamento dos órgãos devido à estimulação da circulação sanguínea e linfática, favorecendo a absorção de nutrientes e facilitando a eliminação de toxinas, levando, dessa maneira, ao restabelecimento do equilíbrio do organismo. 

Em uma sequência completa de reflexologia podal, são estimulados todos os pontos para promover o relaxamento e aliviar a tensão do corpo. “Se a paciente relata alguma queixa, concentramos mais a massagem na zona reflexa que ajudará a tratar aquele problema. Em alguns casos, ela não percebe, mas conseguimos sentir o acúmulo de energia em determinadas áreas, e com isso é possível direcionar o tratamento”,  explica Gilson Tsuyoshi Fuji, massoterapeuta, de São Paulo (SP).

Para cada caso, um ponto

No Guia Completo da Reflexologia (Ed. Pensamento), a autora Ann Gillanders afirma que os resultados mais impressionantes dessa terapia são o alívio de problemas comuns, como dores e incômodos pontuais, mas muitas vezes sem gravidade, que médicos e outros profissionais de saúde gastam tempo demais para tratar. 

Na adolescência, quando a menstruação e os distúrbios de pele costumam ser um problema, sessões regulares de reflexologia podem aliviar as dores do período menstrual, regular o ciclo e equilibrar a carga hormonal que tanto afeta os cabelos e a epiderme. A reflexologia também é altamente recomendada para promover relaxamento mental durante as épocas de exames escolares.  


Tratamentos regulares de reflexologia no pós-operatório podem ser de grande valia, ajudando o corpo a se recuperar mais rapidamente, já que toda intervenção cirúrgica provoca um choque no corpo, e os anestésicos enfraquecem o sistema imunológico.

Atenção: não é para todos

Ann Gillanders relata ainda no livro que, se as pessoas recorressem à reflexologia ao notarem os primeiros sintomas, muitas doenças jamais se agravariam. Contudo, em alguns casos, o uso dessa terapia complementar não é recomendado.  É o caso de grávidas nas primeiras 14 semanas de gestação. “Enquanto o bebê está em formação, o feto exige muito sangue da mãe, e como a reflexologia interfere na circulação sanguínea e energética, isso pode afetar a produção de sangue para o bebê”, enfatiza Gilson Fuji.

Pela mesma razão, pacientes diagnosticadas com câncer ou trombose não devem ser submetidas a sessões de reflexologia, pois o estímulo pode fazer as células cancerígenas se reproduzirem ou ainda deslocar os coágulos sanguíneos,  acometendo outras partes do corpo. Pessoas em fases agudas de doenças infecciosas também não devem ser tratadas com a terapia.

Já as pacientes com grau avançado de diabetes podem ter a sensibilidade na planta do pé comprometida e não perceber os estímulos.  “Por isso, a técnica, nesse caso, é feita somente com o intuito de relaxamento, sem estimular pontos específicos”, acrescenta Gilson Fuji.

O terapeuta que aplica o tratamento não tem o poder de diagnosticar doenças. O massoterapeuta explica que sua função, nesse caso, é indicar à paciente que busque um médico. “Quando ouvimos reclamação de dor ao estimularmos determinado ponto, sabemos a qual área reflexa ela se refere, e por isso temos como orientar a busca pelo especialista, mas não dizer que determinado órgão tem um problema”, completa.

Quer conferir mais sobre reflexologia? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!

O artigo Reflexologia: conheça os benefícios que a técnica oferece à saúde – em Mulher de Corpo
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/mulher-de-corpo/reflexologia-conheca-os-beneficios-que-a-tecnica-oferece-a-saude/11743

Deixe uma resposta