Redes sociais ajudaram leitora a emagrecer 25kg – em Mulher de Corpo

Talita Santos engordou sem perceber depois que começou a trabalhar – e a comer fora. O susto que levou ao ver a si mesma em uma foto tirada pelo marido a fez buscar um novo rumo para sua história de vida

Texto Marcela Zanetti e Vand Vieira | Adaptação Ana Paula Ferreira



Antes e depois de Talita Santos

Fotos Arquivo pessoal (antes) / BO Campos (depois)

Até os 16 anos, a podóloga Talita Santos, 25 anos, de Sorocaba (SP), nunca havia brigado com a balança, e nem percebeu as mudanças no corpo depois de conseguir o primeiro emprego, na época, como manicure. “Passava horas sentada, sem me alimentar ou comendo besteiras entre uma cliente e outra”, lembra. “Em sete anos, passei dos 56 para os 84 kg”, conta. Os sintomas de depressão não demoraram a aparecer. Ela não aceitava a própria aparência e se achava bem mais velha do que realmente era. “Comprar roupas era uma tortura. Ia de loja em loja e nada me servia. Experimentava todas as peças da maior numeração que existia e saía suando do provador. A frustração era total”, conta. Pouco tempo depois de completar 23 anos, Talita ficou grávida. O ganho de peso não foi grande – 8 kg –, mas a indisposição, a falta de ar e o cansaço, sim. 

Já com a filha nos braços e quando tudo parecia bem, veio o choque de realidade: Talita não se reconheceu em uma foto tirada pelo marido, em janeiro deste ano. “Chorei muito. Não fazia ideia de que eu estava tão gorda”, fala. “Decidi que tinha que mudar ou minha filha não teria uma mãe disposta com quem passear e brincar”, diz. 


O primeiro passo foi entrar em um grupo no Facebook com outras pessoas tentando emagrecer. Depois, iniciou a reeducação alimentar. “Diminuí a quantidade de arroz e variei as fontes de carboidrato, como batata e mandioquinha. Também cortei as frituras e passei a preparar mais assados, cozidos e grelhados.” Produtos industrializados e snacks supostamente saudáveis, como barra de cereal e cream cracker, também perderam lugar na nova dieta. 

Apesar de não ser muito fã de exercícios, Talita alternou caminhada e corrida durante processo de emagrecimento e, de quebra, conseguiu controlar o estresse e a ansiedade dessa fase. “Agora, pela falta de tempo, prefiro fazer treinos funcionais em casa, três ou quatro vezes por semana”, fala. 

Hoje com 59 kg, Talita garante que fez as pazes com o guarda-roupa e com a vida. “Tomei coragem para usar vestido, short e tudo o que eu quiser. Emagrecer foi libertador e influenciou até na relação com a minha família, já que estou muito mais feliz”, comemora.

Dicas da Talita

Mantenha o foco
Para escapar do desânimo diante de objetivos grandiosos demais – enxugar 20 kg, por exemplo –, vale a pena fracionar a meta, comemorando cada quilo perdido.

Encontre o que dá prazer 
Praticar atividades físicas não é – nem precisa ser – um sacrifício. Basta descobrir quais são as modalidades e tipo de ambiente que mais fazem você feliz.

Coma bem 
Pular refeições é sempre uma péssima ideia. Além de prejudicar o funcionamento do organismo, faz você querer comer em dobro depois. Invista em pequenas porções ao longo do dia, a cada duas ou três horas.

Quer conferir mais dicas de motivação? Então corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!

O artigo Redes sociais ajudaram leitora a emagrecer 25kg – em Mulher de Corpo
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/mulher-de-corpo/redes-sociais-ajudaram-leitora-a-emagrecer-25kg/10626

Deixe uma resposta