Quantidade de Carboidratos nos Alimentos: Lista

A matéria Quantidade de Carboidratos nos Alimentos: Lista você lê em detalhes aqui, ou confira mais notícias sobre Moda, Saúde e Beleza em Produtos de Beleza.


Ontem no grupo de amigas do PB no facebook, rolou uma conversa sobre “perder a barriga” e a “dieta da proteína”. A Anita, uma das nossas queridas leitoras do PB, argumentou que estava há algum tempo utilizando suplemento para perder a barriga indicado aqui no PB e que não havia obtido resultados.

Foi dito que a dieta da proteína seria o melhor caminho para  perder de peso, para aquelas que possuem dificuldades em atingir o peso ideal através da alimentação moderada e exercícios físicos. O motivo disso pode se variado, como resistência à insulina, dificuldades de digestão de carboidratos e muitas outras patologias ligadas aos carbos.

Uma de nossas leitoras mais assíduas, a Lavinia John Cignelli, que mora nos Canadá há anos, fez um comentário interessante sobre o assunto:

“Não entendo por que os especialistas brasileiros insistem com essa estória defasada do carboidrato (pior,BRANCO!). Outro dia o Dr.Alfredo Halpern falou que arroz branco não tinha “nada demais” e que leite condensado “não é tão ruim assim”. Só fez uma ressalvazinha dizendo que talvez (talvez?) fosse melhor comer o pão integral ou o arroz integral. É por essas e outras que as crianças brasileiras passaram de desnutridas a pré-obesas em uma década e a proliferação dos miojinhos baratos, Mac Donald’s, batatas fritas, arroz, pão branco, frituras…

Eu cortei carboidrato branco e açúcar branco há 10 anos e nunca me senti melhor na vida (sem contar que aqueles 3 quilinhos que eu vivia querendo perder finalmente foram embora pra nunca mais voltar,sem esforço nenhum,só consequência da reeducação alimentar) Fico muito decepcionada quando assisto a Globo Internacional e vejo um dos maiores especialistas do Brasil (como o Dr Alfredo Halpern) minimizar o mal que carboidaratos e açúcares simples fazem. Nenhum médico daqui jamais ousaria sugerir arroz branco ou pão branco pra ninguém, diabetico ou não.

É claro que não precisamos ser radicais (eu me permito comer pizza sem ser integral no final de semana, e talvez um chocolatinho na TPM) mas precisamos entender de uma vez por todas o papel dos carboidratos em uma dieta balanceada: realmente NÃO precisamos de tudo isso que eles recomendam (quando a gente olha aquela “pirâmide alimentar” deles temos a impressão que precisamos nos estufar de pão, massas, arroz, praticamente a cada 3 horas).”

A dieta cetogênica (dieta que reduz a quantidade de carboidratos diários para 30g a fim de reduzir o peso corporal, depois a induz para 80g de consumo diário, para manutenção do peso) é vista com péssimos olhos, injustamente, no Brasil. Talvez essa injustiça toda tenha sido causada pela má impressão que um dos pioneiros na dieta causa, o Dr. Atkins, ao defender o consumo insano de gorduras. É claro que isso foi rejeitado pelo tradicionalismo. Porém, há uma série de doenças relacionadas à ingestão de carboidratos, inclusive doenças de pele, como já exploramos no PB.

É preciso rever estes conceitos sobre o verdadeiro papel do carboidrato na dieta do brasileiro e já há muitas outras versões para a dieta de Atkins, que a tornam muito nutritiva, equilibrada e fácil de seguir, feita por nutricionistas brasileiros, que já começam a se especializar no assunto, posto que o resto no mundo está entrando em uma tendência a produzir alimentos “low carb”, ou seja, pobre em carboidratos, reforçando a nova ideia.

A parte ruim dessa dieta, é que é muito difícil contar carboidratos dos alimentos, posto que, no Brasil, consumidores levam mais a sério o que ouviram falar do que o que está escrito em um rótulo. Já vi muitas amigas do PB comentando que estavam reduzindo a quantidade de carboidratos da dieta, e que ingeriam um “shake” com linhaça, leite desnatado, frutas e outras coisas. Só em umas das receitas dos tais shakes eu já tinha contado pra lá de 50g de carboidrato! A coisa é simples, meninas: leiam os rótulos dos produtos! Na dúvida, consultem uma tabela de carboidratos na internet, há muitas, por conta da dieta restrita em carboidratos que um diabético deve seguir, por exemplo. Uma fruta pode conter mais carboidratos do que você imagina. São saudáveis, mas para quem precisa perder peso, é preciso um controle maior da quantidade. Afinal de contas, 30g de carboidratos diários, podem ser consumidos em apenas uma refeição, caso você não saiba equilibrar as coisas. Leia os rótulos e não vá pelo que os outros dizem.

Para facilitar as coisas, nós estamos disponibilizando uma pequena lista de alimentos e suas quantidades de carboidratos, enviada pela minha Tia fofa, Valéria, de um livro que ela comprou sobre a dieta cetogênica!

Nesta dieta, eles pregam um reequilíbrio do consumo de carboidratos nos primeiros 15 dias, PERMITINDO alguns alimentos como agrião, alface, abobrinha verde, atum, aves, azeite, bacalhau, camarão, brócolis, bacon, carnes, cebola, cenoura, chuchu, chicória, caviar, cogumelo, couve-flor, couve, frango, espinafre, limão, lagosta, linguiça, manteiga, nabo, omelete, ovos, ostra, pepino, peixe, presunto, pimentão, queijos, azeitona, rabanete, sal, salada verde, salsa, sopa de legumes, sukiaki sem macarrão, tomate, vagem, salaminho e repolho e PROIBINDO outros como açúcar, adoçantes com frutose ou lactose, abóbora, amendoim, almôndegas, amidos, doces, arroz, banana, beterraba, biscoitos, bolos, bolachas, caju, cará, catchup, catupiry, cereais, balas, chicletes, ervilhas, farinha, feijão, figos, frutas, geléia, macarrão, leite, massas em geral, mandioca, mel, mortadela, pão, passas, petiscos, queijo fresco e mineiro, salsicha, sorvetes, soja, suco de frutas, trigo, iogurtes, grão-de-bico, lentilha, ameixa, uva, castanha, coco, marmelo, jaca, amêndoa e tamarindo.

É claro que esta lista acima é apenas um exemplo, há muitas outras possibilidades, é só checar as listas abaixo (clique nas imagens para aumentá-las):

Dá pra ir ao supermercado e comprar algumas coisinhas diferentes pra variar o cardápio, é só ficar de olho nos rótulos, que tem lá, direitinho, a quantidade de carboidratos por grama do produto.

No mais, sempre chequem com seus médicos e nutricionistas. Carboidratos, para alguns, pode ser o grande veneno.

O artigo Quantidade de Carboidratos nos Alimentos: Lista foi originalmente publicado em http://www.produtosdebeleza.com/quantidade-de-carboidratos-nos-alimentos-lista.html

Deixe uma resposta