Proteína em excesso também faz mal para a saúde; saiba mais! – em Nutrição

É fato que as proteínas oferecem diversos benefícios para a saúde. Contudo, se consumidas da maneira errada, o efeito será totalmente contrário. Saiba qual a quantidade indicada e como evitar problemas por excesso

Por Caroline Randmer | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira

Uma das táticas mais bem-sucedidas para eliminar os quilinhos extras da balança é reforçar o aporte de proteína, já que ela garante mais saciedade ao longo do dia e ainda estimula o crescimento da massa magra, que, por sua vez, eleva a taxa do metabolismo basal. Então isso significa que você pode encher o prato de carnes e outras fontes de proteína vegetal de olhos fechados, certo? Errado! 


Acontece que nenhum excesso faz bem para a saúde — e isso inclui dietas hiperproteicas. Entre as principais consequências do excesso de proteínas no corpo estão as pedras nos rins. Isso ocorre porque o consumo exagerado do macronutriente deixa no organismo um rastro de ureia, composto orgânico que pode acabar sobrecarregando os rins. Por isso, antes de sair por aí mudando radicalmente seu cardápio por conta própria, converse com um especialista e faça um check-up. “No caso específico de dietas com alto teor de proteínas, é necessário descartar a presença de doença renal pré-existente, que é, muitas vezes, desconhecida por ser silenciosa e sem sintomas”, orienta Leda Lotaif, nefrologista do Hospital do Coração, de São Paulo (SP).

Quer saber mais sobre nutrição? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!

O artigo Proteína em excesso também faz mal para a saúde; saiba mais! – em Nutrição
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/nutricao/proteina-em-excesso-tambem-faz-mal-para-a-saude-saiba-mais/12233

Deixe uma resposta