Pós-parto: Saiba como se livrar das estrias – em Cuidados com o corpo

Conheça os tratamentos para quando elas ainda estão na fase inflamatória

Por Fabiana Gonçalves/ Realização Tomaz Souza Pinto/ Adaptação Rebecca Nogueira Cesar



Fique linda (de novo) depois da gravidez

Se livre das estrias, e fique linda (de novo) depois da gravidez

Foto: Danilo Borges

Estrias na Mira

Quando elas são recentes e ainda estão avermelhadas (fase inflamatória), a resposta aos tratamentos costuma ser muito boa, admitem os médicos

O laser e suas combinações

Pode-se usar o laser não ablativo ou fracionado ablativo. O primeiro estimula o colágeno a partir da característica avermelhada da estria, induzindo à sua recuperação. O segundo já leva a um processo inflamatório e mais profundo”, define Sylvia Ypiranga, dermatologista e colaboradora da disciplina de Dermatoscopia do Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Resumindo: enquanto o segundo tratamento é indicado principalmente para os casos mais graves ou associados a estrias mais antigas e brancas, no primeiro, o tempo de recuperação e o desconforto são menores. “Em ambos os casos, são indicadas, em média, de três a cinco sessões. Mas quando as estrias são avermelhadas e recentes, nota-se a melhora precoce, antes mesmo da segunda sessão. Para as mais antigas, porém, a melhora é notada a partir da segunda ou terceira”, admite a médica. “Ao causar um aquecimento na pele, ocorre uma queimadura muito controlada, que não chega a arrancar a tez, por isso o nome ‘não ablativo’. Ele atinge micropedaços da pele, deixando áreas intactas entre as ilhotas (o chamado aquecimento fracionado). A cútis que não foi afetada facilita a cicatrização posteriormente dos tecidos atingidos pelo laser”, detalha Valéria Campos, especialista em laser pela Harvard Medical School e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Para Claudia Magalhães, o ideal é associar laser com peelings químicos, em especial o de ácido retinoico a 10%.“O tipo de laser a ser usado depende muito da largura das estrias, da sua localização, se são vermelhas ou brancas, bem como o tom de pele da paciente”, detalha a médica. Em geral, a maior parte das estrias necessita da combinação de diferentes tipos de laser, ou seja, as sessões serão uma por mês ou a cada dois meses e em cada uma pode-se usar um tipo de laser.



Laser de CO2 Fracionado

“O laser de CO2 é ablativo e promove uma microperfuração na pele. E vai ser durante o processo de cicatrização que haverá a contração da pele e formação de novas fibras de colágeno”, orienta Denise Lage. “Esse peeling a laser é uma opção para as estrias mais antigas, pois provoca uma renovação celular e estimula o colágeno tanto na superfície quanto na profundidade”, explica Sérgio Talarico, coordenador do setor de cosmiatria e da unidade de Cosmiatria, Cirurgia e Oncologia e atual chefe do departamento de Dermatologia da Escola Paulista de Medicina (Unifesp). “São necessárias de três a cinco sessões com intervalo mínimo de 30 dias entre elas”, orienta o médico. Segundo o especialista, após o procedimento a pele fica vermelha, pode inchar e haver uma descamação delicada, mas essas reações desaparecem em até duas semanas. “A exposição solar deve ser evitada até 15 dias após o procedimento, podendo esse período variar de acordo com o fotótipo da paciente. O resultado pode ser visto logo após a primeira sessão”, afirma Denise Lage.

O artigo Pós-parto: Saiba como se livrar das estrias – em Cuidados com o corpo
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/corpo-e-rosto/corpo-e-rosto/cuidados-com-o-corpo/posparto-saiba-como-se-livrar-das-estrias/3810

Deixe uma resposta