Pós-parto: conheça os tratamentos para evitar cicatriz – em Cuidados com o corpo

Técnicas ajudam a prevenir a formação de quelóides e cicatrizes hipertróficas após a cesárea

Por Fabiana Gonçalves/ Realização Tomaz Souza Pinto/ Adaptação Rebecca Nogueira Cesar



Evite a cicatriz após a cesária

Evite a cicatriz após a cesária

Foto: SXC

Lesões de Pele

Todo e qualquer procedimento cirúrgico pode deixar uma cicatriz, e na cesárea não é diferente. “Em alguns casos essa cicatriz pode se tornar elevada (cicatriz hipertrófica) e, às vezes, até ultrapassar seus contornos originais (queloide)”, avalia Sérgio Talarico.

Betaterapia 

O tratamento usa a radiação para inibir a divisão acelerada das células e regular a quantidade de colágeno. “A técnica deve ser aplicada a partir do primeiro ou segundo dia após a cirurgia. Pode ser usada para queloides e lesões da pele, causadas devido ao crescimento de tecido fibroso em recuperação”, indica Valéria Campos. “Pelo próprio processo de cicatrização, o aparecimento dessas cicatrizes não se dá logo no início e, sim, após um período de latência (de um a três meses). Por isso a dificuldade de combatê-la”, alerta Sérgio Talarico. A técnica tem os mesmos princípios da radioterapia, resultando em melhor cicatrização. Segundo Valéria Campos, o procedimento é totalmente seguro e a penetração da radiação é limitada à pele. “Um aparelho de fonte radioativa emite raios beta na camada da pele onde as células responsáveis pela formação de cicatrizes altas e irregulares agem”, detalha. Segundo a especialista, a betaterapia é indolor e simples. “Não traz risco algum à paciente e não apresenta contraindicações.”


Laser de CO2 Fracionado Ablativo 

As ponteiras do laser fracionado com drug delivery fazem uma leve raspagem na derme e na epiderme, despejando uma grande quantidade de energia em pontos determinados. “Esses raios são convertidos em calor, levando a uma queimadura. Assim, ele remove a tez morta que fica sobre a cicatriz e promove a formação de uma nova camada de células. Uma boa alternativa contra as cicatrizes atróficas”, afirma Valéria Campos. “O Dye Laser é o equipamento mais seguro para tratamento de outras lesões vasculares de pele e de mucosa”, explica. “Mas como ele é mais agressivo à pele, pode levar ao aparecimento de manchas escuras”, alerta a médica.

*Todos esses tratamentos devem ser feitos apenas depois de uma avaliação médica especializada e seguidos à risca para conseguir o resultado desejado.

O artigo Pós-parto: conheça os tratamentos para evitar cicatriz – em Cuidados com o corpo
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/corpo-e-rosto/corpo-e-rosto/cuidados-com-o-corpo/posparto-conheca-os-tratamentos-para-evitar-cicatriz/3819

Deixe uma resposta