Ministério da Saúde declara o fim do surto de febre amarela no Brasil

Veja a matéria completa sobre Ministério da Saúde declara o fim do surto de febre amarela no Brasil e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Vacinação para febre amarela deverá ter o público ampliado no ano que vem, afirmou o minsitro da Saúde

Valter Campanato/Agência Brasil – 27.1.2008

O último caso de febre amarela em território brasileiro foi registrado em junho deste ano. Desde então, o País se viu livre de notificações desse tipo, o que fez com que o Ministério da Saúde anunciasse nesta quarta-feira (6) o fim do surto da doença.

Leia também: Vírus da febre amarela no Brasil tem mutação genética inédita no mundo

A notícia foi informada pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante a apresentação do novo boletim epidemiológico sobre a situação da febre amarela
no Brasil. Entre dezembro de 2016 e agosto de 2017, foram registrados 777 casos e 261 mortes. Porém, esse número pode aumentar, já que 213 notificações ainda estão sendo analisadas.

Porém, de acordo com Barros, não se pode deixar de manter as medidas de prevenção e ampliar a cobertura vacinal da doença, para evitar que novos casos aconteça. Pensando nisso, o governo decidiu expandir a cobertura das vacinas para crianças de nove meses em todo o País a partir de 2018.

“A situação, hoje, está sob controle, mas é fundamental que os estados e municípios se esforcem para aumentar as coberturas vacinais nas áreas com recomendação, seja com a busca ativa de pessoas não vacinadas ou por meio de campanhas específicas, envolvendo também as escolas. Além disso, é necessário manter as ações de prevenção, como o controle de vetor, capacitação de profissionais de saúde e intensificação das ações de vigilância de epizootias”, disse o ministro.

Considerando todas as regiões, o Sudeste liderou o ranking de registros da infecção disparado. Entre os estados, Minas Gerais foi o mais prejudicado, com 465 casos e 152 mortes, seguido pelo Espirito Santo, onde 252 pessoas ficaram doentes e 83 morreram.

Leia também: Fiocruz alerta para risco de reurbanização da febre amarela

Vacinação

Ao longo deste ano, uma das iniciativas para conter a transmissão do vírus e proteger a população, o Ministério da Saúde enviou aos estados brasileiros 36,7 milhões de doses da vacina, tanto para a rotina de vacinação como para o reforço nos estados afetados pelo surto. Somente para os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espirito Santo e Bahia foram distribuídas 27,8 milhões de doses extras.

O Ministério da Saúde intensificou a vacinação em 1.121 municípios desses cinco estados. Do total, apenas 205 cidades estão com a cobertura vacinal ideal (igual ou superior a 95%). Atualmente, a média da cobertura vacinal nessas localidades está em 60,3%. A pasta considera atingir a meta fundamental para evitar nova expansão da doença.

Outras ações

Além das ações voltadas para a imunização da população, o governo investiu R$ 66,7 milhões aos estados para controlar o surto de febre amarela e reforçar a assistência. Esse dinheiro foi usado para o envio de funcionários da Força Nacional do SUS a Minas Gerais e equipes para investigação de campo no Espirito Santo e Minas Gerais.

Leia também: Mutação de vírus da febre amarela não tira o efeito da vacina, diz ministro

O artigo Ministério da Saúde declara o fim do surto de febre amarela no Brasil foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-09-06/febre-amarela-fim-surto.html

Deixe uma resposta