Minas Gerais registra mais duas mortes por febre amarela, e óbitos chegam a 25

Veja a matéria completa sobre Minas Gerais registra mais duas mortes por febre
amarela, e óbitos chegam a 25 e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Secretaria de Saúde de Minas Gerais investiga ainda 225 casos suspeitos de febre amarela, além de outros 46 óbitos

Shutterstock

O novo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais nesta sexta-feira (20) aponta que 25 pessoas morreram após contrair febre amarela no Estado, são dois casos a mais do que o divulgado nesta quinta-feira (19). Além dos óbitos, já são 47 casos confirmados da doença.


LEIA MAIS: Devo me vacinar contra a febre amarela? Saiba como se proteger da doença

A secretaria de Minas Gerais
também 225 casos suspeitos de febre amarela, e 46 óbitos ainda estão em investigação. Para que eles seja confirmados é necessário verificar exame laboratorial para febre amarela, descartar hipótese de dengue e conferir histórico vacinal, além exames complementares que caracterizam disfunção renal e hepática. A pessoa deve também apresentar sintomas da doença.

Oito das mortes ocorreram em Ladainha, três em Ipanema, duas em Piedade de Caratinga, outras duas em Malacacheta, mais duas em Itambacuri e também duas em São Sebastião do Maranhão. O restante dos óbitos foram registrados em Imbé de Minas, Frei Gaspar, Poté, Setubinha, Teófilo Otoni e Ubaporanga.

Alerta no Espírito Santo

A Secretaria de Saúde do Espírito Santo confirmou que o número de casos suspeitos de febre amarela subiu para 11. O Estado faz divisa com Minas Gerais, onde há um surto da infecção aguda, mas não está entre os 19 Estados na área de recomendação da vacina.


LEIA MAIS: Para o ministro Ricardo Barros, surto de febre amarela está “sob controle”

Para evitar que a doença se espalhe pela região, o Ministério da Saúde vai enviar mais doses da vacina contra febre amarela para 23 municípios que fazem divisa com Minas Gerais e outros três onde foram encontrados macacos mortos: Água Doce do Norte, Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Brejetuba, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Iúna, Laranja da Terra, Mantenópolis, Montanha, Mucurici, Pancas, Afonso Cláudio, Ecoporanga, Colatina, Itaguaçu, Governador Lindenberg, Conceição do Castelo, Venda Nova do Imigrante, São Roque do Canaã e São Gabriel da Palha.


LEIA MAIS: Um terço das cidades terá menos de R$ 5 mil para combater a dengue em 2017

Para intensificação da vacinação no Espírito Santo, foram enviadas 500 mil doses extras do imunizante. Já para o Rio de Janeiro e Bahia, que também fazem divisa com Minas Gerais, foram enviadas 350 mil e 400 mil doses a mais, respectivamente. Como parte da rotina do Calendário de Vacinação, o Ministério já havia distribuído 650 mil doses para todo o País.

O artigo Minas Gerais registra mais duas mortes por febre
amarela, e óbitos chegam a 25 foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-01-20/mortes-febre-amarela.html

Deixe uma resposta