Uma opção de tratamento alternativo, a fisioterapia ameniza e até previne os sintomas da enxaqueca que atinge aproximadamente 20% dos brasileiros

Reportagem: Caroline Randmer



enxaqueca-tratamento-fisioterapia

As massagens fisioterapêuticas para tratar os sintomas da enxaqueca se valem de pressão

sobre alguns pontos do pescoço e da cabeça

Foto: Danilo Borges

Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia, o número de pessoas que sofrem de enxaqueca no Brasil gira em torno de 20%. Pior: as mulheres são muito mais atingidas do que os homens. Se você não é fã dos medicamentos que combatem o mal, saiba que a fisioterapia ameniza e até previne os episódios de dor. As técnicas se valem de pressão sobre alguns pontos do pescoço e da cabeça que causam o desconforto. Rodrigo Peres, fisioterapeuta da Central de Fisioterapia (SP), ensina, para as interessadas no tratamento alternativo, que as massagens devem ser feitas duas vezes por semana e que cada sessão deve durar 40 minutos.