Manual dos cachos – Parte II – Essa tal de transição

A matéria Manual dos cachos – Parte II – Essa tal de transição você lê em detalhes aqui, ou confira mais notícias sobre Moda, Saúde e Beleza em Produtos de Beleza.

Parte 2 da série sensacional da Bia que é simplesmente demais! Sem palavras para agradecer tamanha dedicação dessa menina de ouro! 

Vocês já sabem que há pelo menos um ano e meio não faço nenhuma química transformadora da textura nos meus cabelos (alisamentos, relaxamentos). Fiz poucos alisamentos na vida, pro volta de uns cinco. Todos progressivas, porque meu cabelo alisa muito fácil. Hoje ele está do jeito que é mesmo, ondulado e volumoso… e eu adoro!

Não tenho nada contra química, mas deixar todo mundo igualzinho, com cabelo alisado e loiro, é meio sem criatividade. Quem gosta de alisar, sem problemas! Mas não faça isso pensando que é o único jeito de ser bonita, isso é uma grande mentira.

A questão é: do momento em que você decide parar de alisar até o momento em que seu cabelo ganha vida, fica definido e saudável, demora.

Quem tem cabelo cacheado ou crespo costuma fazer alisamentos mais agressivos, permanentes e que esticam o cabelo pra valer. Nem um milagre será capaz de enrolar essas pontas alisadas de novo. Só a tesoura vai resolver, infelizmente.

Você pode até tentar fazer permanente na parte alisada, mas esteja preparada psicologicamente pra cortar, porque as chances de o cabelo não aguentar e ficar horrível são gigantes. Pode ocorrer corte químico, garanto que só vale se você já estiver disposta a cortar em caso de resultado insatisfatório, até porque acertar o cacho pra ficar igualzinho ao seu natural é bem difícil. Ainda é preferível enrolar com métodos físicos a parte alisada do cabelo. Chegaremos lá!

E nada de fazer o permanente na parte sem química, ok? Totalmente desnecessário e vai enfraquecer seu cabelo. O que a gente quer é um cabelo forte e saudável.

Mas, como fazer até o cabelo crescer? Vamos apresentar algumas opções. É muito chato lidar com as duas texturas diferentes, mas não é impossível. Temos que priorizar a saúde e integridade dos fios que estão nascendo sem química, mas sem deixar de lado o bem-estar da dona do cabelo. Porque é difícil chegar a algum visual satisfatório com duas texturas totalmente diferentes no mesmo fio.

  • Método Radical: Cortar toda a parte alisada de uma só vez ou “Big Chop”

Gente, eu ainda estou pra entender essa mania de chamar tudo por um nome em inglês quando a gente tem palavras suficientes no nosso vocabulário pra explicar o que é determinada coisa. De qualquer forma, Big Chop é um termo bem difundido na blogosfera, que traduzindo quer dizer “Grande Corte”. Nada mais que tacar a tesoura na parte alisada do cabelo. Em alguns casos, passar a máquina.

Taí uma coisa que elimina as pontas alisadas e iguala a textura do cabelo. Mas, convenhamos, em terras brasileiras ninguém gosta muito de cabelo curtíssimo. Se você não se importar e quiser radicalizar no visual, vai lá e arrasa!

Eu acho lindo mulheres com cabelos curtos, usei o cabelo curtíssimo por muito tempo e acho um visual delicado. Se for as meninas com o cabelo afro, então…fica um visual muito charmoso, e com o tempo você ganha um black power novinho em folha (um sonho….snif).

A questão de fazer um corte desse é o choque na auto imagem. Nem sempre a pessoa vai se acostumar, e se cortar, só esperando crescer! Pense com calma, mas lembre que sempre é possível fazer um look lindo com brincões, florzinhas, faixas, turbantes…criatividade e alegria nessa fase!

Sugestões pra vocês se inspirarem:

cabelo afro natural 1

cabelo afro natural 2

cabelo afro natural 4

cabelo afro natural 3

Se depois de tudo isso você ainda não conseguir nem sonhar com a ideia de cortar tanto assim, você passará pela transição propriamente dita, deixando seu cabelo crescer mais até cortar a parte alisada.

  • Método gradual : estimulação do crescimento e cortes parciais intervalados ou “Transição”

Pra quem tem muito medo de ficar com o cabelo curtíssimo, acha que não vai se sentir bem e tudo o mais, há solução. Primeiro de tudo: tenha paciência. Segundo: descubra jeitinhos de continuar se sentindo linda nessa fase!

Se a auto estima não está em alta, trabalhe isso. Uma das coisas que eu mais vi em grupos de discussão e em blogs que discutem o retorno aos cachos é o problema em se amar! Gente, vocês são um complexo infinito de coisas, tem pele, cabelo, unha, roupa, maquiagem, acessórios, vida pessoal, profissional…não se resumam ao cabelo. Não deixem o cabelo definir quem vocês são, é exatamente o contrário! Aqui, o método é relax, pra ser gostoso, uma descoberta. Nada de viver em função do cabelo, deixar de fazer as coisas porque descabela…seja muito feliz!

Se vocês encararem tudo isso com naturalidade, continuarem a viver a vida e descobrir coisas novas, interesses, fazer amigos, trabalhar, cuidar de si, dos filhos, amigos, parentes, aposto que o cabelo vai crescer e vocês não vão nem ver o tempo passar.

Não importa o que você faça: cabelo quimicamente tratado ou não, tem dia que nada dá certo. Faz um pentado, uma maquiagem, coloca um brinco, colar, cinto, lenço e arrasa! Passa um perfume e esquece do cabelo. Amanhã vocês conversam de novo, ok?

cabelo transicaoAgora que a gente já preparou a mente, vamos preparar o corpo – nesse caso, o cabelo!

Técnicas de texturização

Você pode escolher igualar o cabelo todo por igual liso, ou todo por igual enrolado.

Se for todo liso, é só fazer escova (sem química) e pranchar. Use sempre protetor térmico e hidrate muito os fios. De preferência, passe só a prancha no cabelo seco, com protetor térmico. Prejudica menos os fios que tracionar com escova.

Como a ideia é voltar aos cachos, recomendo igualar a parte lisa e a parte natural cacheando tudo. Você começa a se acostumar com o visual diva cacheada e aprende a modelar.

Pode ser com babyliss, mas os cachos naturais não se parecem muito com o efeito dele e é melhor usar técnicas menos agressivas, e existem váriaaas. Basicamente, vamos enrolar o fio pra modelar as curvas que a parte lisa não tem, de várias formas. Teste, tenha paciência e com o tempo fica facílimo!

Em todos os casos, use um fixador da sua preferência. Faça as técnicas com os cabelos levemente úmidos ou secos, nunca com os fios muito molhados, para evitar frizz e garantir que eles fiquem certinhos. Só dá certo se o cabelo estiver seco quando for soltar!

Tranças de duas pernas ou twists

Super fácil de fazer, é só separar duas mechas de cabelos, e fazer como se estivesse trançando uma na outra, só que torcendo só elasticos cabeloduas mechas. Faça com o cabelo seco ou quase seco (70%).Aplique algum tipo de fixador (mousse, gel de linhaça, um leave in mais pesadinho), faça as trancinhas em todo o cabelo, prendendo na pontinha com elásticos pequeninhos, desses que você compra em saquinhos com vários.

Se o cabelo estiver levemente úmido, passe o secador bem morninho até ele secar por completo, solte as trancinhas uma a uma e veja o resultado! Amasse as pontas com um pouquinho de mousse e pronto! Se achar que ainda não está bom, é só deixar preso mais um pouquinho.

Se o cabelo estiver seco, você pode fazer e dormir assim, retirando as trancinhas no dia seguinte, amassando com um pouquinho de mousse nas pontas pra que elas não fiquem esticadinhas.

O segredo dessa técnica é a espessura da mecha. Se ela for bem grossa, quando soltar o cabelo fica com ondas largas. Se for fininha, fica um frizadinho bem parecido com alguns tipos de cabelo crespo. Teste em uma parte do cabelo e descubra a quantidade ideal pra você!

Existem milhões de jeitinhos de fazer, mas a técnica básica é torcer e enrolar duas mechas de cabelo. No youtube tem vários vídeos com resultados muito legais. Dê uma passeada por lá e descubra como você acha masi fácil.

Trançado comum

Quem já fez uma trança de três mechas apertadinha sabe que ela ondula o cabelo. Da mesma forma que nos twists, você pode fazer várias tranças antes de dormir para modelar o cabelo. Quanto menos cabelo por vez, mais frizadinha e pequena é a textura. O bom de fazer a trança é que sai no piloto automático pra maioria das pessoas!

Coquinhos ou nós bantu

A técnica é um pouquinho mais fácil e rápida que as duas outras. divida seu cabelo em quadrantes, torça a mecha até ela virar uma espiral e ir erolando sob o próprio eixo. Prenda com o elastiquinho e solte quando estiver bem seco. Se não quiser dormir com eles, faça com o cabelo úmido e passe o secador morninho até ficar bem seco, e solte.

bantu knots

Papelotes

Técnica útil, da época da vovozinha, e fácil!

Você precisa de um papel resistente, tipo saco de pão, que aguente ser enrolado. Ou tirinhas de feltro, que são ótimas pra dormir. Corte o papel ou o tecido em tiras de aproximadamente 15cm X 5cm. não precisa ser regular, perfeito e tal. Mas tem que ficar de um jeito que não rompa o papel.

Com o cabelo levemente úmido e com algum fixador já aplicado, pegue uma tirinha do papel ou do feltro, segure na ponta do cabelo e vá enrolando o cabelo até a raiz, em volta da tira.

Quando chegar na raiz, enrole as pontas do papel uma na outra, até ficar preso.

No caso do tecido, dê um nó firme, porque feltro é fácil de desamarrar no outro dia. Não dê um nó cego, dê um nó firme que dê pra tirar pelamordedeus.

Nessa técnica os cachos são mais largos.

papelotes cabelo passo a passo

Bobes e bigudinhos

Esses são tão fáceis que dá até preguiça de explicar…risos.

Você compra do tamanho que quiser, no modelo que desejar e coloca no cabelo levemente úmido, com fixador da sua preferência. Seca com secador e tira….tcharan!

Os mais fáceis de usar são os modelos com velcro ou presilha embutida, dispensam o uso de grampos e bagunçam menos na hora de tirar. Ignore o visual dona Florinda, porque o resultado é divástico!

bobes cabelos

Acessórios

Depois dessa maratona de estilização, tente manter o visual por uns dias. Quando começar a ficar um pouco mais bagunçadinho, você pode prender.

Flores, arquinhos, bandanas, turbantes. Tantas opções que não dá pra se sentir entediada jamais!

Use e abuse dos acessórios, eles complementam o visual e te fazem esquecer da transição.

flor cabelo cacheado

bandana cabelos cacheados

cabelo afro tiara

Penteados

Não preciso nem falar que não pode ter desânimo só por causa de um dia de cabelo de mau humor, né?

Procure penteados pro seu tamanho de cabelo. Tem vários penteados fáceis e ótimos, e isso será um caso a parte nessa série, já que existe uma infinidade de possibilidades. Vou trazer nos próximos posts penteados fáceis, mas é só olhar pela internet afora e se deliciar.

Tenha em mente: você precisa ter elásticos, grampos, fitas, faixas elásticas em casa. É baratinho e vai te animar muito em dias de cabelo revoltado! Faça penteados e vá viver!

Estimular o crescimento dos fios

Quando você alisa o cabelo, a química entra em contato com a raiz, alterando o ph do couro cabeludo e diminuindo o crescimento. Quando você parar de usar química, vai sentir que seu cabelo vai crescer mais! Para diminuir a ansiedade, cuide de seu cabelo, se alimente direitinho, e use algumas táticas pra incrementar o crescimento dos cabelos.

Você pode usar as milhões de receitas e dicas aqui do PB:

Cafeína

Shampoo bomba

*Nota sobre esse: além de polêmico quanto ao resultado, temos opções naturais mais baratas e igualmente funcionais. Eu prefiro o que é mais natural, mas vai de você!

Guia para cabelos compridos

Alimentos para ajudar o cabelo a crescer

Tratamentos naturais

Se achar que o cabelo não cresce, cai demais, ou tiver alguma irritação no couro cabeludo, dermatologista! Todas as técnicas funcionam para pessoas saudáveis, são um estímulo que só vai funcionar  se o seu organismo estiver operando normalmente. Cabelos são um reflexo de saúde!

Espero ter contribuído com as meninas que estão passando pela transição, ou que desejam parar com a química e assumir os cachos! Qualquer coisa, estou nos comentários, sempre disponível.

Até a próxima!

Por Bia Nascimento

O artigo Manual dos cachos – Parte II – Essa tal de transição foi originalmente publicado em http://www.produtosdebeleza.com/manual-dos-cachos-parte-ii-essa-tal-de-transicao.html

Deixe uma resposta