Manual dos Cachos – Parte I – Conhecendo seus Cabelos

A matéria Manual dos Cachos – Parte I – Conhecendo seus Cabelos você lê em detalhes aqui, ou confira mais notícias sobre Moda, Saúde e Beleza em Produtos de Beleza.

A autora deste manual bafônico é a Bia, colaboradora do PB, dona dos comentários mais engraçados que eu já li na blogosfera! Ela é uma linda e tem um cabelão cheio de cachos! Já fez tudo que vocês podem imaginar pra domá-los! Agora ela vai dividir tudo o que aprendeu nesses anos de vida cacheada! Vamos conferir!

“Oi queridas!

É com um imenso prazer que inicio uma série de artigos temáticos  aqui no PB. A Ju e a Ma tem os cabelos lisos, a Lô tem um cabelão ondulado e vive mudando a textura dele (lindo, por sinal), então falar sobre cachos é complicado pra elas. Como testar o que funciona e o que não funciona, não é mesmo?

Quem participa ativamente do blog nos comentários, lê a página do PB no Facebook  e acompanha o grupo Amigas do PB provavelmente já me conhece – principalmente pelo senso de humor peculiar em certos comentários. RISOS

Costumo escrever bastante, então tirem o feijão do fogo, façam um chazinho e voltem para terminar de ler o artigo!

Lembrando que eu sempre recebo as dúvidas de vocês por e-mail e respondo tudo sempre que posso, assim que sobra tempo!

Há pelo menos um ano e meio não faço nenhuma química transformadora da textura nos meus cabelos (alisamentos, relaxamentos). Não há nenhum motivo natureba ou extremista nisso, apenas gosto da textura dos meus cabelos. Alisei algumas vezes, pra variar o visual, mas nunca fui uma escrava de química. Até o fim do artigo vocês vão ter uma boa ideia de como os meus cabelos são.

Pesquisando, como toda pessoa que aprende as lições do PB para uma boa vida cabelística, aprendi alguns macetes, técnicas e peculiaridades dos cabelos ondulados, cacheados e crespos. Eles são bem diferentes, e o nosso maior erro é tratar um cabelo com esse tipo de textura como se fosse liso ou alisado.

Bem normal, considerando que culturalmente as brasileiras costumam admirar muito mais os cabelos lisos. Uma outra coisa que a gente tem que entender de uma vez por todas: cachos tem que ter volume! Cabelo cacheado murcho, com corte regular, fica esquisito mesmo. Daí dá vontade de alisar, né gente? Cabelo cacheado não é igual cabelo liso, e naturalmente tem um volume (que eu considero sensacional) que deve ser gerenciado, nunca banido.

Percebi que muita coisa legal estava de fora do PB. Como asim? Bora consertar esse pequeno buraco nesse grande universo do saber!

Eu gosto de cabelo enrolado, geralmente o cabelo natural combina muito mais com a dona do que o cabelo alisado, na minha opinião. Não chego ao extremo de dizer que não se deve relaxar ou alisar os cabelos, isso é pessoal. Mas saibam: cuidar de um cabelo com a textura natural é muito mais fácil do que fazer a manutenção da química, muito mais barato e o resultado é ótimo pra quem quiser testar.

Antes de começarmos a debater as técnicas de estilização e tratamento, vamos à introdução do tema.

Saiba qual é o tipo do seu cacheado

A primeira coisa que devemos ter em mente: os cabelos não-lisos são de diversos tipos. Variam pelo formato do cacho, espessura do fio, porosidade. Entender as particularidades do seu cabelo é fundamental para acertar a mão e não perder tempo.

Os cabelos cacheados são naturalmente mais secos, pois a oleosidade natural não consegue chegar até as pontas, por isso hidratar é fundamental.

Percebi muita gente fazendo coisas pro cabelo sem raciocinar, como é o caso de algumas seguidoras do cronograma. Para tratar os cabelos, não é necessário fazer um checklist gigante no calendário com o produto certo da vez. Se você entender o que seu cabelo precisa, é meio caminho andado. Chegaremos nisso alguns passos adiante, mas esse é um alerta: esses posts não são uma ditadura de normas, regras e regimentos para observância severa em sua vida. Cuidar do cabelo tem que ser relaxante, gostoso e sem neuras. Essa será a abordagem daqui por diante.

Na maioria das fontes que consultei os cabelos são divididos em números e letras. Para facilitar a comunicação e evitar a grande decoreba de nomes e sílabas complexas, e para que vocês sempre me entendam, vou dividir em ondulados, cacheados e crespos. Isso não quer dizer nada além do que eu estou dizendo, ok? É uma divisão didática!

Não existe cabelo ruim e nenhum tipo é melhor que outro. Só é diferente. Esqueçam essas divisões preconceituosas quando lerem meus posts. Divido apenas para que as pessoas entendam que por mais que você ame um cabelo bem afro, crespão (como eu amo!), se seu cabelo for ondulado nem com química vai ficar perfeito e lindamente afro. Se você quiser deixar seu cabelo natural, que é a abordagem central desses posts, foque no fato de que seu cabelo vai ficar do jeito que ele é, não do jeito que você queria que ele fosse (ah, vou comprar uma peruca black power).

Nessa categorização mais simples, meus cabelos entram nos ondulados.

Qualquer tipo de cabelo é um composto de proteínas em grande quantidade, água em menor quantidade e alguns minerais. Como sabemos há eras, cabelo é tecido morto. Os cabelos caucasianos e afro podem ter texturas que variam do ondulado ao crespo, lembrando que na sua cabeça pode existir uma comunhão pacífica de algumas variações de texturas!

Isso mesmo: seu cabelo pode ter partes lisas, onduladas e cacheadas. Com as técnicas certas é possível harmonizar tudo isso, vai por mim!

Como já falei, nas categorias pela internet afora geralmente encontramos números. Vou dar nomes às texturas mais próximas ao fio pra facilitar. Ressalto que a maioria divide os tipos em subtipos, e eu não vejo muita utildade nisso. Essa divisão tripartite é suficiente, na minha modesta opinião, para indicar as peculiaridades no tratamento de cada tipo de cacho.

Ondulados ou tipo 2cacheado tipo 2 joss stone

Exemplo de cabelo ondulado: Joss Stone

Esse tipo de cabelo fica entre o  liso e cacheado. Nem lá, nem cá. Ele é bonito, mas não faz  volume pra black power (meu sonho, snif).As ondas são em formato de ‘S’, e crescem de forma plana em relação ao couro cabeludo, enquanto os cabelos cacheados dos demais tipos nascem “em pé”, os seja, mantendo certa distância da cabeça (possibilitanto um divástico black power…snif).

Ou seja: prepare-se pra levantar essa raiz lambida, mulher! Senão fica parecendo um sino, porque o volume naturalmente aumenta nas pontas…cenas dos próximos capítulos. Esse é o grande motivo para algumas pessoas alisarem os cabelos: se não souber dar jeito no cabelo ondulado, a probabilidade de não conseguir definição e controle do volume é gigante.

As grandes arma contra o volume excessivo são a hidratação e o corte. Temos uma ótima hidratação e um ótimo corte prontinhos para usar! Eu uso os dois e não vivo sem.

shakira cabelos cacheados Cacheados ou tipo 3

Exemplo de cabelo cacheado: Shakira e Leandra Leal

O cabelo cacheado faz uma molinha, bem definida e com cachos abertos. Parece muito o efeito do babyliss, variando o tamanho do cacho. Não dá trabalho pra definir se estiver hidratado, e tem mais volume na raiz, porque os cachos começam bem certinhos nela.

Ele brilha um pouco menos que o liso e o ondulado porque tem as cutículas mais abertas, mas com os cuidados corretos fica muito brilhante. Mais uma vez, hidratação.

Crespos ou tipo 4cabelos crespos lindos

Exemplo de cabelo crespo: Sheron Menezes e Vanessa da Mata

São os cabelos com cachinhos, molinhas ou ondinhas bem apertados, pequenininhos mesmo. São os comumente chamados afro. Se tem um cabelo que se transforma com os cuidados corretos, é esse. Eles tem a cutícula mais aberta que todos os outros tipos de cabelo, costumam ser os mais frágeis e opacos.

O cabelo do tipo 4 é maldosamente chamado de duro.Uma grande injustiça, o cabelo crespo é o tipo mais frágil e molinho de cabelo, pois tem menos camadas de cutículas.Sendo assim, ele tem menos proteção natural contra danos. Quanto mais camadas de cutículas no cabelo mais forte contra danos o cabelo se torna.Quanto mais química e processos mecânicos (chapinha, escova, pentear), mais você danifica a cutícula e mais ele perde hidratação interna.

Se tem um cabelo que vai amar ser hidratado e tratado com carinho, com certeza é o cabelo crespo. Eu adoro um cabelo crespo natural, então sou suspeita pra falar. Por mim, todo mundo deixava o cabelo crespo natural. Vejo muitos alisamentos e relaxamentos que deixam esse cabelo, que já é frágil, sem vida, opaco e com um aspecto pouco natural. Quem tratar esse tipo de cabelo quimicamente deve quadruplicar a hidratação para garantir brilho e movimento.

Prefiro um cabelo natural bem cuidado, mas como eu já disse, isso vai muito do gosto do freguês.

Nas próximas etapas desse post aprenderemos a cuidar e modelar cada tipo de cacho. Algumas coisas funcionam para um tipo e não são tão legais para o outro. Prometo ser o mais abrangent possível e trazer alternativas para todos os gostos e bolsos, no melhor espírito PB!”

O artigo Manual dos Cachos – Parte I – Conhecendo seus Cabelos foi originalmente publicado em http://www.produtosdebeleza.com/manual-dos-cachos-parte-i-conhecendo-seus-cabelos.html

Deixe uma resposta