Insulina injetada pelo nariz pode melhorar Alzheimer e demência senil

Veja a matéria completa sobre Insulina injetada pelo nariz pode melhorar Alzheimer e demência senil e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

A insulina administrada por meio da cavidade nasal chega até a região do cérebro atingida por Alzheimer e demência senil com resultados duradores que melhoram a memória. Pesquisadores identificaram também que essa insulina não entra na corrente sanguínea.

Novo estudo mostra eficácia no uso da insulina para o tratamento dos problemas cognitivos ligados ao envelhecimento

Thinkstock/Getty Images

Quem demonstrou a eficácia no uso da insulina para o tratamento dos problemas cognitivos ligados ao envelhecimento foi o novo estudo conduzido por pesquisadores da University of Washington School of Medicine, da Veteran Administration Puget Sound e da Saint Louis University, nos Estados Unidos. 

Até agora, era notável o efeito da insulina sobre a memória, mas “havia poucas provas de como ela entrava no cérebro e como agia”, diz William Banks, um dos autores do estudo.

Leia também: Viver e esquecer é a realidade de 35 milhões de pessoas com Alzheimer

Os pesquisadores desse estudo, publicado no periódico Journal of Alzheimer, utilizaram um modelo de ratos que, conforme o avanço da idade, desenvolveram problemas de aprendizado e memória. 

No teste de reconhecimento de objetos, depois de uma única dose de insulina intranasal, os ratos conseguiam relembrar os objetos vistos primeiro, diferentemente daqueles que não tinham recebido a substância.

Os pesquisadores também viram que a insulina não entra na corrente sanguínea, eliminando, assim, uma das principais preocupações da comunidade médica: a baixa dos níveis de açúcar. Além disso, doses repetidas aumentam a eficácia para a memória.

A doença de Alzheimer e outras formas similares atingem mais de 44 milhões de pessoas e é possível que esse número dobre até 2030. 

>> Veja como prevenir o Alzheimer:

Cuide do seu coração: o risco de ter Alzheimer ou demência vascular é maior em quem tem doença cardiovascular. Foto: Getty ImagesComa peixes de água fria (atum, salmão e cavala) pelo menos 2 vezes na semana: eles são ricos em ômega-3, uma gordura boa para o coração. Foto: Getty ImagesAposte nas verduras de cores escuras: elas são ricas em carotenoides, antioxidantes que protegem os vasos sanguíneos do cérebro. Foto: Getty ImagesControle a pressão arterial: a hipertensão adoece os vasos sanguíneos, inclusive os que fornecem oxigênio e sangue ao cérebro. Foto: Getty ImagesNão se isole e cultive uma vida social ativa: contato social deixa o cérebro mais saudável e afasta a depressão. Foto: Getty ImagesMantenha-se ativo mentalmente (leitura, estudo, palavras-cruzadas, curso de línguas, etc.): isso aumenta as conexões entre os neurônios, deixando o cérebro mais saudável. Foto: Getty ImagesPratique exercícios regularmente: evidências mostram que eles aumentam o fluxo de sangue e a oxigenação cerebral, beneficiando as células cerebrais. Foto: Getty ImagesAdote ingredientes da dieta Mediterrânea como grãos integrais, frutas, peixes, nozes e azeite de oliva: o efeito protetor do coração ajuda também o cérebro. Foto: Getty ImagesPare de fumar o quanto antes: o tabaco favorece o surgimento das doenças cardiovasculares e aumenta o risco de Alzheimer. Foto: Getty ImagesMantenha um peso saudável: a obesidade é outra condição ligada ao aumento do risco de demência e Alzheimer. Foto: Getty ImagesControle o diabetes: ele lesa os vasos sanguíneos, gerando doença cardiovascular e aumentando o risco de demência e Alzheimer. Foto: Getty ImagesDurma bem: recentes estudos mostram que a quantidade e a qualidade do sono podem estar relacionadas ao desenvolvimento de demência e Alzheimer. Foto: Getty Images

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE SAÚDE

O artigo Insulina injetada pelo nariz pode melhorar Alzheimer e demência senil foi originalmente publicado em http://ig.saude.feedsportal.com/c/33518/f/637141/s/49369ace/sc/14/l/0Lsaude0Big0N0Bbr0Cminhasaude0C20A150E0A80E230Cinsulina0Einjetada0Epelo0Enariz0Epode0Emelhorar0Ealzheimer0Ee0Edemencia0Esenil0Bhtml/story01.htm

Deixe uma resposta