Hormônios recentes de anticoncepcionais aumentam em 4 vezes risco de trombose

Veja a matéria completa sobre Hormônios recentes de anticoncepcionais aumentam em 4 vezes risco de trombose e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

Cerca de 9% das mulheres em idade reprodutiva em todo o mundo usam contraceptivos orais

Thinkstock Photos

O resultado de um estudo observacional realizado no Reino Unido mostrou que pílulas anticoncepcionais que contêm alguns dos tipos mais recentes de progesteronas (drospirenona, desogestrel, gestodeno e ciproterona) estão associadas a um risco quatro vezes maior de causar trombose (tromboembolia venosa – TEV) em relação a quem não faz uso do medicamento e duas vezes maior do que as pílulas que contêm progesteronas mais antigas, como o levonorgestrel e noretisterona.

Os pesquisadores da Universidade de Nottingham disseram, em nota, que este é um estudo importante e esclarecedor, com poder suficiente para fornecer resultados comparativos confiáveis para diferentes formulações de contraceptivos orais combinados.

Cerca de 9% das mulheres em idade reprodutiva em todo o mundo usam contraceptivos orais. Esse número sobe para 18% em países desenvolvidos. No Reino Unido, por exemplo, 28% das mulheres usam pílula anticoncepcional.

Comparação

Embora o aumento do risco de trombose associado aos contraceptivos orais combinados seja bem conhecido, estudos anteriores usaram métodos diferentes para examinar essa ligação. Dessa forma, os riscos relativos associados a essas diferentes combinações permaneciam inconclusivos. Os pesquisadores, então, tentaram identificar as diferenças para ajudar a entender a importância desses novos resultados.

Leia ainda:
Pílula anticoncepcional causa trombose? Veja indicações e riscos do medicamento
Qual é o melhor anticoncepcional para você?

Eles usaram dados de duas grandes bases de clínica geral do Reino Unido para medir a associação entre o uso de contraceptivos orais combinados e o risco de trombose em mulheres entre 15 e 49 anos, fazendo ajustes para outros fatores de risco já conhecidos.

Os pesquisadores descobriram que as mulheres que usam anticoncepcionais orais atualmente têm um risco aumentado de ter trombose, em comparação com as que não usam, sempre levando em conta mulheres da mesma idade e estado de saúde.

Em comparação com mulheres que não usam anticoncepcionais orais, as que usam os hormônios contidos nas pílulas mais antigas, como o levonorgestrel, a noretisterona e a norgestimate, tinham cerca de 2,5 vezes mais risco de ter trombose. Já as que usam pílulas com os hormônios mais novos, como a drospirenona, desogestrel, gestodeno e ciproterona, apresentaram quatro vezes mais chances de desenvolver uma trombose.

O número adicional de casos de trombose por ano (a cada 10 mil mulheres) foi menor para os antigos levonorgestrel e norgestimate (seis casos a mais) e maior para os novos desogestrel e cyproterone (14 casos a mais).

Segurança

Os pesquisadores ressaltaram que os contraceptivos orais são seguros e apontam que o risco de ter trombose tomando pílula anticoncepcional é ainda bem mais baixo do que o de desenvolver o mesmo problema na gravidez. Na gestação, a possibilidade de trombose aumenta 10 vezes, contra quatro vezes com o uso do anticoncepcional.

Eles afirmam que as mulheres que usam anticoncepcionais orais não devem parar com a medicação, mas sim consultar seu médico para rever o tipo de pílula que estão usando, caso haja algum tipo de reclamação.

Os cientistas informaram, no entanto, que este é um estudo observacional, portanto nenhuma conclusão definitiva pode ser tirada sobre a causa e efeito das pílulas.

Os autores disseram, em nota, porém, que o estudo tem um poder estatístico suficiente para ser considerado esclarecedor e importante, já que produziu estimativas de risco usando dados de prescrição presentes no Reino Unido atualmente.

Os resultados, segundo os cientistas, fornecem evidência para quem é responsável pela prescrição ou está envolvido com a regulação e segurança de medicamentos.

Segundo os pesquisadores, as descobertas dessa pesquisa britânica, combinadas com um estudo dinamarquês publicado em 2011, “esclarecem inconsistências de estudos anteriores e fornecem orientações importantes para a prescrição segura de anticoncepcionais orais”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE SAÚDE

O artigo Hormônios recentes de anticoncepcionais aumentam em 4 vezes risco de trombose foi originalmente publicado em http://ig.saude.feedsportal.com/c/33518/f/637141/s/46b16111/sc/14/l/0Lsaude0Big0N0Bbr0Cminhasaude0C20A150E0A50E260Chormonios0Erecentes0Ede0Eanticoncepcionais0Eaumentam0Eem0E40Evezes0Erisco0Ede0Etrombose0Bhtml/story01.htm

Deixe uma resposta