Hair Slylist/ Cabeleireira -Entrevista

A matéria Hair Slylist/ Cabeleireira -Entrevista você lê em detalhes aqui, ou confira mais notícias sobre Moda, Saúde e Beleza em Produtos de Beleza.

Como mencionei há alguns dias atrás la no Facebook, estarei iniciando uma série de entrevistas que se chama “Mulheres e suas carreiras”.

E nossa primeira convidada ‘e a hair slylist Fernanda Spirandelli, do salão Villa Rosada em Uberlândia – MG.
Fernanda está na área de beleza há 3 anos e o bate papo com ela foi bem legal e divertido.

Na minha opinião ela ‘é chiquérrima, sincera, e entende do assunto. Nada melhor né, se você irá entregar suas madeixas para serem transformadas, esqueci de mencionar, ela é minha melhor amiga, então a opinião ‘é suspeita?? Acho que não! Confira a entrevista e as dicas que ela dá!

PB – Por que escolheu essa área?fernanda s
FS – Escolhi depois de ter estudado outras coisas e trabalhado em tantas outras sem obter um retorno financeiro adequado. Sou formada em Turismo e Hotelaria, pós graduada em Docência no ensino superior e tinha um emprego de consultoria para cobranças em um contact center, enfim nada a ver com nada, como sempre tive uma pré-disposição, sei lá um dom pra mexer com cabelo. Depois de várias desilusões nas outras áreas, decidi investir num negócio próprio.

PB – Na área de beleza o que gosta mais? Cabelos, unhas, pele?
FS – Cabelos e maquiagem!

PB – Qual o seu produto favorito para cabelos?
FS – Adoro um Leave-in bifásico da Tec Italy chamado Due Facetta Massimo que além de desembaraçar o cabelo, atua como um reconstrutor deixando o cabelo muito brilhoso e cheiroso também.

PB – Qual a sua dica para manter o cabelo sedoso, brilhoso?
FS – Uma dica boba e simples, mas que quase ninguém faz, por preguiça, mas que funciona por um motivo muito simples…Lavar os cabelos na água morna e enxaguar na fria. A temperatura mais quentinha faz as cutículas dos cabelos se abrirem para receber o produto para a limpeza, no caso o shampoo, e em seguida o condicionador que fechará essas cutículas juntamente com o enxague na água fria retendo dentro do fio os nutrientes necessários. Fazendo isso habitualmente seu cabelo irá agradecer!

PB – Você tem algum segredo de cabelo que não conta a ninguém?
FS – Não tenho não, a mídia está aí pra falar tudo que precisa e o que não precisa também, não sou cabeleireira que omite a marca da tinta a cor e a mistura. Preparo tudo na frente das minhas clientes, pois trabalho com marcas boas a não tenho a intenção de ludibriar ninguém, quero que venham ao meu estabelecimento por gostarem do meu trabalho e do ambiente, não porque são obrigadas e ficam com medo de outra pessoa não saber a cor a ser usada. A transparência é o que mantém a saúde das relações entre eu, meu trabalho e minhas clientes.

PB – Tem alguma história engraçada ou bizarra que já aconteceu no seu salão?
FS – Tem sim! A coisa mais bizarra que já me aconteceu foi quando uma pessoa que nem posso chamar de cliente, pois ela não vai no meu salão frequentemente, graças a deus! rsrs…apareceu por aqui se sentou na cadeira e disse: “você está com tempo? Quero fazer progressiva, cortar, colorir a raiz, fazer mechas, hidratação e escova”.
Fiquei a tarde toda com ela aqui das 13 ás 20 horas, quando terminou ela falou: “olha, muito obrigada viu adorei, quando der passo aqui e te pago qualquer hora”. Sem nem perguntar o preço! Imagina!

PB – Voce já teve alguma vez que fez uma m.. muito grande no cabelo de alguém e a cliente ficou chateada?
FS – Deus me livre! Nunca, graças a deus porque tenho um principio assim: só faço o que eu sei, o que não sei não faço. Não testo nenhuma técnica nem produto desconhecido em ninguém, testo em mim primeiro se der certo daí faço nas minhas clientes.
Agora, não vou mentir! Já deixei minhas mechas rosa, por testar uma receita de cromatizante duvidosa….ainda bem que foi em mim!

PB – Qual o maior desafio em ser cabeleireira?
FS – Conseguir captar o desejo real da cliente e ser sincera quanto a possibilidade de realizar ou não o procedimento desejado. Nem tudo que queremos nosso cabelo, tipo físico, feição permite ou suporta, portanto captar o que a cliente quer e conseguir dialogar sinceramente com ela para realização ou não da técnica, sempre é um desafio.

PB – Qual ‘e a melhor coisa de trabalhar com beleza? Qual a pior?
FS – Melhor é fazer o que eu gosto e ver a mudança e a satisfação das meninas, além do dinheiro que ganho(risos). E pior é atender gente que não fala. Como é difícil adivinhar pensamentos! Ainda não consegui essa façanha!

PB – Você acha que produtos caros são os melhores? Sim ou não? E por que?
FS – Concordo que os preços são proporcionais á quantidade de nutrientes que o produto possui. Porém, cada cabelo é particular, o negócio é experimentar e descobrir o que dá certo ou não com o seu cabelo.

PB – Qual o tratamento que ‘é o hit do momento?
FS – Menina, pelo menos aqui no meu salão o que está me dando mais trabalho literalmente é a escova á base de carbocisteína pra reduzir o volume dos cabelos. Eu, particularmente amo e só faço isso no meu cabelo.

PB – E qual o corte? E tintura?
FS – De corte os repicados com várias camadas com base mais reta, e cor o que faço mais aqui são mechas platinadas…. difíceis de se conseguir pois nem todos os cabelos permitem.

PB – Qual a cor você jamais usaria no seu próprio cabelo? E por que?
FS – Jamais usaria um 6.66, ou demais variações de ruivos…esses tons na minha opinião só ficam harmônicos em pessoas de pele clara tipo europeias, não acho legal morenas com tons de vermelho.

PB – Dicas para quem quer se tornar cabeleireira.
FS – Você tem que primeiro gostar do que faz e ter dom, não é um trabalho simples, exige estudo e responsabilidade…além de ser um trabalho braçal, cansa tanto o corpo quanto a cabeça então tenha disposição. E Depois seja sincera e ouça muito, é mais fácil de acertar quando você ouve e capta o que a pessoa espera dos seus serviços.

Pergunta da leitora Tania Soares:
Se uma Cliente chega no salão e diz: Eu quero Isso ( pode ser 1 tintura ou corte, e tals) e você vê que isso não vai cair bem. O que ela faz: Dá um conselho e alternativa ou vai pela cabeça da Cliente???
FS – ‘E o seguinte, devemos estar sempre prontas á atender as expectativas da cliente, porém nem tudo que ela querem combina ou o cabelo permite, é ouvindo ela e dialogando que você irá conseguir identificar um desejo secundário ou diassuadí-la da idéia. Porém se o desejo dela é muito forte por uma tendência o cabelo dela permitir, gosto é gosto, se ela vai ficar feliz com o look duvidoso execute!

O artigo Hair Slylist/ Cabeleireira -Entrevista foi originalmente publicado em http://www.produtosdebeleza.com/hair-slylist-cabeleireira-entrevista.html

Deixe uma resposta