Governo assume compromissos para a Década da Nutrição em 2019

Veja a matéria completa sobre Governo assume compromissos para a Década da Nutrição em 2019 e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Alimentação rica em frutas, legumes, verduras, cereais integrais e leguminosas e pobre em ultraprocessados pode prevenir até 4 milhões de casos de câncer no mundo – Inca

shutterstock

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, assumiu compromisso mundial de que medidas para melhorar a saúde nutricional dos brasileiros serão tomadas até 2019, para a Década da Nutrição da Organização das Nações Unidas (ONU). Foram três metas estabelecidas durante a Assembleia Mundial da Saúde, realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em Genebra, na Suíça.

Leia também: Opas alerta para estudos sobre nutrição distorcidos pela indústria alimentícia

“Com o propósito de fortalecer a Década da Nutrição, o Brasil foi o primeiro país a formalizar junto à OMS compromissos SMART [específicos, mensuráveis, atingíveis, relevantes e com prazo]”, declarou Barros.

As promessas, que envolvem a situação da obesidade e alimentar do brasileiro são: deter o crescimento da obesidade na população adulta até 2019, reduzir o consumo regular de refrigerantes e suco artificial em, pelo menos, 30% da população adulta, e ampliar o percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente em, no mínimo, 17%.

Medidas

Para atingir essas metas, o ministro já anunciou que tomará algumas iniciativas. Durante seu discurso, Barro sinalizou que tomaria medidas fiscais, que implicam na redução de impostos e criação de subsídios para reduzir o preço dos alimentos frescos, possibilitando crédito para a agricultura familiar e concessão de benefícios a pessoas de baixa renda para poder ter acesso a esses produtos.

Além disso, durante o evento o governo brasileiro também se comprometeu a oferecer refeições mais saudáveis e educação nutricional nas escolas públicas, atingindo o público infantil e praticando uma reeducação alimentar envolvendo toda a comunidade escolar, usando materiais didáticos e informativos sobre o tema. Dessa forma, o poder público aumentará a compra de produtos de agricultura familiar.

A quantidade de açúcar e sal em alimentos processados também será revista. A intenção do ministério é reduzir esses alimentos, e deixar especificado quanto cada produto tem desses temperos nas embalagens, na parte frontal.

Leia também: Falta de nutrição adequada afeta 5 a cada 6 crianças com menos de 2 anos

Também será regulada a promoção de comidas e bebidas infantis, restringindo a venda e a propaganda de itens processados em ambientes de saúde  e de educação, assim como em repartições públicas.

A amamentação também é outro ponto importante que terá destaque para que as metas nutricionais sejam alcançadas. As Unidades Básicas de Saúde deverão incentivar essa prática, assim como a de atividades físicas e facilitar o acesso à informações que podem evitar o sobrepeso ou obesidade.

Evento

A Década da Nutrição foi promovida pela Assembleia Geral da ONU em abril de 2016, e tem como objetivo criar compromissos com as nações e acompanhar seus progressos e esforços para se enquadrarem em uma linha global de nutrição.

Leia também: Clínicas de reabilitação nos Estados Unidos vão controlar o uso de açúcar

O artigo Governo assume compromissos para a Década da Nutrição em 2019 foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-05-23/decada-da-nutricao.html

Deixe uma resposta