Estudo diz que ômega-3 não protege contra problemas cardíacos

Veja a matéria completa sobre Estudo diz que ômega-3 não protege contra problemas cardíacos e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

NYT

Embora uma pesquisa anterior tenha mostrado que os ácidos graxos ômega-3 podem ajudar aqueles que já tiveram infarto ou que sofrem de insuficiência cardiovascular, um novo estudo descobriu que os suplementos fazem muito pouco para evitar problemas em pessoas que tem  fatores de risco para doenças do coração.


Thinkstock/Getty Images

Pesquisadores italianos relataram que suplementos de ômega-3 não reduzem mortes por doenças cardíacas, infartos
ou acidente vascular cerebral (AVC)
neste grupo vulnerável.

“Ao contrário das expectativas, acrescentar suplementos de ômega-3 não traz qualquer vantagem específica em grupos de alto risco cardiovascular”, disse o pesquisador Dr. Gianni Tognoni, do Istituto di Ricerche Farmacologiche
de Milão.

Tognoni disse que o ômega-3 parece ajudar a prevenir arritmias cardíacas após um infarto ou insuficiência cardíaca, no entanto não aparenta ter valor tomar suplementos para prevenir doenças cardiovasculares, acrescentou.

“Não confie demais em drogas que tentam imitar mudanças no estilo de vida”, disse Tognoni.

As recomendações habituais que realmente afastam doenças cardíacas são não fumar, seguir uma dieta saudável e praticar exercícios físicos, disse ele.

A doutora Maria Carla Roncaglioni, co-autora do estudo e chefe do Laboratório de Prática e Pesquisa Geral no Istituto di Ricerche Farmacologiche Mario Negri,
 acrescentou que “não há necessidade de fazer um tratamento preventivo de longo prazo com ômega-3 para aquelas pessoas com fatores de risco cardiovascular controlados por meio tratamentos comprovados – e que mantém um estilo de vida saudável, especialmente no que diz respeito a bons hábitos alimentares “.

O relatório foi publicado na edição de 09 de maio do periódico  New England Journal of Medicine
.

Ambiguidade

Um especialista disse que as evidências sobre os ácidos graxos ômega-3 têm sido ambíguas.

“Alguns experimentos clínicos prévios têm demonstrado um efeito benéfico do ômega-3 derivado de peixe (também conhecido como óleo de peixe ou ácidos graxos poliinsaturados n-3) em pacientes com doenças cardiovasculares e também na prevenção de eventos na população adulta em geral”, disse o Dr. Gregg Fonarow, professor de cardiologia da Universidade da Califórnia, em Los Angeles. “No entanto, outros estudos clínicos não demostraram nenhum benefício”.

Leia:
Mudança de estilo de vida pode diminuir taxa de gordura no sangue

“Tomando como base a totalidade das evidências atuais, tudo indica que a suplementação por ômega-3 está deixando de ser elemento proporcionador da redução de problemas cardiovasculares”, disse o doutor Fonarow.

Para analisar se o ômega-3 teve um efeito benéfico, os pesquisadores italianos escolheram aleatoriamente mais de 12.000 pessoas potencialente em risco cardíaco e forneceram suplementos de ômega-3 para um grupo e placebo para outro.

Durante os cinco anos de acompanhamento os pesquisadores descobriram que mais de 1.400 pessoas morreram por doenças cardiovasculares, sofreram infarto ou acidente vascular cerebral (AVC). Entre aqueles que tomaram suplementos de ômega-3, 11,7% tiveram um dos problemas em comparação com 11,9% dos que tomaram placebo.

Leia mais notícias de saúde

O artigo Estudo diz que ômega-3 não protege contra problemas cardíacos foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/minhasaude/2013-05-09/estudo-diz-que-omega-3-nao-protege-contra-problemas-cardiacos.html

Deixe uma resposta