É possível eliminar a barriguinha pochete? – em Pergunte ao especialista

Por Kelly Miyazato



Tratamento pode eliminar barriguinha pochete
Foto: Divulgação

Você sabia que aquela barriguinha “pochete” pode ser mais do que uma simples gordurinha que incomoda na hora de fechar o zíper do jeans? De acordo com Leonardo Machado – fisioterapeuta (DF), o balonamento intestinal é um dos sintomas funcionais digestivos mais frequentes. Na área médica, muitos usam o termo para a sensação de abdome distendido, e outros usam para se referir a uma sensação de pressão abdominal ou tensão nas paredes, ou a sensação de excesso de gases.


O que poucos sabem é que existe tratamento efetivo para este problema e pode ser feito com fisioterapia. “É fundamental entender que, a partir do momento em que o diâmetro intestinal é aumentado, devido a presença de gases, uma série de adaptações musculares tenderão a ocorrer. Dentre elas, podemos citar o relaxamento do tônus muscular da musculatura abdominal com o intuito de permitir a expansão do diâmetro visceral e impedir que a pressão interna aumente. E nesse caso, várias trocas sanguíneas e reações fisiológicas locais podem ficar alteradas”, explica.

Outra importante consideração é a participação dos músculos posteriores da coluna (músculos da cadeia de extensão) para que aumentem a abertura do espaço anterior abdominal. O problema desta contração é que ela promoverá um aumento da tensão sobre o disco e articulações interverterbrais.

“Quanto maior for o balonamento intestinal, maior será a diminuição da força e inibição dos músculos abdominais e também a pressão sobre a coluna vertebral com a presença de artrose e protusões discais”, complementa.

Para saber mais, acesse: www.metodobusquet.com.br

 

*Agradecimentos Leonardo Machado – fisioterapeuta.

 

O artigo É possível eliminar a barriguinha pochete? – em Pergunte ao especialista
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/blogs/blogs/pergunte-ao-especialista/e-possivel-eliminar-a-barriguinha-pochete/6625

Deixe uma resposta