"É como se Freddy Krueger tivesse me operado", diz paciente de médica processada

Veja a matéria completa sobre "É como se Freddy Krueger tivesse me operado", diz paciente de médica processada e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Cirurgiã plástica Windell Davis Boutte foi processada após gravar vídeo dançando e cantando ao lado de paciente sedada

Reprodução/The Sun

Uma cirurgiã plástica foi acusada de deixar uma paciente com lesões cerebrais graves após vídeos dançando e cantando enquanto realizava o procedimento cirúrgico terem sido publicados na internet. A médica Windell Davis Boutte foi vista em mais de 20 filmagens diferentes com tesouras e bisturis ao lado da paciente Icilma Cornelius, que estava sedada em uma mesa de cirurgia nos Estados Unidos.

Leia também: Bebê com “síndrome da sereia” morre 15 minutos após nascimento; entenda a doença

O jornal Atlanta Constitution
informou que Cornelius sofreu uma parada cardíaca depois de realizar uma abdominoplastia antes de seu casamento na clínica da cirurgiã plástica
, na Geórgia, em fevereiro de 2016. O coração da mulher de 55 anos parou oito horas após o procedimento, entretanto, a médica não conseguiu socorrer a paciente devido à falta de equipamentos no local.

Sequelas e outras acusações contra cirurgiã plástica

O filho da paciente, Ojay Liburd, de 26 anos, afirmou que, durante o incidente, Boutte chamou uma ambulância para transferir a paciente para o hospital mais próximo. Porém, o resgate dos paramédicos demorou mais do que esperado, uma vez que a médica esperou que chegassem à clínica para então costurar a pele da mulher, a fim de evitar uma possível infecção.

Leia também: Paciente com malária no Rio de Janeiro sai do isolamento e permanece estável

“Minha mãe estava muito animada com a cirurgia, tudo o que ela queria era ficar bonita em seu vestido de noiva. Infelizmente, a equipe de socorro teve problemas com a locomoção, já que a maca não cabia no elevador, e ela sofreu danos cerebrais permanentes pela falta de oxigênio”, contou Liburd ao The Sun
.

O caso foi retomado pela mídia nesta semana depois de duas irmãs, Mitzi McFarland e Kristine Dolly, entraram com uma ação contra Boutte, após passarem por um procedimento de lipoaspiração a laser.  Elas alegaram que a médica não acatou o pedido, realizando uma lipoaspiração tradicional, que não teve o resultado esperado.

“É como se o Freddy Krueger tivesse cortado meu estômago”, disse Mitzi a uma emissora  de televisão da Geórgia, WSBTV2.

Dolly completou a fala da irmã, explicando que “a cirurgia foi mal executada, e que atualmente, encontram-se deformadas”.

Leia também: Chinês é operado após inserir 34 ímãs no pênis por “diversão inspirada em pornô”

Ao ver o caso das mulheres no canal, outra paciente se pronunciou, relatando que acordou com um sanduíche em suas mãos depois de fazer um procedimento estético com a cirurgiã plástica
no começo deste ano. Nos últimos quatro meses, Windell Davis Boutte obteve cinco processos por negligência e não atua mais na área.

O artigo "É como se Freddy Krueger tivesse me operado", diz paciente de médica processada foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2018-05-23/cirurgia-plastica-processada-lesao-cerebral.html

Deixe uma resposta