Dieta do jejum pode prejudicar o treino – em Dieta de emergência

Confira os efeitos que a dieta do jejum tem no nosso corpo o porque ela pode atrapalhar seu desempenho no treino

Texto Thais Szegö e Marcia Di Domenico | Adaptação Ana Paula Ferreira



Entenda porque a dieta do jejum pode atrapalhar seu desempenho na academia.

Foto Christian Parente

Pesquisas mostram que se o organismo não recebe energia por meio da alimentação por mais de 5 horas, vai buscá-la nas reservas de glicose nos músculos e no fígado. Quando esses estoques acabam, ele passa a utilizar os músculos como fonte energética, o que provoca perda de massa magra e, para quem malha, dificuldade de conseguir crescimento e definição muscular. “Se o processo for progressivo e duradouro, pode levar à diminuição no gasto calórico basal, ou seja, a redução do metabolismo”, alerta o endocrinologista Pedro Assed, pesquisador do Grupo de Obesidade e Transtornos Alimentares do GOTA-PUC-Rio-IEDE, instituição ligada ao governo do Rio de Janeiro.


Se quer experimentar a dieta do jejum, cheque primeiro se não está entre o público para quem ela é contraindicada: diabéticos, hipertensos, portadores de doenças crônicas, gestantes e jovens menores de 21 anos. Quem pratica atividade física regularmente também deve preferir outra forma de perder peso e, assim, garantir energia para os treinos e os resultados que deseja. Ou, então, dobrar a atenção nos dias de alimentação liberada, para consumir a quantidade recomendada de proteínas, carboidratos e demais nutrientes essenciais para a performance e a saúde.

Quer conferir mais dicas de treino? Então corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!

O artigo Dieta do jejum pode prejudicar o treino – em Dieta de emergência
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/dieta-de-emergencia/dieta-do-jejum-pode-prejudicar-o-treino/10620

Deixe uma resposta