Dicas de organização boas para a saúde

Veja a matéria completa sobre Dicas de organização boas para a saúde e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

Que tal uma resolução de ano novo que, além de deixar a vida mais organizada, pode melhorar a saúde? Muita gente não sabe, mas o perigo mora em casa. Foi o que comprovou o grupo de pesquisadores americanos do Hygiene Council, formado por especialistas em infecção. Segundo pesquisa divulgada este ano pelo instituto, 50% a 80% das doenças causadas por comida têm origem no âmbito doméstico.

Siga o iG Saúde no Twitter

Além dos alimentos, maquiagens vencidas, objetos empoeirados, brinquedos dos animais de estimação e até telefones celulares podem conter micro-organismos e substâncias que causam reações alérgicas e infecções por fungos e bactérias.

Simples atitudes como organizar a geladeira e cuidar melhor dos objetos domésticos podem ajudar a evitar tudo isso. Veja como fazer isso:

1. Guarde os enfeites de natal em sacos plásticos

Decorações de natal, em geral, são um grande problema para quem tem alergia
, sinusite
e outras doenças respiratórias. Esses objetos tendem a acumular muita poeira, especialmente as árvores de natal e enfeites a base de espuma.

A médica Fátima Rodrigues Fernandes, alergista e presidente da ABAI-SP (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia), recomenda que se tire bem a poeira antes de guardar esses enfeites no armário.

“A decoração natalina vai ficar guardada por um ano acumulando poeira. Quando for reutilizada, esse pó pode causar diversos problemas, principalmente em crianças. Acondicionar os objetos em sacos plásticos ajuda a evitar isso”, explica a especialista, que complementa: a dica vale também para roupas de inverno, que costumam ser mantidas por bastante tempo no guarda-roupa.

2. Crie coragem e organize a bolsa


Getty Images

Papéis soltos (como bilhetes e recibos de cartão de crédito), notas de dinheiro e mesmo o telefone celular são foco de bactérias por serem muito manuseados.

Leia mais:
Bactérias a tiracolo

A médica Mirian de Freitas Dal Bem, infectologista do hospital Sírio Libanês, aconselha que se higienize periodicamente a bolsa, sempre jogando fora o que é desnecessário.

“Para celulares, é importante limpá-los diariamente. Já os papéis soltos, a solução é simplesmente colocá-los no lixo”.

3. Jogue fora os condimentos velhos

Sabe aquele molho de pimenta que você abriu há um bom tempo? Jogue ele fora. Condimentos abertos têm prazo de validade bem menor do que os lacrados, e as pessoas acabam esquecendo a data que devem deixar de consumi-los.

Leia também:
Os 5 alimentos líderes em contaminação

O ketchup e a mostarda, por exemplo, depois de abertos têm validade de 30 dias se mantidos na geladeira. Já a maionese é um pouco mais delicada e pode até apresentar contaminação mesmo dentro da validade, se a conservação não for adequada.

“Quanto mais velho o condimento, e mais tempo ele for deixado fora de refrigeração, maior a probabilidade de ter ocorrido proliferação bacteriana ou produção de toxina, que podem trazer grandes danos a quem os consome”, diz Mirian.

4. Lugar de cosmético vencido é no lixo

Esta é outra classe de produto cujo prazo de validade é normalmente desrespeitado. Uma pesquisa feita no ano passado, na Inglaterra, apontou que 15% das mulheres usavam maquiagem sem saber que estava vencida, e 50% das entrevistadas disseram utilizar os produtos mesmo sabendo que já havia passado o prazo de validade.

Leia:
Maquiagem vencida é um risco para a saúde

Maquiagens, xampu e cremes, quando vencidos, podem causar danos na pele como reações alérgicas, bolhas e feridas, além de infecções nos olhos.

“Como nos alimentos, os cosméticos também estão expostos ao risco de proliferação de bactérias e fungos”, diz a infectologista Mirian de Freitas Dal Bem.

“Por isso, é bom prestar bastante atenção não somente à validade, mas também à conservação. Não é recomendável armazenar cosméticos em locais com muita umidade e calor, como banheiro”.

5. Troque as panelas

Em 1970, pesquisadores canadenses descobriram que pessoas diagnosticadas com Alzheimer tinham grandes concentrações de alumínio no cérebro. Porém até hoje não há estudos conclusivos que provem que o metal seja um dos responsáveis por essa doença. O fato é que panelas de alumínio podem soltar partículas desse metal na comida durante o cozimento.

Leia mais: 
Conheça as melhores panelas para a saúde da sua família

Alguns médicos atualmente discutem se o nível liberado é suficiente para causar danos à saúde, mas – por via das dúvidas – é prudente evitar cozinhar nesse tipo de material. O mesmo vale para panelas de barro e cerâmica, principalmente as mais antigas, pois podem conter metais pesados como chumbo, cádmio e mercúrio. Se for usar esse tipo de utensílio culinário, certifique-se de que haja selo que garante a ausência desses elementos na fabricação.

6. Limpe os brinquedos dos pets


Getty Images

Poucas coisas dão mais prazer na vida do que brincar com animais de estimação. Porém, é importante prestar atenção a todos os objetos relacionados aos pets para não transformar esse prazer em pesadelo. O pelo no sofá, a saliva nos brinquedos de morder, a caixinha de areia com resíduos de fezes e urina, o aquário mal cuidado, além de outros objetos são focos de doença.

Leia também:
Os pets e as doenças

Se você é daqueles que beijam cachorro, saiba que pesquisadores japoneses, em estudo recente, descobriram que a boca canina é infestada de bactérias que podem levar a boca à ruína, podendo causar gengivites e até perda de dentes. Por isso, é sempre bom evitar que a saliva do cachorro – também presente em brinquedos pets – entre em contato com o rosto e com qualquer ferida. O mesmo vale para gatos e outros animais.

* Reportagem de Rodrigo Boro, especial para o iG São Paulo

Leia mais notícias de saúde

O artigo Dicas de organização boas para a saúde foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/minhasaude/2012-12-27/dicas-de-organizacao-boas-para-a-saude.html

Deixe uma resposta