Diabetes e alimentação: siga 7 dicas para não descuidar da saúde no fim do ano

Veja a matéria completa sobre Diabetes e alimentação: siga 7 dicas para não descuidar da saúde no fim do ano e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Manter-se hidratado é uma das orientações para controlar a glicemia de pessoas com diabetes

Shuttersock

Rabanada, peru, bacalhau, arroz à grega, nozes, pavê… são tantas opções que é preciso ficar atento para não exagerar nas festas de fim de ano e acabar tornando um dos momentos mais aguardados das celebrações – o de comer – em um problema. O alerta é ainda sério para pessoas com diabetes, que precisam manter os cuidados com a saúde em qualquer época do ano.

Leia também: Cirurgia metabólica é reconhecida pelo CFM como tratamento para diabéticos

Mas não é preciso desanimar. Pessoas com diabetes
podem – e devem – curtir as comemorações de Natal e Ano Novo, e o endocrinologista e professor da Faculdade de Ciências Médicas de MG e da Metabólica, Instituto de Medicina Aplicada Levimar Rocha Araújo pode provar isso.

Confira sete dicas comportamento e alimentação para aproveitar o período sem culpa.

Hidratação é fundamental!

Beber bastante água é necessário para que o diabético se mantenha bem hidratado, controlando a glicemia. “É importante beber pelo menos três copos de água antes de começar qualquer ingestão de bebida alcoólica. A água com gás é uma boa opção porque dá sensação de que a pessoa está satisfeita e faz com que ela não consuma tanto álcool”, explicou o especialista.

Controle da bebida alcóolica

Outro ponto importante é que a pessoa com diabetes precisa estar atenta ao consumo de álcool: pode beber, mas de forma moderada. Isso porque o álcool pode piorar alguns sintomas da doença, causando hipoglicemia ou aumentando rapidamente a taxa de açúcar no sangue.

Cuidado com as proteínas

Também é preciso estar atento à quantidade de proteína animal consumida nesta época. “Tem que ter cuidado com as doses de proteínas, que podem se transformar em açúcar no sangue, aumentando as taxas de glicose. As pessoas acham só que não podem comer açúcar, mas acabam comendo frutas e carnes em excesso. A proteína piora a insuficiência renal, que também é um quadro muito comum no diabético”, pontuou o endocrinologista.

Leia também: Por desinformação, metade das pessoas com diabetes não sabe que tem a doença

Sucos: aliados ou inimigos?

Apesar de muitas frutas serem ricas em proteínas e fibras, algumas também são carregadas de açúcares e é preciso tomar cuidado com a quantidade. Por conta disso, o Dr. Levimar Araújo recomenda evitar grandes porções de laranja, manga, uva, melancia e caqui, que são ricas em nutrientes, mas também podem aumentar os níveis glicêmicos.

Antecipe a ceia

Não se deve fazer uma refeição pesada e logo em seguida ir deitar. O especialista aconselha consumir porções pequenas e antecipar a ceia para aproveitar melhor as festas. E depois de cerca de duas horas, é recomendável medir a glicemia.

Fibras e suas propriedades

As fibras diminuem a absorção de açúcares no sangue e, por isso, são boas para os diabéticos. Abacaxi, nozes, couve, aveia, cenouras, casca de maçã, entre outros alimentos podem compor uma ceia saborosa, diferente e saudável.

Medir a glicemia antes e depois de comer

Embora a rotina se altere nesta época do ano, é importante sempre medir as taxas de glicose no sangue antes e depois de comer, controlando a ingestão de gorduras e açúcares para aproveitar as festas de forma saudável e com qualidade.

Leia também: Empresa cria primeiro aplicativo que controla diabetes sem amostra de sangue

O artigo Diabetes e alimentação: siga 7 dicas para não descuidar da saúde no fim do ano foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-12-22/diabetes-festas-fim-de-ano.html

Deixe uma resposta