Depois de ser beijada por alguém com herpes, recém-nascido morre de meningite

Veja a matéria completa sobre Depois de ser beijada por alguém com herpes, recém-nascido morre de meningite e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

Um caso que chocou muitos pais nos últimos dias está servindo de alerta para uma prática que sempre foi advertida pelos médicos mas muitas vezes ignorada pelos familiares. Uma bebê de apenas 18 dias faleceu depois de ter contraído um infecção por conta de alguém que estava com herpes e a beijou.

Leia também: Cafeína pode melhorar a função pulmonar de bebês prematuros na vida adulta


Bebê tinha apenas 18 dias quando não conseguiu resistir à luta contra a infecção

Facebook/Reprodução

Mariana, o primeiro filho do casal Shane e Nicole Sifrit estava sendo aguardada com muita festa. Além do nascimento do bebê, os pais também celebraram o casamento, poucos dias depois. Mas, duas horas depois de terem oficializado a união, a criança, que só tinha seis dias de vida, precisou ir às pressas ao hospital. Os pais ainda não sabiam que a herpes
poderia ter infectado sua filha.

A recém-nascida passou a ficar pálida, parou de comer e estava muito lenta para acordar. Ao chegar ao Hospital das Crianças, em Iowa, nos Estados Unidos, os sintomas foram se agravando. “Em menos de duas horas ela deixou de respirar e todos os seus órgãos simplesmente começaram a falhar “, afirmou a mãe à rede televisiva WHO-TV.

Meningite

Após exames de emergência, médicos deram o diagnóstico aos pais, alegando que a menina estava com meningite
.

Leia também: Saiba como cuidar de assaduras antes que evoluam para infecções

Segundo o guia Johns Hopkins Health Library, a meningite do herpes pode ser causada por bactérias que podem ser transmitidas por meio do contato sexual ou passada de uma mãe infectada para o bebê
durante o parto.


Ao ser diagnosticada com meningite, os médicos suspeitam que tenha sido contraída por alguém que a beijou e tinha herpes

Reprodução/Facebook

Porém, no caso de Mariana, no entanto, ambos os pais testaram negativo para o vírus, aumentando a possibilidade de que a bebê teria sido infectada por alguém te estivesse com herpes, mas, não necessariamente, apresentado sintomas.

Durante as primeiras 48 horas, ela sofreu cerca de cinco transfusões de sangue, mas, de acordo com a equipe médica, os rins começaram a falhar, exigindo que ela fosse submetida à diálise. O fígado também deixou de funcionar corretamente, o que ocasionou hemorragia interna.

Em 10 de julho, o bebê foi transportado por via aérea para o hospital da Universidade de Iowa, onde equipes de especialistas trabalharam para tentando manter o bebê vivo e parar a infecção letal.

Nicole passou a publicar atualizações regulares sobre o estado de saúde de Mariana em sua página do Facebook. Em uma das últimas postagens antes do bebê falecer, ela já havia informado à internet que o fígado da filho não estava se recuperando e que ela não sobreviveria.

Daí em diante os órgãos não respondiam mais. O bebê não tinha mais atividade cerebral e seus pulmões e coração estavam falhando, assim como os rins e fígado. Mariana morreu em seguida.

O caso não é tão incomum assim. É por isso que os pais devem sempre obedecer às recomendações médicas que pedem que nos primeiros dias de vida da criança ela receba poucas visitas, já que seu organismo ainda é muito frágil. Todo cuidado é pouco, até mesmo para os próprios pais, que devem sempre estar com as mãos higienizadas e tomarem o máximo de cuidado com as infecções.

Leia também: ‘Bebê com duas cabeças’ nasce no México

O artigo Depois de ser beijada por alguém com herpes, recém-nascido morre de meningite foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-07-19/herpes-bebe-beijo.html

Deixe uma resposta