Criança de três anos quase morre após engolir a bateria de um hand spinner

Veja a matéria completa sobre Criança de três anos quase morre após engolir a bateria de um hand spinner e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Hand spinner são brinquedos que giram facilmente nas mãos e fizeram sucesso no ano passado

shutterstock

Febre entre os jovens no último ano, o objeto colorido que gira nas mãos virou o queridinho de adolescentes e crianças no mundo todo. Conhecido pelo nome em inglês, hand spinner
, o brinquedo ganhou diversas versões com imagens de personagens, imãs, cores diferentes e até luzes.

Leia também: Bebê de apenas 37 dias quase morre depois de engolir três parafusos de metal

Apesar de parecer inofensivo, foi com um hand spinner
desses, com luzes, que uma criança de três anos quase morreu ao engolir uma das peças do brinquedo. O caso foi publicado na revista Open Medical Case Reports
.

Além do perigo de um corpo estranho presente no organismo, a parte ingerida apresentava outros problemas mais graves, o que aumentou o risco de vida. Isso porque se tratava da placa de circuito impresso, onde ficam interligados os componentes eletrônicos e a bateria que fazia o brinquedo
piscar.


Placa de circuito engolida por criança de três anos

Reprodução/Open Medical Case Reports

A peça ficou presa no esôfago da criança, e precisou ser feita uma cirurgia para retirá-la. Os médicos revelaram que o paciente escapou sem ferimentos permanentes graças à rápida ação da equipe que realizou o procedimento.

O menino foi levado para a Universidade do Texas Southwestern Medical Center,
nos Estados Unidos, duas horas depois de engolir a peça do brinquedo. A cirurgia aconteceu quatro horas após a ingestão da placa.

Segundo os médicos do hospital, esta é a primeira vez que uma criança engoliu uma placa de circuito impresso e uma bateria de disco de um hand spinner, segundo os registros.

Procedimento


Exame mostra que a peça ficou presa no esôfago da criança

Reprodução/Open Medical Case Reports

Ao chegar no hospital, a criança foi submetida a uma radiografia, que revelou um corpo estranho em seu esôfago. O objeto foi reconhecido na imagem do exame pois tinha um componente semelhante a um disco que estava brilhando.

Ao realizar a cirurgia para remover a peça, o cirurgião Charles Saadeh, que liderou a equipe durante o procedimento, alertou sobre os perigos que o objeto poderia oferecer dentro do organismo do paciente.

“A bateria tem um potencial para causar lesões esofágicas significativas dentro de duas horas”, explicou Saadeh.

A equipe também ressaltou que a ingestão da bateria poderia representar um risco de morte e a placa de circuito, que inclui partes metálicas e bordas afiadas, poderia ter perfurado o esôfago.

Leia também: Médicos retiram bolo de cabelo de estômago de mulher com síndrome de Rapunzel

Perigos do hand spinner

Por causa de seu tamanho, forma e superfície metálica brilhante, pequenas baterias representam um risco para as crianças, que acabam colocando a peça na boca sem conhecimento dos perigos.

Saadeh afirmou que quando a bateria reage com a saliva e o tecido do esôfago, ela cria uma solução alcalina que pode dissolver o tecido e pode ser mortal.

Além disso, a peça dentro do esôfago pode provocar dores de garganta, tosse, febre, dificuldade em engolir e até respiração ruidosa. Felizmente, no caso da criança em questão, nenhum desses sintomas foram apontados.

“Este relatório serve como um exemplo para mostrar quais os riscos que pequenos brinquedos movidos a bateria apresentam, especialmente para uma população pediátrica”, afirmou Saadeh.

Em entrevista para a Open Medical Case Reports
, o cirurgião e seus colegas falaram sobre os perigos do hand spinner. “Esses brinquedos não estão de acordo com a regulamentação nacional de segurança”, e ainda completaram afirmando que por ser um objeto barato, muitas vezes são vendidos sem embalagens com rótulos de advertência, o que dificulta o uso correto da peça.

Leia também: Alemão tem cabo de panela enfiado no olho ao tentar cozinhar bêbado e é operado

O artigo Criança de três anos quase morre após engolir a bateria de um hand spinner foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/minhasaude/historiasdemedico/2018-06-15/hand-spinner-crianca-quase-morre.html

Deixe uma resposta