Conheça os benefícios da dieta mediterrânea – em Dieta de emergência

O padrão alimentar atua no combate contra doenças como o câncer, derrames, na proteção cardiovascular e do cérebro. Saiba mais!

Reportagem: Kelly Miyazato



conheça-os-benefícios-da-dieta-mediterrânea

A dieta mediterrânea dever ser condicionada ao controle de
gorduras insaturadas
Foto: SXC 

A dieta mediterrânea baseia-se em um conjunto de tradições alimentares de países do litoral mediterrâneo, como a Grécia, Itália, Espanha e Portugal, com o conceito introduzido em 1993 por Oldways Preservation & Exchange Trust – Organização sem fins comerciais que realiza estudos sobre ciência nutricional e alimentação saudável, pela Escola de Saúde Pública de Harvard e a Organização Mundial de Saúde.

De acordo com a Dra. Marisa Resende Coutinho, nutricionista do Hospital São Camilo (SP) a dieta consiste em uma abundante quantidade de alimentos de origem  vegetal (frutas, vegetais, pão e outros cereais, batata, feijão, nozes e sementes); alimentos pouco processados e de produção local; frutas frescas sempre usadas como sobremesa e baixo consumo de doces concentrados em açúcar ou mel. O azeite de oliva é a principal fonte de gordura e no caso do peixe, do frango e da carne a atenção deve estar voltada para as quantidades que devem ser reduzidas, assim como os laticínos, citando principalmente o queijo e o iogurte. O consumo de ovos é de até quatro vezes na semana e o vinho é ingerido moderadamente nas refeições.

A especialista conta que estudos na Universidade de Bordeaux, na França, em 1997, provaram que aalimentação com base na dieta mediterrânea pode prevenir em até 70% o risco de doenças do coração.

O trabalho com 600 pacientes concluiu que a dieta é muito mais eficiente do que uma dieta considerada convencional na prevenção de ataque cardíaco e morte após um primeiro infarto. A dieta convencional é rica em ácido linoleico (uma gordura poliinsaturada presente nos óleos vegetais de milhosojagirassol e margarinas), enquanto a dieta mediterrânea tem mais ácido oleico (gordura monoinsaturada presente no azeite de oliva e no óleo de canola). Para Joyce Rouvier, nutricionista do Zahra Spa & Estética (SP) além da proteção cardiovascular, a dieta atua no combate contra o câncer, derrames, na proteção da pele e do cérebro.


Segundo Coutinho, a dieta mediterrânea é um padrão alimentar que pode ser seguido por qualquer pessoa, a menos que tenha alguma doença que precise de ajustes dietoterápicos específicos. “Sabendo controlar a quantidade de gorduras insaturadas pode ser realizada por tempo indeterminado, mas o ideal é sempre procurar um nutricionista para auxiliar qual a melhor quantidade e disposição dos nutrientes durante o dia”, complementa Rouvier.

Coutinho recomenda a introdução de alguns alimentos às refeições diárias:

Frutas e hortaliças

Esses alimentos possuem grande quantidade de vitaminasmineraisfibras antioxidantes que ajudam a prevenir o câncer.

Cereais

Contém carboidratos que fornecem energia para o nosso organismo. Os cereais integrais, além de fornecer energia, também são fontes de fibrasnutrientesminerais (zincofósforo,magnésio), vitaminas e energia.

Leguminosas

Fundamentais para uma alimentação saudável, possuem fibras e proteínas vegetais, e por isso, o consumo regular combate a constipação, evitando o câncer de intestino e diminuem o nível do colesterol ruim (LDL) prevenindo o aparecimento das doenças cardiovasculares.

Oleaginosas

Fornecem as gorduras boas (mono e polinsaturadas), que ajudam a reduzir o colesterol. Possuem vitamina E e selênio, que apresentam importante ação antioxidante.

Peixes

Ricos em ácidos graxos ômega 3, proporcionam à nossa saúde diversos benefícios,  como a diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebralredução da pressão arterialação anti-inflamatória, diminuição das taxas de triglicérides e colesterol total no sangue.

Leite e derivados 

São fontes de cálcio que contribuem para a prevenção da osteoporose.

Vinho tinto

Possui em sua composição uma alta quantidade de flavonoides (antioxidantes). A bebida evita a formação de placas de gorduras na parte interna dos vasos sanguíneos, o que diminui o risco de doenças cardiovasculares.

Azeite de oliva

É rico em ácido graxo monoinsaturado, que auxilia no aumento do colesterol “bom” (HDL), favorecendo o nosso coração.

O artigo Conheça os benefícios da dieta mediterrânea – em Dieta de emergência
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/dieta-de-emergencia/conheca-os-beneficios-da-dieta-mediterranea/3559

Deixe uma resposta