Como reconhecer os sinais de câncer de pele

Veja a matéria completa sobre Como reconhecer os sinais de câncer de pele e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

BBC

Exposição à luz ultravioleta é a principal causa do câncer de pele

Getty Images

O câncer de pele é a forma mais comum da doença, mas, por outro lado, também é uma das mais facilmente curáveis.

Segundo a Sociedade Americana de Câncer, mais de 3,5 milhões de casos da doença são diagnosticados anualmente nos Estados Unidos, mais do que todos os outros tipos de câncer combinados.

No Brasil, são cerca de 190 mil novos casos todos os anos. O câncer de pele também é o de maior incidência no país.

Nas últimas décadas, o número de casos vem aumentando.

Quase todos resultam da exposição excessiva à luz ultravioleta, embora outros possam ser causados pelo homem, com bronzeamento artificial, por exemplo.

Contudo, o risco de desenvolver melanoma, o tipo mais perigoso de câncer de pele, dobra em pessoas que costumam tomar banhos de sol frequentes.

“As pessoas subestimam o dano que as queimaduras solares podem trazer à pele. Elas pensam que a vermelhidão é apenas uma parte inofensiva do processo de bronzeamento da pele, quando, na verdade, se trata de um sinal de dano irreparável”, afirmou à BBC Johnathon Major, da Associação Britânica de Dermatologistas.

Segundo Walayat Hussain, especialista em câncer de pele do Leeds Teaching Hospitals NHS Trust, “o diagnóstico precoce é a chave para a cura.”

Precaução

Sinais assimétricos podem ser indício de câncer de pele

Thinkstock/Getty Images

A melhor maneira de prevenir o melanoma é prestar atenção à pele e, especialmente, a todos os sinais, afirmam especialistas.

Médicos recomendam prestar atenção à pele

Thinkstock/Getty Images

Leia também:
10 sinais de câncer frequentemente ignorados
Pequeno dicionário dos tratamentos de câncer

Confira abaixo o alfabeto para melhor decifrar o melanoma:

A para ASSIMETRIA: Um sinal que, quando dividido ao meio, não parece o mesmo de ambos os lados.

B para BORDA: Um sinal com bordas que são pouco definidas ou irregulares.

C para a COR: Alterações na cor do sinal, incluindo escurecimento, propagação de cor, perda de cor ou aparência de diferentes cores como azul, vermelho, branco, rosa, roxo ou cinza.

D para DIÂMETRO: Um sinal maior do que 1/4 de polegada (0,6 cm) de diâmetro

E para ELEVAÇÃO: Um sinal que está elevado por cima da pele e possui superfície irregular.

Outros sinais de alerta são:

Uma ferida que não cicatriza. Propagação do pigmento da borda de uma mancha até a pele. Vermelhidão ou nova inflamação além da borda. Mudança na sensação (coceira, sensibilidade ou dor). Alterações na superfície do sinal (escamação, exsudação, sangramento, ou o aparecimento de protuberância ou nódulo).

Especialistas dizem que às vezes é difícil constatar a diferença entre o melanoma e um sinal comum. Para Hussein, a recomendação, portanto, é que o paciente vá ao médico sempre que tiver dúvidas.

>> MAIS: 20 mitos e verdades sobre o câncer

Mito: ingestão de leite prejudica o tratamento do câncer. Foto: Getty ImagesMito: o consumo de adoçantes provoca o surgimento da doença. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: uso de desodorantes pode causar câncer de mama. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: falta de higiene nas regiões íntimas não está relacionado ao câncer. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: somente quem tem histórico familiar está sujeito a desenvolver a doença. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: câncer é uma doença contagiosa. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: pessoas negras não têm câncer de pele. Foto: Getty ImagesMito: segurar a urina dá câncer de bexiga. Foto: sinais do estresseMito: implantes de silicone podem provocar câncer de mama. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: alimentos preparados no microondas podem provocar câncer. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: um câncer pode ser causado por uma pancada. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: todo nódulo ou tumor se transformará em câncer. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: câncer tem cura. Quanto mais cedo for diagnosticado, maiores são as chances de curá-lo. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: homens também podem ter câncer de mama. Foto: Thinkstock PhotosVerdade: consumo de álcool e tabaco elevam as chances de desenvolvimento da doença. Foto: Getty ImagesVerdade: quanto maior a idade, maiores as chances de desenvolvimento de um câncer. Mas isto não significa que jovens não estejam sujeitos à doença. Foto: Thinkstock PhotosVerdade: fazer sexo sem preservativos aumenta risco de desenvolvimento da doença. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: falta de vitamina D pode aumentar os riscos de desenvolvimento de câncer de mama. Foto: Getty ImagesVerdade: HPV está relacionado ao desenvolvimento de tumores no ânus, e nos órgãos da região da cabeça e do pescoço. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: ter filhos mais tarde (após os 30 anos) aumenta os riscos de desenvolvimento de câncer de mama. Foto: Thinkstock

Atenção

O dermatologista britânico também deu várias dicas para prevenir o câncer de pele.

“É preciso ser ponderado com relação ao sol”, disse ele.

“Não se trata de não se expor aos raios solares, mas apenas agir com sensatez”, acrescentou.

Entre as medidas de prevenção destacam-se:

– Evite expor-se ao sol das 11h às 15h
– Use chapéu e aplique protetor solar com índice de proteção elevado
– Aplique o creme várias vezes durante o período de exposição ao sol
– Evite a todo custo queimar a pele

Continue lendo:
Câncer de mama pode gerar estresse pós-traumático
Oncofitness: exercícios contra o câncer de mama

O artigo Como reconhecer os sinais de câncer de pele foi originalmente publicado em http://ig.saude.feedsportal.com/c/33518/f/637141/s/463c2329/sc/24/l/0Lsaude0Big0N0Bbr0Cminhasaude0C20A150E0A50E120Ccomo0Ereconhecer0Eos0Esinais0Ede0Ecancer0Ede0Epele0Bhtml/story01.htm

Deixe uma resposta