Aposte nestas dicas para não prejudicar a dieta na Páscoa – em Nutrição

O almoço de Páscoa costuma ser cheio de comidas deliciosas. Se você está preocupada em não deslizar na dieta, confira estar dicas que vão te ajudar a escolher opções mais saudáveis e leves

Por Ana Paula Ferreira



O chocolate com maior percentual de cacau é a melhor

opção para não prejudicar a dieta na Páscoa

Foto Shutterstock

A Páscoa é uma data em que todos costumam se reunir ao redor da mesa para se deliciar com o almoço farto de domingo. Bacalhau e outros peixes, arroz e batatas de acompanhamento são só um pouco do que costumamos comer neste feriado, sem contar os chocolates típicos desta época.

Em meio a esses pratos fica difícil não deslizar na dieta, não é? Para te ajudar a não sair da linha e ainda assim curtir uma refeição saborosa típica da data comemorativa, a nutricionista Mariana Amaro, da rede Dr. Consulta, listou algumas dicas indispensáveis. Confira abaixo: 

1. Bacalhau sim, mas com pouca gordura

A melhor maneira é consumi-lo cozido ou feito no forno, não adicionando muito azeite, manteiga ou creme de leite. Outra boa opção é prepará-lo desfiado com vegetais ou grão de bico. É importante ter cuidado ao dessalgar o peixe, em especial, se pessoas que têm restrição no consumo de sódio forem consumi-lo. 

2. Fonte de ômega 3

A gordura do bacalhau é da família ômega, a chamada gordura boa, que ajuda na proteção contra asdoenças cardiovasculares. Nesse sentido, consumir o bacalhau com moderação pode ser até uma boa pedida, dependendo da condição clínica do paciente. A única questão é a quantidade de gordura que adicionamos no preparo.

3. Acompanhamentos mais nutritivos e menos gordurosos

Os legumes são opções muitas vezes mais saborosas, mais ricas em vitaminas, minerais e fibras do que as batatas. Uma boa alternativa é servir vegetais assados ou tomates recheados, por exemplo. 

Os vegetais folhosos também são bons acompanhamentos, refogados, cozidos ou até como entrada, na forma de salada. As melhores saladas são aquelas compostas por folhas, legumes e grãos. Evite colocar queijos, tomate seco ou outras conservas de vegetais, molhos, ovos ou batata palha. Esses acompanhamentos podem ser muito gordurosos e pesar na sua inocente salada. 

4. Substitua arroz branco por integral ou por outros grãos 

A substituição de arroz branco por integral é ótima do ponto de vista nutricional. A quinoa, a cevadinha e o trigo podem ser misturados ao arroz ou consumidos à parte. Todos esses grãos integrais são excelentes fontes de fibras e de nutrientes, como vitaminas e minerais. Mesmo assim, consuma com moderação.

Se for servir farofas, cuidado com a gordura usada no preparo. Para torná-la mais nutritiva, uma solução é incluir grãos e sementes oleaginosas (castanhas ou amêndoas), que são fontes de proteína, fibras e gorduras boas – as insaturadas). Abobrinha refogada e frutas suculentas, como o abacaxi, trazem umidade que seria conquistada com a adição de ingredientes gordurosos.

5. Hidratação sempre

Deve-se lembrar que normalmente o almoço de Páscoa é ainda no tempo quente. É fundamental, portanto, incluir sucos naturais aos almoços e jantares. Se fizer questão do vinho, testar uma receita de sangria pode ser uma boa. É uma bebida que mistura frutas, suco, água e vinho, podendo ser muito refrescante e ajudar na hidratação. Novamente, deve-se ter cuidado com a quantidade quando o objetivo é gerenciamento do peso.

6. Qual o tipo de chocolate mais indicado?

O chocolate com maior percentual de cacau é o mais rico em elementos antioxidantes, por isso, sempre será a melhor escolha do ponto de vista nutricional. Mas o nível calórico dos chocolates é semelhante, por isso, para quem não se adaptou ainda ao sabor mais amargo, o recomendável é consumiro tipo de que gostar mais. Escolhendo aquilo de que gostamos, conseguiremos nos satisfazer com uma porção moderada, o que não atrapalha demais a dieta para perda de peso

O artigo Aposte nestas dicas para não prejudicar a dieta na Páscoa – em Nutrição
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/nutricao/aposte-nestas-dicas-para-nao-prejudicar-a-dieta-na-pascoa/11412

Deixe uma resposta