Américas voltam a ter casos de sarampo e situação preocupa Opas

Veja a matéria completa sobre Américas voltam a ter casos de sarampo e situação preocupa Opas e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


De acordo com a ONU, até o momento nove países das Américas apresentaram casos de sarampo

ONU

O sarampo está voltando para as Américas. Em 2016, a região havia eliminado a doença, no entanto, já não ocorria nenhum surto endêmico desde 2002. Mas, nos últimos meses, a condição reapareceu em nove países e está preocupando as autoridades de saúde.

Leia também: “Não é preocupante”, diz ministro da Saúde sobre sarampo em Roraima

Sendo assim, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), está alertando as nações das Américas a redobrar os esforços para vacinar suas populações contra o sarampo
. As recomendações incluem reforçar a vigilância para detectar possíveis pacientes e implementar medidas para responder com rapidez a casos suspeitos também são essenciais. A informação é da ONU News

Entre os países mais afetados, somente a Venezuela
teve mais de 885 casos, sendo 159 apenas este ano. Segundo a agência da ONU, 14 pessoas foram confirmadas com sarampo no Brasil e 13 nos Estados Unidos. Casos foram registrados também no Canadá, no México e no Peru.

A região das Américas
foi a primeira do mundo a eliminar o sarampo, a rubéola e a síndrome da rubéola congênita, graças a 22 anos de campanhas de vacinação em massa contra as três doenças.

Mesmo sem nenhum surto endêmico desde 2002, como o sarampo continuou circulando em âmbito mundial, alguns países do continente haviam notificado casos importados.

Entre 2003 e 2014, o número total de casos de sarampo importados ou relacionados à importação do vírus chegou a 5.077 no continente.

No Brasil, surtos isolados e ligados a vírus importados começaram em 2013 e registraram os últimos casos em 2015. O Comitê Internacional de Peritos esperou a comprovação das evidências da interrupção antes de anunciar a declaração confirmada hoje. A eliminação do sarampo no Brasil foi declarada em julho de 2016 pela Opas.

Contudo, devido aos novos casos de sarampo, doença altamente contagiosa, a Opas está pedindo novamente para que as duas doses da vacina MMR sejam aplicadas na população de todos os municípios das Américas.

Leia também: Roraima terá campanha de vacinação contra sarampo em todo o estado

Sintomas

O sarampo, uma das doenças mais contagiosas, afeta principalmente crianças. É transmitido pelo ar e pelo contato com secreções de pessoas infectadas. Entre os sintomas, estão febre alta e manchas avermelhadas pelo corpo, podendo causar sérias complicações como cegueira, encefalite, diarreia severa, infecções de ouvido e pneumonia.

Brasil quer exigir vacina para imigrantes

O governo brasileiro pediu na quarta-feira (21) ajuda ao presidente da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom, para alterar o acordo assinado entre membros da Opas, para conseguir obrigar venezuelanos a tomar vacinas ao entrar em território brasileiro
. A informação foi dada em Brasília pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, em evento na Câmara dos Deputados.

O pedido foi feito em razão do grande número de casos de sarampo que têm sido notificados em Roraima, a partir da vinda de venezuelanos para o Brasil. Segundo o ministro, o Brasil já registrou óbitos e tem 100 casos de sarampo notificados, três deles em brasileiros.

*Com informações da Agência Brasil

O artigo Américas voltam a ter casos de sarampo e situação preocupa Opas foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2018-03-23/sarampo-americas-opas.html

Deixe uma resposta