50% dos homens com colesterol alto de origem familiar podem infartar até os 50

Veja a matéria completa sobre 50% dos homens com colesterol alto de origem familiar podem infartar até os 50 e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.

Quase todos os homens com colesterol alto de origem familiar terão infartado ao chegarem aos 70 anos, segundo o Incor

Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas

Metade dos homens com colesterol alto de origem familiar serão vítimas de infarto antes dos 50 anos. Se isso não acontecer nessa faixa etária, com certeza quase todos eles terão infartado ao chegarem aos 70 anos, alerta o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor). Em relação às mulheres, o índice é menor, mas não menos preocupante: 12% em torno dos 50 e 74% até os 70 anos.

Os dados do instituto indicam que 683 mil brasileiros têm colesterol alto de origem familiar, sendo que menos de 1% daqueles que correm grande risco de infarto sabem do problema. O cardiologista do Incor Dr. Raul dos Santos Filho explica que, com o tratamento correto, é possível retardar de 10 a 30 anos a mortalidade do paciente e melhorar consideravelmente a qualidade de vida.

LEIA MAIS: Primavera gera uma explosão de pólen e aumenta casos de rinite alérgica

Para alertar a população e médicos sobre a doença, o Incor vai realizar nesta sexta-feira (23) a Campanha de Prevenção e Controle da Hipercolestorelemia. Das 10h às 14h, na sede do Incor, profissionais vão atender as 500 primeiras pessoas que chegarem ao local. Não há restrição de idade para participar. A ação será realizada em conjunto com a Associação Brasileira de Hipercolesterolemia Familiar.

As pessoas vão poder medir o colesterol, e aquelas que forem diagnosticadas com nível compatível com hipercolesterolemia familiar –acima de 300 mg/dl – serão encaminhadas para a rede pública para exame de medição de colesterol fracionado – colesterol total, LDL, HDL, triglicérides. Aqueles cujo exame constatar LDL acima de 210 mg/dl serão convidados a realizar o exame genético no Instituto do Coração. Em caso positivo, iniciarão o tratamento no próprio Incor.

O tratamento começa com uma mudança de estilo de vida, incorporando uma alimentação saudável e atividade física ao dia a dia. Especialistas podem indicar também medicamentos para equilibrar os níveis de colesterol.

LEIA MAIS: Mal de Alzheimer é o tipo mais comum de demência, mas não o único

Serviço

A Campanha de Prevenção e Controle da Hipercolestorelemia do Incor vai ocorrer nesta sexta-feira (23) no saguão de entrada do instituto, na Avenida Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 44. Profissionais de saúde irão realizar atendimento sobre o colesterol alto, das 10h até as 14h, às 500 primeiras pessoas que chegarem ao local.

O artigo 50% dos homens com colesterol alto de origem familiar podem infartar até os 50 foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2016-09-22/colesterol-origem-familiar.html

Deixe uma resposta