10 dicas para realizar uma plástica com segurança – em Cirurgia Plástica

Saiba quais são os principais mandamentos para fazer uma cirurgia plástica com confiança

Por Kátia Neves/ Realização Tomaz Souza Pinto/ Adaptação Rebecca Nogueira Cesar



10 dicas para realizar uma plástica com segurança

Alguns cuidados são fundamentais para garantir a realização

de uma plástica com segurança

Foto: Danilo Borges

1 – Escolha um cirurgião que seja cadastrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Para conferir se o médico escolhido para realizar a cirurgia é um membro da sociedade, visite o sitewww.sbcp-sp.org.br.

2 – Antes da operação, faça os exames de rotina solicitados pelo médico, como eletrocardiograma, hemograma, coagulograma, urina e glicemia.

3 – Relate ao médico quais são os medicamentos que está tomando antes de se submeter a qualquer procedimento cirúrgico. Já eram conhecidas as contraindicações do ácido acetilsalicílico, de anti-inflamatórios, anticoncepcionais e também de alguns antidepressivos — incompatíveis com algumas drogas anestésicas — no pré-operatório. Mas, recentemente, descobriu-se que o ginseng, a ginkgo biloba e a vitamina E também podem interferir na coagulação do sangue, causando hemorragias.

4 – Os fumantes são considerados pacientes de risco para a realização de qualquer tipo de cirurgia. Portanto, para sua segurança, pare de fumar um mês antes da operação. Se possível, aproveite e pare de vez.


5 – Converse com seu cirurgião e com o anestesiologista sobre a anestesia a ser empregada.

6 – Se você apresenta problemas cardíacos ou é diabética, peça acompanhamento de especialistas durante a cirurgia e também no pós-operatório.

7 – Informe-se sobre o tempo necessário para sua completa recuperação, pois se pretende fazer uma plástica antes de um evento importante (como um casamento, por exemplo) é preciso programar tudo com muita antecedência.

8 – Mantenha uma dieta equilibrada, com muitas fibras, no período que antecede a cirurgia, para manter a função intestinal e diminuir os níveis de colesterol.

9 – Comunique qualquer sinal de resfriado, conjuntivite, herpes ou infecções que surgirem na semana anterior à cirurgia. Nestes casos, o procedimento deverá ser transferido até a resolução do processo infeccioso.

10 – Evite realizar o procedimento se estiver vivenciando uma situação desafiadora do ponto de vista emocional. Uma plástica não trará, necessariamente, um ganho secundário, como um casamento mais feliz ou uma promoção no trabalho.

O artigo 10 dicas para realizar uma plástica com segurança – em Cirurgia Plástica
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/corpo-e-rosto/corpo-e-rosto/cirurgia-plastica/10-dicas-para-realizar-uma-plastica-com-seguranca/3943

Deixe uma resposta