Chá melhora atenção e diminui o estresse, indica estudo – em Nutrição

O chá é a bebida mais consumida no mundo depois da água. Saiba por que ele pode beneficiar a atenção e reduzir o estresse!

Texto Michele Costa | Foto Shutterstock | Adaptação web Victoria Bassi

Você sabia que o chá é a bebida mais consumida no mundo depois da água? Originária da China,há mais de cinco mil anos, a bebida se proliferou por todos os continentes, sendo apreciado por diferentes culturas – na América Latina, por exemplo, ela é feita pela infusão de qualquer ingrediente de origem vegetal. Vale ressaltar também que, além de serem uma delícia, os chás oferecem diversos benefícios à saúde!

Em uma pesquisa realizada por universidades ao redor do mundo, descobriu-se que eles apresentam uma substância chamada teanina. “Trata-se de um aminoácido que atua como um agente relaxante, além de estar associado também a uma redução da percepção de estresse e ajuda na melhora da atenção e foco”, conta a nutricionista Bianca Naves, da nutriOffice. Portanto, consumir a bebida diariamente pode auxiliar o organismo a enfrentar melhor as atividades de sua rotina.

O artigo Chá melhora atenção e diminui o estresse, indica estudo – em Nutrição
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/nutricao/cha-melhora-atencao-e-diminui-o-estresse-indica-estudo/12075

Sem bad hair day! Conheça as principais causas e soluções para fios rebeldes – em Tratamentos

Toda mulher já precisou encarar um bad hair day, né? Nesta hora, saber identificar a causa e a solução para os problemas nos fios faz toda a diferença. Por isso, listamos 5 dicas infalíveis para seu cabelo nunca mais fazer você sofrer logo pela manhã!

Por Isabela Leal | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira

Cabelo tem muito a ver com estado de espírito. Ninguém merece levantar de manhã e dar de cara com os fios fora do lugar ou oleosos, franja torta, raiz levantada etc. Isso deixa qualquer mulher sem vontade de sair de casa. O “desastre”, inclusive, tem nome: bad hair day, que significa “dia de cabelo ruim”. Para ajudá-la a encarar a vida nessa hora de desespero, Rodrigo Cintra, cabeleireiro do Studio W Iguatemi, de São Paulo (SP), e coapresentador do programa Esquadrão da Moda (SBT), dá cinco dicas infalíveis:

Frizz

Motivo: um dos grandes vilões, aparece por conta do uso incorreto da escova durante a secagem, esfregar a toalha nos fios para enxugá-los (em vez de pressioná-la com delicadeza) e banho com água quente. 

Solução: para secar, use uma escova redonda e sempre aplique protetor térmico. No bad hair day, lance mão de pomada em pasta ou em pó ou finalizador específico para frizz, assentando os fios rebeldes. Se tiver cabelos lisos, escolha um pente de madeira, que ajuda a reduzir o arrepiado.

Raiz oleosa

Motivo: uma série de fatores pode ser a causa:  água quente na lavagem, aplicação de condicionador na raiz sem removê-lo completamente e o uso de produtos incorretos (geralmente mais pesados) para o seu tipo de fio.

Solução: xampu seco. Borrife na raiz e escove, se os seus fios são lisos. No caso dos cacheados, aplique e massageie com as pontas dos dedos até o produto ser absorvido. Nunca use-o em dias seguidos, pois absorve demais a oleosidade e acaba ressecando os fios.

Franja espetada

Motivo: excesso de frizz, corte errado para o caimento do cabelo e secagem incorreta contribuem para o problema, que é ainda pior nas muito curtinhas. E por ser uma região que fica evidente vira um drama.

Solução: borrife um pouco de leave-in e depois penteie, seque ou ajeite com as mãos. Se não resolver e precisar de um help imediato, tenha na bolsa alguns acessórios como headbands ou grampos, assim você pode prendê-la. Mantenha o corte a cada 15 dias.


Fios desalinhados

Motivo: os cabelos compridos tendem a ficar amassados e embaraçados não só nas pontas, mas também perto do topo, especialmente se eles não secaram completamente na noite anterior (após a lavagem).

Solução: o embaraçado próximo à raiz se resolve prendendo os fios com um elástico frouxo antes de dormir. Outra opção é aplicar um óleo do comprimento até as pontas, sem tocar a raiz. Aquecer os cabelos com secador também ajuda a desamassá-los.

Cachos com aspecto pesado

Motivo: o problema pode estar no uso de produtos errados, que não sejam indicados para esse tipo de cabelo, na lavagem ou na aplicação excessiva de finalizadores, que acabam deixando resíduos acumulados.

Solução: lave os fios com xampu e condicionador para cabelos cacheados, não use água quente e enxágue completamente. Use pouca quantidade de leave-in em creme,  que deixa a cabeleira mais carregada, e priorize as versões em spray.

Quer conferir mais sobre cuidados com o cabelo? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!

O artigo Sem bad hair day! Conheça as principais causas e soluções para fios rebeldes – em Tratamentos
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/cabelos/cabelo/tratamentos/sem-bad-hair-day-conheca-as-principais-causas-e-solucoes-para-fios-rebeldes/12074

Após fazer mastectomia, mulher teve os tecidos dos seios destruídos por bactéria

Veja a matéria completa sobre Após fazer mastectomia, mulher teve os tecidos dos seios destruídos por bactéria e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


Alicia Wertez publicou sua história nas redes sociais para que outras mulheres ficassem atentas

Reprodução/Facebook

Foi a partir de um autoexame que a americana Alicia Wertez, 37 anos, percebeu um nódulo nas mamas. Ao consultar um médico e fazer alguns exames, ela recebeu a orientação de optar por uma mastectomia dupla – cirurgia que retira os seios para evitar o câncer de mama em mulheres que são consideradas parte do grupo de risco. Porém, a cirurgia resultou em um problema ainda mais devastador para a paciente e seus peitos começaram a ser destruídos por uma bactéria, chegando ao ponto de cair o mamilo.

Leia também: Após depilação, bactéria “come” pele da perna de mulher e quase a mata

Pouco mais de uma semana desde a cirurgia, Alicia percebeu que algo não estava certo com seus peitos
, mesmo depois de seu médico dizer que a operação havia sido um sucesso e sua recuperação estava indo bem.


Seus peitos ficaram completamente deformados, com roxos e pus em toda região

Reprodução/Facebook

Porém, com o passar do tempo, a sensação de que sua saúde estava correndo perigo aumentou, e a aparência dos seios
ficava cada vez mais desagradável, com a pele ficando roxa e os pontos saindo pus.

Depois de ter sido examinada, seu médico chegou à conclusão de que uma infecção
estava contaminando-a e ela foi diagnosticada com fasciíte necrosante
– uma doença em que os tecidos são “comidos” por uma bactéria.

A mulher, que vive na Flórida com marido e uma filha de dez anos, contou como se sentia até receber a notícia. “Ficava horrorizada toda vez que olhava para baixo e via o estado dos meus peitos, especialmente o esquerdo”, contou ao jornal britânico Metro.


Infecção foi capaz de afetar outros órgãos da americana e ela chegou a perder o mamilo

Reprodução/Facebook

Seu tecido mamário foi completamente destruído em algumas partes, e seu mamilo esquerdo até chegou a cair durante uma mudança de curativo. “Foi um pesadelo quando percebi que meus seios estavam apodrecendo mais a cada dia, ambos estavam roxos e cobertos de manchas cheias de pus”, disse ela.

Leia também: Homem que tinha acabado de fazer tatuagem morre depois de entrar no mar

Depois de finalmente saber o que tinha, a mulher foi internada às pressas para ser submetida a uma nova cirurgia para retirar o tecido infectado. Àquela altura, os exames haviam detectado que a infecção já tinha se espalhado pelos pulmões e músculos das mamas. Com isso, os órgãos de Alicia começaram a desligar, deixando a americana à beira da morte.

Apesar de sentir que ela foi “desfigurada” por conta dos estragos causados pela condição, Alicia diz que ela é “extremamente sortuda por ter sobrevivido”. Ela agora espera que outras mulheres estejam conscientes desse tipo de complicação, por isso resolveu compartilhar sua história.

Doença rara

O nome já assusta: fasciíte necrosante ou fasciíte necrótica acontece quando uma bactéria entra em contato com tecidos mais profundos da pele, e começa a “comê-la”. A doença é bastante agressiva e gravíssima, porque age rapidamente e destrói o corpo da vítima.

Embora rara, ela pode começar a partir de uma pequena lesão, como um pequeno corte. São vários os tipos de bactérias responsáveis por essa enfermidade, algumas pessoas, inclusive, podem viver com ela no corpo, sem que ela se manifeste.

Não há como prevenir a doença e nem adivinhar onde ela pode acontecer – peitos, pernas, braços, etc -, mas é importante que se tenha sempre uma atenção ao que acontece com seu corpo e manter os hábitos de higiene. Em sinais de quentura e vermelhidão na pele, procure um médico.

Leia também: Depois de tatuagem de hena, menina tem queimadura química e fica marcada

O artigo Após fazer mastectomia, mulher teve os tecidos dos seios destruídos por bactéria foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-10-16/peitos-virus-come-tecido-mamas.html