Estudo tenta usar células da pele para reverter infertilidade masculina

Veja a matéria completa sobre Estudo tenta usar células da pele para reverter
infertilidade masculina e fique por dentro de como cuidar da sua saúde.


 a OMS, os casos de infertilidade masculina são equivalente aos casos de mulheres que não podem reproduzir

shutterstock

O sonho de ter um filho é, para muitos casais, uma barreira difícil de ser superada, já que os casos de infertilidade no Brasil atingem mais de 270 mil duplas, ou seja, 15% do total de homens e mulheres que estão juntos e gostariam de ter um bebê biológico, mas não conseguem por questões genéticas, conforme afirma a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Leia também: Mulher considerada infértil após tratamento contra câncer dá à luz menina

Durante muito tempo a “culpa” por não poder gerar um filho caía completamente sob as costas das mulheres. Porém, de acordo com a OMS, a quantidade de homens inférteis se assemelha às mulheres, o que faz com que a infertilidade
também seja um problema masculino.

Pensando em alternativas para essa condição, cientistas de uma universidade britânica estão tentando transformar células da pele para eliminar o impedimento causado por certas condições que impedem os homens
de se reproduzir. Por enquanto, os estudos ainda estão em fase de testes e as experiências estão sendo feitas em camundongos.

Para entender como o trabalho está sendo feito, é preciso saber que a maioria dos homens tem dois cromossomos sexuais – um X e um Y. Porém, alguns têm três, o que dificulta a produção de esperma fértil.

Cerca de 1 em cada 500 homens nascem com a síndrome de Klinefelter, causada por desenvolver um cromossomo X extra, enquanto aproximadamente 1 em 1000 possui síndrome de Double Y, que tem o mesmo efeito para o cromossomo Y.

Essas são as principais causas de infertilidade existentes, de acordo com James Turner do Francis Crick Institute, em Londres. Pensando nisso, ele e sua equipe encontraram uma maneira de contornar a esterilidade causada por esses cromossomos extras.

Leia também: Infertilidade: droga de câncer de mama é 30% mais eficaz que remédio usual

Pesquisa

Primeiro, eles criaram camundongos, cada um com um dos cromossomos extra, X ou Y. Eles então tentaram reprogramar as células da pele desses animais, transformando-as em células-tronco pluripotentes induzidas (iPS), que são capazes de formar outros tipos de células.

Para a surpresa dos cientistas, isso foi suficiente para fazer com que cerca de um terço das células da pele descartassem o cromossomo extra. Quando essas células foram então ligadas à formação de espermatozoides e utilizadas para fertilizar os óvulos, 50% a 60% das gravidezes resultantes chegaram a partos vivos.

Risco de câncer

Essa constatação sugere que uma técnica semelhante poderia permitir que os homens com infertilidade Klinefelter ou Double Y possam reproduzir. Mas ainda é preciso aperfeiçoar a técnica, antes de testá-la em humanos.

“Nós ainda não sabemos como transformar completamente as células-tronco em esperma, então contornamos isso injetando as células em testículos de ratos para os últimos estágios de desenvolvimento. Embora isso tenha resultado em esperma fértil, também causou tumores entre 29% e 50% dos camundongos”, contou Turner.

“É preciso que seja feito tudo in vitro, para só depois as células espermáticas normais serem usadas para fertilizar os óvulos”, explicou Zev Rosenwaks, do Weill Cornell Medical College em Nova York. “O perigo com toda a tecnologia celular iPS para reverter a infertilidade é o câncer”, finalizou ele.

Leia também: Anticoncepcional masculino é adiado por causar reações semelhantes ao feminino

O artigo Estudo tenta usar células da pele para reverter
infertilidade masculina foi originalmente publicado em http://saude.ig.com.br/saude.ig.com.br/2017-08-17/infertilidade-masculina-novidade.html

Esteira emagrece mais que bike? Descubra! – em Treino aeróbico

Está a todo vapor no #projetoverão, mas ficou em dúvida de qual modalidade aeróbica apostar? Então descubra se esteira emagrece mais que bike e qual é mais indicada para você!

Por Ana Paula Ferreira | Foto Shutterstock

A esteira e a bike são as opções de treino aeróbico mais usadas por quem costuma praticar atividade física indoor. Contudo, muitas vezes bate aquela dúvida: qual vai ajudar mais no processo de emagrecimento?

Segundo Ronaldo Freitas, professor da academia Les Cinq Gym, de São Paulo, entre exercitar-se na esteira ou na bicicleta, na mesma intensidade, a esteira é melhor para perder peso. “Na esteira, há muito mais variáveis que podem ser propostas– inclinação, velocidade, tiros curtos, tiros mais longos, por exemplo. A quantidade de programas que você consegue montar é muito maior do que na bicicleta, em que a única variável é a carga, que depende muito no nível de esforço e de força muscular da pessoa”, avalia ele. “Outro ponto positivo da esteira é que, como o exercício é feito de pé e com o movimento de todo o corpo, uma maior quantidade de grupos musculares é requisitada, fazendo com que mais calorias sejam gastas”, conclui. Freitas ressalta, ainda, que trabalhos científicos já concluíram que o gasto calórico na bike chega a ser 40% menor em relação aos exercícios praticados na esteira durante o mesmo período e com a mesma intensidade.

Características de cada modalidade

Esteira 

– Velocidade constante
– Exige maior coordenação
– Correr errado, sem movimentar braços, elevar o joelho e contrair o abdômen, pode gerar lesões
– Tem maior gasto calórico por usar mais grupos musculares
– A intensidade do exercício é que faz a diferença no gasto calórico


Bike

– Apesar de ser uma atividade sentada, a coluna pode sofrer impacto devido a postura
– Para alcançar determinada velocidade, precisa imprimir mais força nas pedaladas
– É importante pedalar com o abdômen contraído
– O movimento é guiado, a coordenação exigida é bem menor
– O banco da bike ergométrica deve ser largo e sempre estar firme
– Quando pedalar, os joelhos devem sempre estar apontados para frente, não deve fechar nem abrir durante o movimento. 
– Atenção à altura do banco: quando estender o joelho, ele deve ficar levemente flexionado

Qual eu devo escolher?

“Se você é sedentário ou está muito acima do peso, comece pela bike. Seu corpo não irá sofrer com o sobrepeso, irá ganhar resistência e condicionamento. Agora, se você não tem qualquer restrição, escolha o que mais motiva você”, orienta Freitas. “Os dois não te motivam? Acha monótono? Faça os dois, divida o tempo entre eles! Isso é até bom para mudar o estímulo. Se a ideia é só emagrecer, talvez a bike não deva ser o aparelho número um de sua lista”, conclui ele. 

O artigo Esteira emagrece mais que bike? Descubra! – em Treino aeróbico
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/fitness/fitness/treino-aerobico/esteira-emagrece-mais-que-bike-descubra/11873

Dieta com alimentos orgânicos turbina a saúde e seca 4 kg em 1 mês – em Dieta de emergência

Já pensou em emagrecer comendo comida de verdade? Aposte em ingredientes orgânicos e naturais para turbinar sua saúde e eliminar 4 quilos em 30 dias

Por Caroline Randmer | Fotos Shutterstock | Adaptação Web Ana Paula Ferreira

Já pensou em aliar seus hábitos alimentares a uma prática orgânica e natural? Pois essa é a ideia do Eat Clean, método que defende uma alimentação baseada no consumo de ingredientes vindos da natureza e na composição de pratos com “comida de verdade”. Dar preferência para se alimentar de matérias-primas naturais, a exemplo das frutas, é capaz de transformar seu corpo. Isso porque adotar esse tipo de hábito faz com que a qualidade das refeições melhore consideravelmente — e quem ganha com isso é o seu organismo. “A dieta proporciona diversos benefícios, pois um cardápio natural gera uma oferta nutricional maior, tanto de vitaminas e minerais quanto de antioxidantes capazes de prevenir uma série de doenças crônicas, como problemas do coração, câncer ou diabete tipo 2”, conta Edvânia Soares, nutricionista da Estima Nutrição, de São Paulo (SP).

Magra e saudável

Só a exclusão dos industrializados do menu já é suficiente para cessar uma série de processos inflamatórios no corpo,  afinal, sal, açúcar, gordura hidrogenada e outros ingredientes artificiais como aromatizantes, conservantes e corantes — presentes nesse tipo de alimento — são os primeiros a causar danos à nossa saúde. Isso, somado aos benefícios de todos os orgânicos, faz da Eat Clean a dieta perfeita para quem quer emagrecer com saúde. “Esse tipo de alimentação tem caráter anti-inflamatório, auxiliando no emagrecimento,  uma vez que a obesidade nada mais é que uma inflamação crônica”, ensina Maria Flávia Sgavioli, nutricionista da VP Consultoria, de São Paulo (SP). Além disso, o método tem efeito detox, o que faz com que todos os sistemas corporais funcionem melhor. Ou seja, com o metabolismo, a digestão e todas as outras engrenagens no organismo a todo vapor, é fácil, fácil eliminar os quilinhos extras.


Como se não bastasse tudo isso, a combinação de alimentos da Eat Clean ainda cria uma sinergia entre nutrientes. “Assim é possível potencializar a interação e a absorção de vitaminas e minerais essenciais para o organismo”, conta Edvânia Soares. O resultado disso é mais saciedade sem restrição calórica, afinal, a maior parte dos legumes e vegetais que você deve incluir no cardápio acabam queimando até mais calorias que proporcionam.  “A prioridade é a qualidade e não a quantidade”, completa a especialista. O sucesso é tanto que famosas como Demi Moore, Gwyneth Paltrow e Chrissy Teigen já aderiram.

Princípios da dieta

– Investir em alimentos naturais, livres de aditivos químicos
– Evitar produtos processados
– Utilizar temperos naturais e termogênicos
– Evitar farinha e açúcar refinados
– Comer devagar Ingerir bastante água

Não acabou por aqui, não! Se você quer conferir o cardápio feito com alimentos orgânicos, basta garantir a edição 343 da Corpo a Corpo! Então corra para a banca ou adquira a sua CORPO aqui → https://goo.gl/6bhe3r

O artigo Dieta com alimentos orgânicos turbina a saúde e seca 4 kg em 1 mês – em Dieta de emergência
foi originalmente publicado em http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/dieta/dieta-de-emergencia/dieta-com-alimentos-organicos-turbina-a-saude-e-seca-4-kg-em-1-mes/11872