Revelada por Raul Gil, Liriel volta à TV e relembra sucesso e depressão

Veja, Revelada por Raul Gil, Liriel volta à TV e relembra sucesso e depressão confira também tudo o que acontece no BBB13.

Sucesso no início dos anos 2000, Liriel Domiciano está de volta à TV no reality musical “Canta Comigo”, da Record. Revelada no quadro de calouros “Quem Sabe Canta, Quem Não Sabe Dança”, do “Programa Raul Gil”, à época na mesma emissora, a cantora lírica fez tanto sucesso na atração que mal podia sair na rua. Hoje, aos 36 anos, ela é um dos 100 jurados do reality comandado por Gugu Liberato e conta que foi convidada pela direção graças também aos fãs que nunca deixaram de acompanhá-la.

“Eles ligavam na Record e pediam para eu participar dos programas. Até que surgiu a oportunidade e eu só tenho que a agradecera a todos”, diz ela em entrevista ao UOL.

No “Canta Comigo”, que vai ao ar toda quarta-feira, o candidato que levantar o maior número de jurados permanece na competição. Aqueles que fizerem os 100 levantarem juntos vai direto para a final.

A imensa bancada do júri tem desde cover de Ozzy Osbourne a modelo, preparador vocal e cantor consagrado nos anos 80. Liriel admite que é difícil avaliar um participante ao lado de tanta gente, mas afirma que procura ser “a mais justa possível”.

“É uma tarefa bem difícil, não é fácil ouvir a percepção do candidato, se é afinado. Mas eu procuro ver se a história dele condiz naquele momento, e tudo tem um significado: como ele se comporta no palco, as roupas que usa e a trajetória. É o que importa para mim”, afirma. 

Show de talentos

Liriel surgiu em meio a uma safra de calouros nas tardes de sábado do “Programa Raul Gil” que estourou no país, como Robinson Monteiro– que também faz parte do juri do “Canta Comigo–, Leila Moreno, Erika Rodrigues e Rinaldo Viana, com quem ela formou dupla.

O programa viu potencial na junção de um tenor com uma soprano. O sucesso do álbum de estreia “Romance” foi tão grande que a dupla foi convidada para se apresentar em grandes concertos pelo mundo e conquistaram uma legião de fãs que, antes da era das redes sociais, colecionavam fotos, camisetas, autógrafos e mantinham contato com os ídolos em

“Foi um grande marco para mim, algo que não esperava. Achava que jamais poderia sair de um programa de calouro com uma gravadora multinacional. Meu sonho era ser uma artista que pudesse cantar música clássica no Brasil”, relembra.

Reprodução/Instagram
Sucesso nos anos 2000, Robinson Monteiro e Liriel posam juntos nos bastidores do “Canta Comigo” Imagem: Reprodução/Instagram

“Quando você é sucesso você tem credibilidade, as pessoas te notam, você é mais aceita nos lugares, facilita muito. Fazer sucesso é fácil, difícil é manter. Mas só tenho que agradecer a tudo que vivi”, diz Liriel, que desfez a dupla com Rinaldo em 2004.

A separação, afirma, ocorreu “por estarem em momentos diferentes no trabalho” e pela rescisão de contratos com as gravadoras, que sofriam com a pirataria que dominava o mercado fonográfico naquela época.

“A dupla não se rompeu por discussão ou algo traumático. Algumas gravadoras faliram, outras se unificaram. Eu recebi uma proposta de cantar com o Coro do Tabernáculo Mórmon, o melhor do mundo, nos Estados unidos, e outros trabalhos na Europa. Queria trabalhar, gravar um CD comercial e lançar internacionalmente. O Rinaldo havia assinado com outro empresário e ficou preso a este contrato que era restrito. Ele seguiu a carreira dele”.

LIriel afirma que até hoje os dois são muitos amigos e se falam constantemente pelas redes sociais. “Toda vez que ele faz show, me avisa e sempre que possível fazemos dueto. Ele continua cantando de maneira fenomenal”, elogia.

Reprodução/Youtube
Rinaldo e Liriel durante o “Programa Raul Gil”, na Record, em 2001 Imagem: Reprodução/Youtube

Depressão após assalto

Em 2006, Liriel lançou o CD e DVD “Heaven’s  Eyes”, orquestrado pela Filarmônica de Praga e com vocais gravados em um estúdio de Hollywood e que vendeu 250 mil cópias.

A vida da cantora lírica mudou drasticamente no ano seguinte. Quatro homens armados invadiram sua casa, em São Paulo, e levaram os computadores da cantora onde estava todo seu material de trabalho. Liriel foi agredida pelos bandidos e mantida refém por horas.

Após o episódio traumático, ela conta que entrou em depressão e precisou se afastar dos palcos. “Os antidepressivos que tomei alteram todo meu organismo e causaram problemas como fibromialgia e hipertireoidismo. O tratamento é muito forte. Hoje estou bem melhor, me recuperando”.

Liriel lançou mais três discos, o último em 2010. Empolgada com a volta à TV, ela pretende voltar a gravar música clássica e faz mais planos.  “Quero continuar cantando em festivais, ser atriz, fazer dublagens. Eu só tenho que agradecer todo o carinho que recebo até hoje”, emociona-se.

O artigo Revelada por Raul Gil, Liriel volta à TV e relembra sucesso e depressão foi originalmente publicado em https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2018/08/01/revelada-no-raul-gil-liriel-volta-a-tv-e-lembra-de-sucesso-e-depressao.htm

Deixe uma resposta