No auge, humorista emenda "Praça", Multishow e filme: "Nunca me deslumbrei"

Veja, No auge, humorista emenda "Praça", Multishow e filme: "Nunca me deslumbrei" confira também tudo o que acontece no BBB13.

Maurício Manfrini, o Paulinho Gogó de “A Praça É Nossa”, nunca trabalhou tanto como em 2018. E não é “fato venéreo”, como seu personagem costuma dizer. Além do humorístico do SBT, o ator está na série “A Vila”, do Multishow, e se prepara para rodar dois filmes: a sequência de “Os Farofeiros” e o longa-metragem solo com Gogó, seu papel mais famoso.

“Esta é minha melhor fase na televisão”, avalia Manfrini em entrevista ao UOL. “As pessoas confundem muito, me chamam na rua: ‘Fala, Gogó!’; ‘Fala, Paulinho!’. Acho legal, porque se acreditam que o personagem existe é porque faço meu trabalho bem feito. Trato com muito carinho cada um que me pede foto, me parabeniza e diz que é meu fã, e mentalmente agradeço a Deus, porque reconhecimento foi o que sempre quis”, comemora.

Fama, porém, é o que o humorista de 48 anos quer evitar. Mesmo sendo líder de audiência na TV aberta (sua participação na “Praça” já alcançou picos de 14 pontos) e protagonista do terceiro filme brasileiro mais visto do ano (2,62 milhões, atrás de “Fala Sério, Mãe” e “Nada a Perder”), Manfrini toma cuidado para não se deslumbrar com o sucesso.

“Nunca me deslumbrei e não é agora que vou. Deslumbramento é pecado, um tiro no pé. Coitado daquele que se acha melhor do que alguém. O que nos diferencia não é o dinheiro, mas o que podemos oferecer. Um médico me disse que saiu da depressão vendo meus vídeos no YouTube. Aquele dia valeu por toda a minha profissão. Deslumbramento é besteira”, ensina.

Reprodução/SBT
Em “A Praça É Nossa”, Paulinho Gogó faz Carlos Alberto de Nóbrega passar mal… de tanto rir Imagem: Reprodução/SBT

Gogó fez Carlos Alberto “passar mal”

Revelado no rádio, Manfrini comemorará em 2019 os 20 anos de Paulinho Gogó na TV. Estreou no programa “Na Boca do Povo”, apresentado por Wagner Montes, na CNT. Em 2001, integrou o elenco da última “Escolinha do Professor Raimundo” com Chico Anysio, na Globo. Desde 2004, está em “A Praça É Nossa” fazendo Carlos Alberto de Nóbrega passar mal de tanto rir.

“Às vezes nem escrevo, separo algumas ideias na cabeça e improviso. Algumas vezes, pego o Carlos Alberto bem desprevenido e ele dá umas gargalhadas bem gostosas. A gargalhada dele é legal de se ouvir, né? Já fiquei preocupado dele perder o fôlego e parei a gravação. Uma vez a costela dele deu uma trepada e ele ficou com dor na coluna. Mas isso que é legal, divertido, um bate-papo verdadeiro. Agradeço ao Carlos Alberto e ao Marcelo de Nóbrega pela generosidade”, conta.

O que Manfrini não esperava era que Paulinho Gogó também tivesse grande sucesso infantil, obrigando-o a mudar as piadas mais pesadas na TV: ” É muito malicioso, sacana. Percebi que as crianças gostavam dele e suavizei para não torná-lo sujo. Fui arrumando uma maneira de contar coisas picantes sem falar exatamente a palavra. Fiz analogias, como ‘cruzar’, ‘bater uma virilha'”, brinca.

O humorista, que também é compositor, cria músicas para todos os personagens da “Praça” e antecipa ao UOL o novo tema de Paulinho Gogó: “Eu falo de tudo um pouco quando eu chego aqui. Meu nome é Paulinho Gogó, não tem ponto sem nó, não tem ‘mimimi’!”.

Multishow e 2019

Juliana Coutinho/Multishow
Patricya Travassos e Maurício Manfrini em “A Vila” Imagem: Juliana Coutinho/Multishow

No Multishow, Manfrini entrou para o elenco da segunda temporada de “A Vila” como Xexéu, ex-jogador de futebol galanteador que tenta conquistar a perua Geralda (Patricya Travassos). A história do personagem se confunde com a do humorista.

“Ele tem muito a ver comigo, apesar de ser diferente do Gogó. Gosto muito de futebol, tenho problema de menisco, que operei há um tempo, e o personagem também tinha. Foi uma coincidência agradável. Ajudei a compor o personagem, mudei o nome e coloquei Xexéu, mais fácil de as pessoas assimilarem. Sugeri os mullets e fiz um cavanhaquezinho, e dei ideia para as roupas que os jogadores costumam usar”, explica.

Para 2019, Manfrini prevê mais trabalho do que em 2018. No Multishow, ele estrelará a série “O Dono do Lar” e interpretará Américo, desempregado que vive de bicos e aceita ser “dono de casa” no lugar da mulher, enfermeira.

No cinema, estará em “Os Farofeiros 2” e “No Gogó do Paulinho”, com Cacau Protásio como Nega Juju e participações de Carlos Alberto de Nóbrega, Moacyr Franco, Zico, Zeca Pagodinho e Nerso da Capitinga. O humorista negocia uma participação no longa sobre Silvio Santos, em que dará vida a Ronald Golias ou Roque.

Manfrini também segue em cartaz no teatro e mantém três lojas de peças para carros importados no Rio de Janeiro. E ainda consegue ser pai: “Há 15 anos sou casado com a fotógrafa Hemilly Goes, minha fã antes de me conhecer. Tenho três filhos: Yuri, Anne Beatriz e a Isabelle. Eles sabem separar tudo direitinho, me tratam como uma pessoa normal. Não tenho aquele privilégio por ser famoso, nem gosto disso”.

O artigo No auge, humorista emenda "Praça", Multishow e filme: "Nunca me deslumbrei" foi originalmente publicado em https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2018/10/16/mauricio-manfrini-emenda-praca-multishow-e-cinema-nunca-me-deslumbrei.htm

Deixe uma resposta