João Kleber nega ser sensacionalista: "Cada um joga com as armas que tem"

Veja, João Kleber nega ser sensacionalista: "Cada um joga com as armas que tem" confira também tudo o que acontece no BBB13.

Conhecido pelo bordão “Para, para, para”, João Kleber não se considera sensacionalista. O apresentador, que já comandou programas como “Teste de Fidelidade e “Você Viu na TV”, disse que todas as emissoras de televisão fazem de tudo para conquistar audiência.

“O sensacionalismo é subjetivo. Para muitos, comer fast-food é legal, para outros, não. Quando um jornal dá uma notícia importante na abertura do jornal, o que ele está fazendo? Atraindo audiência. Isso não é uma forma de sensacionalismo? Ele está exibindo uma notícia de impacto para trazer o público para ele. Cada um joga com as armas que tem”, disse o apresentador em entrevista ao “Programa do Porchat” desta quinta-feira (27).

Sincero, João Kleber disse ainda que é praticamente impossível para as outras emissoras competir com a Globo. “Se você está na Globo e chama o cara da novela das 21h no seu programa, ele vai. Eu não tenho esse privilégio”.

Durante a entrevista, João Kleber negou também que seus quadros sejam armados. “Não tem nada de ator. Se eles fossem atores, tinham que botar eles para fazer novelas, porque, cai entre nós, eles são bons demais”, defendeu o apresentador.

Sobre o “Teste de Fidelidade”, um dos seus maiores sucessos da televisão que já foi vendido mais para 30 países, João Kleber disse que quem teve a ideia de fazer o programa foi sua ex-mulher, a diretora Wanya Barros.

“O teste de fidelidade surgiu por acaso. Estávamos em Nova York a passeio e vimos um casal discutindo em um restaurante. Perguntamos para o garçom o que tinha acontecido e ele disse que a mulher tinha visto o marido com outra mulher. Aí a Vania disse: “olha que quadro interessante, João”. Aí decidimos fazer”, contou.

O artigo João Kleber nega ser sensacionalista: "Cada um joga com as armas que tem" foi originalmente publicado em http://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2016/10/28/joao-kleber-nega-ser-sensacionalista-cada-um-joga-com-as-armas-que-tem.htm

Deixe uma resposta