Imprevistos, correria: figurinista revela bastidores da "Dança dos Famosos"

Veja, Imprevistos, correria: figurinista revela bastidores da "Dança dos Famosos" confira também tudo o que acontece no BBB13.

O figurino que compõe a “Dança dos Famosos” é uma atração à parte que exige muito trabalho, pesquisa e agilidade. Afinal, uma semana é o prazo que a equipe da estilista Marina San Vicente tem para preparar as roupas dos participantes da competição, cuja 15ª edição começa neste domingo (12), no “Domingão do Faustão”, com o anuncio dos novos concorrentes.

Marina conta que o ritmo escolhido é a primeira informação que ela precisa saber para início ao processo de criação. “Depois do ritmo, vem a música. Cada canção tem uma história. Já recebi as músicas dos dois primeiros ritmos que ainda serão apresentados e já comecei a analisar a composição sem nem saber ainda quem são os artistas que vão dançar. Depois da roupa mais ou menos pronta, a gente vê quem vai usá-la e começa as adaptações. Às vezes, as peças não combinam com o participante, então é bem intenso”, explica ela ao UOL.

Além os ritmos, o figurino tem que estar em sintonia com o palco, coreografia e iluminação. Um trabalho, segundo a figurinista, muito detalhado.

“A prova de roupa acontece na quinta-feira e na sexta eles ensaiam com o figurino pronto. Aí que vamos ver se deu certo. E muitas vezes não rola como pensamos. Acontece de o artista não gostar e temos que refazer. O importante é que o participante se sinta bem, que atenda a seus desejos, mas dentro do combinado com a equipe. Parece fácil, mas não é”, conta.

Divulgação/TV Globo
Marina San Vicent é a responsável pelos figurinos da “Dança dos Famosos” Imagem: Divulgação/TV Globo

Sem citar nomes, Marina diz que muitos artistas topam tudo que ela propõe, mas que, em alguns casos, ela precisa convencer a usar o figurino. “Não dá para seguir sempre o que eles querem. Então entra meu trabalho de psicóloga”, conta, aos risos.

Paso doble desafiador

Na “Dança dos Famosos” os ritmos variam a cada semana, como funk, forró, valsa, rock e country. Mas assim como para os participantes, existe um em particular que é desafiador para o figurino: o paso doble. O estilo musical de origem espanhola é o único cujo figurino não fica pronto em uma semana. Segundo Marina, o vestido usado pelas concorrentes para o ritmo consome, no mínimo, 40 dias de trabalho.

“É muito cheio de detalhes, não tem como fazer em uma semana. Como já sabemos que têm esse ritmo, a gente deixa pronto em tamanho grande e vamos ajustando para quem for usar. E tudo tem que ser muito confortável: a roupa não pode ser um impedimento. Tem tecido que fica lindo no palco, mas não funciona na prática, tem uma textura que machuca. O figurino tem que ajudar o artista a se destacar”.

Em um programa ao vivo, é preciso contar ainda com os imprevistos. Marina lembra de um problema que aconteceu no figurino de Lisandra Souto, em 2016, minutos antes de ela entrar no palco. A meia-calça arrastão rasgou e a atriz não teve tempo de trocar.

“No fim, ficou bem legal. Mas nunca rolou nada ‘trágico’”, lembra a figurinista, que mantém uma equipe de oito pessoas entre alfaiates e costureiras. 

Figurinista do “Domingão do Faustão” há 4 anos, Marina também é responsável por todo o figurino do programa, como das bailarinas e do “Show dos Famosos”, em que artistas encarnam ídolos da música.

A primeira edição da “Dança dos Famosos” foi em 2005 e teve Karina Bacchi vencedora. No ano passado, a atriz Maria Joana venceu a competição em uma final disputada com os atores Lucas Veloso e Nicolas Prattes.

O artigo Imprevistos, correria: figurinista revela bastidores da "Dança dos Famosos" foi originalmente publicado em https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2018/08/12/correia-imprevistos-figurinista-da-danca-conta-bastidores-que-ninguem-ve.htm

Deixe uma resposta