"Gretchen e Rita Cadillac foram referências para mim", diz Valeria Valenssa

Veja, "Gretchen e Rita Cadillac foram referências para mim", diz Valeria Valenssa confira também tudo o que acontece no BBB13.

Participante da edição atual do “Dancing Brasil”, Valeria Valenssa foi uma das mais bem pontuadas da semana e ganhou elogios dos jurados na última quinta-feira (10) ao dançar chá-chá-chá, com charme e sensualidade, ao som de “Conga” e “Le Boom Boom”, sucessos na voz de Gretchen.

“Gostava de imitá-la dançando. Na época, ela fazia muito sucesso, era a Rainha do Bumbum. A Gretchen e a Rita Cadillac foram referências para mim. Daí que veio toda a inspiração para eu sonhar”, contou a ex-Globeleza ao UOL.

Empolgada ao receber notas 9 dos três jurados após a apresentação, Valéria chegou a se emocionar no palco do programa.

“A gente tem um tempo curto para ensaiar. Venho de uma lesão no pé, o que dificulta muito. Isso requer muita disciplina, faço fisioterapia todos os dias. Meu parceiro foi muito paciente nessa semana. Ter esse reconhecimento do trabalho, é muito gratificante. Tudo favoreceu muito, pelo ritmo, pela música e pelo sonho de ser chacrete.”

Ela está com uma fissura em um osso do pé esquerdo e tem de imobilizá-lo quando não está ensaiando. A rotina semanal é puxada. Ela ensaia quatro vezes, de quinta a domingo, pelo menos quatro horas por dia.

Reprodução
Valéria Valenssa de Globeleza Imagem: Reprodução

“O médico acha que essa lesão já existia. Com esse impacto das últimas danças, ela se manifestou. Nessa semana não senti dor, mas tenho que continuar com esse processo que está dando resultado”, explicou.

Musa da vinheta de Carnaval da Globo por mais de dez anos, a ex-Globeleza chegou a desenvolver depressão ao perder o posto, em 2005 e conta que se recuperou com a ajuda da família e igreja. 

“Não tenho problema nenhuma em falar sobre isso porque têm muitas pessoas que sofrem de depressão, isso virou o mal do século. A depressão é uma doença que te rouba tudo, principalmente o prazer de viver. A minha foi ocasionada por perda, que foi a saída da TV”, lembra.

Recuperada, Valéria trabalhou neste ano como jurada no “Programa do Ratinho”, faz um curso de coaching de apresentadora e descarta voltar a assumir o posto de Globeleza ou ser rainha de bateria no Carnaval. Aos 47 anos, ela está em excelente forma: Tem 1,68m e pesa 60 quilos.

“Não estou mais neste pique, não. Não tenho mais paciência para isso. Já fui rainha de bateria, a gente tem que saber o momento certo de sair, já vivi tudo muito intensamente”, diz.

Reprodução/Instagram
Valeria Valenssa e o marido Hans Donner Imagem: Reprodução/Instagram

Casada há 25 anos com o designer Hans Donner, de 70 anos, criador do logotipo da Globo e das vinhetas de Carnaval, Valéria é mãe de João Henrique, de 15 anos, e José Gabriel, 14.

“Sempre tive o sonho de casar, então quando me casei, nunca tive intenção de me separar, sempre quis construir uma família. O segredo é a cumplicidade, o respeito”, diz.

O artigo "Gretchen e Rita Cadillac foram referências para mim", diz Valeria Valenssa foi originalmente publicado em https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2018/10/14/gretchen-e-rita-cadillac-foram-referencias-para-mim-diz-valeria-valenssa.htm

Deixe uma resposta